menu
Partilhar

Linguagem corporal e o significado das posturas corporais

 
Por Gianluca Francia, Psicólogo. 8 março 2021
Linguagem corporal e o significado das posturas corporais

Os estudos sobre a relação entre a postura e a personalidade não são muitos. No entanto, é bem conhecido que na medida em que se muda de posição na presença de outros, é um elemento que proporciona informação sobre o nível de autoestima da pessoa, de extroversão ou de introversão, ou até mesmo dos estilos de comportamento e dos papéis vividos.

As posturas adaptadas às diferentes circunstâncias e contextos sociais estão definidas por normais culturais, mas na presença de certos estados de humor ou emoções se assumem posturas recorrentes. Neste artigo de Psicologia-Online, entenderemos a relação entre a linguagem corporal e o significado das posturas corporais com imagens.

Também lhe pode interessar: Fanatismo: significado, tipos e exemplos

Linguagem corporal: as posturas reconhecidas socialmente

Apesar da decodificação da comunicação não verbal ditada pela posição do corpo no espaço manter uma certa ambiguidade, é possível identificar algumas posturas típicas que remetem a significados facilmente reconhecíveis pelos interlocutores e sua linguagem corporal.

Sarbin e Hardyck empregaram desenhos de figuras humanas estilizadas para comprovar experimentalmente a concordância das interpretações dadas às diferentes posturas. O experimento consistia em submeter a alguns sujeitos imagens estilizadas que representavam pessoas em diferentes posições e pedir a elas que atribuíssem a cada figura um significado preciso. A maioria dos participantes na investigação interpretaram corretamente o significado das posturas corporais representadas.

Algumas posturas presenteadas por Sarbin e Hardyck (1953) são as seguintes:

  • a)curioso;
  • b) perplexo;
  • c) indiferente;
  • d) rejeição;
  • e) observador;
  • f) satisfeito com si mesmo;
  • g) acolhedor;
  • h)resultado;
  • i) furtivo;
  • j) buscar;
  • k) observar;
  • l) atento;
  • m) violento, cólera;
  • n) agitado;
  • o) relaxado;
  • p) surpreendido, dominante, suspeito;
  • q) furtivo;
  • r) tímido;
  • s) cuidadoso;
  • t) afetuoso.
Linguagem corporal e o significado das posturas corporais - Linguagem corporal: as posturas reconhecidas socialmente
Imagem: Reprodução/Universidade de Siena

Leitura corporal e significado das posturas para Lowen

Alexander Lowen, em seu livro intitulado "A linguagem corporal" de 1985, afirmou que a estrutura do corpo de uma pessoa também se vê afetada por mudanças no caráter. Segundo Lowen, de fato, mediante a observação da estrutura corporal e das atitudes, é possível obter informação sobre o estado emocional do indivíduo. Através de atitudes posturais podemos reconhecer certas características da postura e da psicologia de caráter da pessoa.

A postura, de fato, depende do entorno em que crescemos e também de todos os eventos que passamos em nossa vida que causaram certas contrações dos músculos, facilitando uma determinada postura mais do que outra. Por exemplo, se dentro de nós temos uma forte necessidade de afeto, nossas costas tenderão a se encolher, enquanto que, por exemplo, se estamos muito nervosos ela se expande. E é precisamente com o princípio de que corpo e mente são apenas uma grande entidade, que Lowen desenvolveu 5 tipos diferentes de atitudes que delineiam diferentes traços de psicologia e postura. A seguir, veremos o significado das posturas corporais principais com imagens de linguagem corporal.

Postura curvada

Como seu próprio nome indica, o corpo dos que ficam com a postura dobrada se caracteriza por:

  • Curvados sobre si mesmos;
  • Os músculos dos ombros curvos;
  • O peito para dentro;
  • A cabeça inclinada para frente.

De forma geral, é possível observar esta postura em pessoas de corpo magro, alto, parecidas com adolescentes apesar de estarem na idade adulta, frequentemente com óculos porque são míopes. Os pés parecem ter pouco contato com o solo e as pernas são tão finas que exigem que os joelhos se movam para suportar o corpo.

São pessoas que possuem em seu interior um grande vazio, provavelmente devido a um baixo afeto maternal recebido durante a infância e são pessoas que tendem a depender dos outros, mesmo que essa fraqueza se mascare como uma independência extrema.

Seria representado pelo primeiro desenho da imagem seguinte.

Linguagem corporal e o significado das posturas corporais - Postura curvada

Postura dividida en dois

Esta postura se destaca pelas seguintes características:

  • Um corpo com músculos muito agitados;
  • Magreza;
  • Pés apontados para fora;
  • Rosto magro e estático;
  • Os braços balançando.

