Partilhar

Tristeza sem motivo: causas

 
Por Equipe editorial. 23 agosto 2019
Tristeza sem motivo: causas

As emoções têm uma causa, ou seja, são uma reação a um estímulo do ambiente como, por exemplo, o caso de afastar a mão do fogo por medo de se queimar. Contudo, as emoções nem sempre são produzidas com uma causa e, nesse caso, são mais complexas na hora de enfrentá-las. A tristeza é uma dessas emoções que nem sempre se produzem a partir de um porquê. Na verdade, é possível que já tenham existido dias nos quais você se sente mais triste sem motivo aparente. O problema surge quando esta situação ocorre regularmente ao longo do tempo. Nesse artigo de Psicologia-Online, explicaremos as causas mais habituais da tristeza sem motivo para que você possa se conhecer melhor e entender o que te pode estar afetando a nível interno. Continue lendo e descubra por que ficamos tristes do nada.

Também lhe pode interessar: Ikigai: significado e como aplicar o método

Tristeza sem motivo: causas externas

Se você está triste sem saber porquê, deve ter em conta que existem algumas causas externas que podem afetar severamente o nosso humor. São causas que, seguramente, não podemos controlar de forma direta e que podem fazer com que nos sintamos mais cansados, tristes e sem vontade de fazer nada.

A época do ano

Existem momentos nos quais, de uma forma natural, se pode sentir tristeza sem motivo. Na verdade, existem fatores tão triviais como a época do ano que favorecem esta sensação. Por exemplo, com a chegada do outono, a mudança brusca de luminosidade do verão para a paisagem melancólica fazem que muitas pessoas sintam uma certa decadência no seu estado anímico. Pelo contrário, também é habitual que, com a passagem do inverno a primavera, o sujeito possa experienciar um nível alto de euforia.

Dores físicas ou lesões

Outra das causas externas que podem provocar tristeza do nada é o fato de você não se encontrar bem. Sabemos que, quando estamos doentes ou com dores, o nosso humor piora. Isso acontece porque, basicamente, não sentimos tanta energia e boa disposição.

Solidão

Outro dos motivos mais habituais de ficar triste do nada é estar passando por uma etapa na qual você se sente só. É algo muito comum que pode fazer com que uma pessoa caia em um estado mais profundo de mal-estar e levar a depressão. Se você se sente sozinho, passe tempo com os seus familiares e amigos ou faça um esforço para praticar atividades que envolvem conhecer mais pessoas.

Tristeza sem motivo: causas - Tristeza sem motivo: causas externas

Por que ficamos tristes do nada: emoções

Se você está se sentindo triste sem motivo aparente, existem algumas causas emocionais que podem estar te afetando de forma direta. Muitas vezes, não prestamos atenção suficiente aos nossos sentimentos e, por isso, não compreendemos o que está acontecendo de verdade. Por isso, é muito importante dedicar tempo a nós mesmos e averiguar o que realmente estamos sentindo.

De forma geral, uma emoção é sempre um sinal ou um indicativo de algo mais profundo. Se a tristeza persiste pode ser por que você está reprimindo uma emoção ou evitando enfrentar uma situação. Nesse caso, dedique algum tempo a pensar em você e a se encontrar novamente com você mesmo.

Você se sente culpado

Uma das causas mais comuns da tristeza é o sentimento de culpa. É possível que, a nível consciente, você não saiba como detectar qual é a origem do seu mal-estar mas, por isso, é importante passar tempo refletindo, analizando-se a si mesmo e vendo o que pode estar provocando esta sensação.

Estresse pessoal ou profissional

Outro dos motivos mais habituais da tristeza sem motivo é estar passando por um período de estresse ou muita ansiedade no trabalho ou na sua vida pessoal. Acabar de ser mãe ou pai também pode ser uma sensação intensa que altera o humor e afeta o seu dia-a-dia. Por esse motivo, é importante que você lute por viver uma vida mais tranquila e relazada que faça com que você se sinta melhor.

Como acabar com a tristeza

Agora que você já conhece as causas mais habituais da tristeza sem motivo aparente, é importante tentar remediar essa situação. Tenha em conta que a tristeza mal controlada pode acabar fazendo com que você entre em uma depressão perigosa e grave. Portanto, aqui deixamos alguns conselhos para que você saiba como acabar com a tristeza:

Escreva um diário

Procure fórmulas para canalizar essa tristeza, por exemplo, conte o que está acontecendo em um diário. Escrever de forma habitual é uma das melhores formas de pensar em você mesmo, aprofundar os seus pensamentos e viver uma terapia psicológica pessoal que pode te ajudar a tomar decisões e a entender-se melhor a você mesmo.

Cultive uma atitude positiva

Não esqueça que a atitude é chave na hora de encarar a vida, por esse motivo, não se acomode nem fique estagnado na sua tristeza. Uma vez que já tenha conseguido detectar as causas da tristeza repentina, é importante que comece a trabalhar para evitar ficar preso nesse estado de humor negativo. Por isso, recomendamos que você cultive uma atitude positiva e comece a lutar todos os dias pela sua felicidade.

Defina objetivos para a sua vida

Outro dos pontos essenciais que te ajudarão a evitar ficar triste do nada é ter metas e objetivos pelos quais lutar. Isso vai ajudar a fazer com que você se levante cada manhã sabendo para onde vai e tendo claro o que você quer. É uma forma perfeita de voltar a recuperar as rédeas da sua vida e ir vendo como progride. Quando você alcançar esse objetivo, não esqueça de oferecer uma recompensa a você mesmo!

Tristeza sem motivo: causas - Como acabar com a tristeza

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Tristeza sem motivo: causas, recomendamos que entre na nossa categoria de Crescimento pessoal e autoajuda.

Escrever comentário sobre Tristeza sem motivo: causas

O que lhe pareceu o artigo?

Tristeza sem motivo: causas
1 de 3
Tristeza sem motivo: causas

Voltar ao topo da página