Esta atitude implica, de forma caracterizada, baixa autoestima e repressão dos próprios sentimentos devido, muito provavelmente, a uma rejeição que sofreu durante o período da infância. A pessoa tentará preencher a lacuna do afeto que foi privada demonstrando - com palavras - ser muito sentimental para se tornarem mais amáveis para outras pessoas, sem realmente ser. A dualidade consiste precisamente em expressar uma coisa, mas demonstrar - fisicamente - outra.

É representada aproximadamente pelo segundo desenho da imagem seguinte.

Linguagem corporal e o significado das posturas corporais - Postura dividida en dois

Postura inchada

Esta posição é caracterizada por:

  • Peito inchado;
  • Pescoço tenso;
  • Pélvis rígida;
  • Em geral, a parte superior do corpo se destaca em relação com a parte inferior, fazendo com que as pernas e os pés pareçam desproporcionais..

De caráter, é uma pessoa que nega muito seus sentimentos, no sentido de que precisamente rejeita sua existência e prefere a ideia de poder controlar tudo e a todos. Quem tem este tipo de postura, mesmo que possa frequentemente chegar a posições importantes na vida, sempre precisará exercer poder sobre os outros para preencher a própria fraqueza de querer controlar e dominar toda situação; este jogo de poder o levará, inevitavelmente, a ser ele mesmo dominado por outras pessoas, como uma espécie de vício.

Um exemplo, é o último desenho da imagem.

Linguagem corporal e o significado das posturas corporais - Postura inchada

Postura submissa

O corpo da pessoa que assume uma postura submissa é:

  • Literalmente esmagado sobre si mesmo, tornando-o mais baixo;
  • O pescoço parece maior ao se esconder por trás dos ombros;
  • A pélvis retorcida;
  • Glúteos contraídos;
  • Em geral, todos os músculos se contraem.

Determina o caráter de pessoas frequentemente infantis, que se comportam como querem em detrimento do resto: pensam que somente agindo como elas querem, os outros poderão ser amados. Frequentemente irritável, tenderão a desenvolver uma boa musculatura: mantendo-os tensos, tentarão evitar sua maior preocupação, isto é, perder o controle e fazer que os verdadeiros sentimentos saiam. Muitas vezes odeiam seu chefe ou alguém com uma posição social superior às suas.

A postura poderia se parecer com o terceiro e o sexto desenho da imagem.

Linguagem corporal e o significado das posturas corporais - Postura submissa

Postura rígida

Muito similar à postura que os soldados utilizam, o corpo está:

  • Bem posicionado, como se estivesse sempre em posição de alerta;
  • Com o pescoço rígido;
  • Costas retas;
  • O peito para fora, inflado.

A rigidez que expressa sobre o corpo não é mais que o retrato do que tem por dentro, isto é, uma personalidade rígida que deixa pouco espaço aos estímulos novos; uma rejeição por parte de uma figura parental pode ter influenciado na atitude de rigidez no adulto, expressando profunda tristeza.

Um exemplo é o quarto desenho da imagem.

Linguagem corporal e o significado das posturas corporais - Postura rígida

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Linguagem corporal e o significado das posturas corporais, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia social.

Bibliografia
  • Cozzolino, M. (2003). La comunicazione invisibile. Gli aspetti non verbali della comunicazione. Milán: Edizioni Carlo Amore.
  • Ferrari, A. (2019). Linguaggio del corpo: le 5 posture di Lowen. Recuperado de: https://www.afcformazione.it/blog/linguaggio-del-corpo-le-5-posture-di-lowen/
  • Grella, F. (2018). Postura e attaccamento. La comunicazione non verbale in alcuni disturbi psicopatologici. Lecce: Youcanprint.
  • Longobardi, C., Quaglia, R. (2011). Il colloquio didattico. Comunicazione e relazione efficace con le famiglie degli alunni. Milán: Erickson.
  • Posturafacile (2020). Gli Atteggiamenti Posturali, la chiave tra Psicologia e Postura. Recuperado de: https://www.posturafacile.it/2020/01/gli-atteggiamenti-posturali-la-chiave-tra-psicologia-e-postura/
  • Simeone, D. (2002). La consulenza educativa. Dimensione pedagogica della relazione d’aiuto. Milán: Vita e Pensiero.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Linguagem corporal e o significado das posturas corporais
Imagem: Reprodução/Universidade de Siena
1 de 7
Linguagem corporal e o significado das posturas corporais

Voltar ao topo da página