Partilhar

O efeito Mandela: definição e exemplos

 
Por Claudia Pradas Gallardo. 17 janeiro 2020
O efeito Mandela: definição e exemplos

Alguma vez você já se lembrou de ter vivido uma experiência específica e descobriu que a realidade foi bem diferente?

Imagine sua música favorita, aquela que você pode cantar de memória sem cometer nenhum erro. Agora imagine que, de repente, você percebe que algo está errado com a letra e que está mudando a ordem de suas palavras, como isso é possível? talvez você tenha se lembrado de algo que nunca foi assim?

Esse fenômeno é conhecido como o efeito Mandela, um termo criado recentemente pela usuária de Internet Fiona Broome e refere-se ao que acontece em nossa mente quando gera lembranças que nunca foram reais. Você quer saber mais sobre o que é o efeito Mandela, sua definição e alguns exemplos reais? Então não perca o seguinte artigo de Psicologia-Online.

O que é o efeito Mandela

Conhecemos o efeito Mandela como aquele fenômeno em que dois ou mais indivíduos, geralmente um grupo bastante numeroso, compartilham uma lembrança que não tem uma base real, ou seja, que nunca aconteceu.

Esse efeito foi denominado como "efeito Mandela" porque sua descobridora, Fiona Broome, percebeu que ela e um grupo de pessoas lembram perfeitamente como Nelson Mandela (o líder sul-africano e ganhador do Prêmio Nobel da Paz) morreu na prisão em 1980.

  • A realidade é bem diferente, pois Nelson Mandela foi libertado e nomeado presidente da república da África do Sul em 1994, morrendo anos depois, em 2013.

Esse efeito é especialmente curioso, pois essas pessoas, inclusive, se lembram com detalhes tudo o que "aconteceu", a que se deve esse fenômeno?

A mesma autora, Fiona Broome, propõe uma teoria baseada na física quântica e se refere a essa experiência como uma "possibilidade dentro de diferentes realidades paralelas". No entanto, neste artigo sobre o efeito Mandela, forneceremos uma explicação psicológica sobre por que esse fenômeno surpreendente pode acontecer.

O efeito Mandela: definição e exemplos - O que é o efeito Mandela

Efeito Mandela de acordo com a psicologia

Para começar, devemos deixar claro que a memória é uma habilidade cognitiva que ocorre em nosso cérebro e que, portanto, tem um grande componente subjetivo. Quando geramos uma lembrança, ativamos uma rede de neurônios que transferem uma informação específica para diferentes partes do cérebro encarregadas de armazenar informações, como o hipocampo e o córtex pré-frontal.

Isso significa que o nascimento da lembrança não está na experiência em si, mas no processamento mental dessa experiência, então, surpresa! podemos gerar lembranças que nunca foram realidade.

De fato, o efeito Mandela também é influenciado não apenas pela geração da lembrança, mas pela tentativa de recuperar tal lembrança, e a memória humana é amplamente de natureza construtiva. Isso significa que, quando recuperamos uma lembrança, geralmente preenchemos as lacunas com conjeturas lógicas ou experiências que podem (ou não) ser realidade.

O efeito Mandela: definição e exemplos - Efeito Mandela de acordo com a psicologia

Relação entre a criptomnésia e o efeito Mandela

É possível que você conheça a famosa cena de Guerra na Estrelas (Star Wars) na qual o vilão diz ao herói:

Luke, eu sou seu pai

Pois, na verdade, o vilão NUNCA disse isso. É outro exemplo muito claro de como o efeito Mandela pode afetar a todos e todas.

O caso é que se tentou estudar sob muitos focos, outra das teorias psicológicas que tenta explicar o efeito Mandela é baseada na criptomnésia.

O que é a criptomnésia?

Esse fenômeno é conhecido como o fato de experimentar uma vivência de outra pessoa como sua, ou acreditar que teve uma ideia original e genuína, mas, na verdade, tal ideia já existia e vinha de uma lembrança que foi armazenada anteriormente involuntariamente.

Se o efeito Mandela é tão compartilhado e pode ser sofrido por muitas pessoas ao mesmo tempo, criando assim uma lembrança conjunta, é por causa do fenômeno da criptomnésia: basta introduzir de maneira global uma informação falsa em nosso cérebro, para que ele possa preencher as lacunas da nossa memória com tais informações.

Exemplos do efeito Mandela

A seguir, mostraremos alguns casos reais do efeito Mandela que são realmente curiosos:

O efeito Mandela nas músicas e séries de televisão

  • A música "We are the Champions" do Queen, não termina com a frase "...of the world"
  • "Os Simpsons", na verdade é escrito "Os Simpson", sem S no final.
  • Em Branca de Neve, Malévola diz "espelho mágico" não diz "espelho, espelho meu"

O efeito Mandela nas redes sociais

Há alguns anos, nos Estados Unidos, um homem publicou nas redes um artigo falando sobre uma série de desenhos infantis que foram transmitidos durante sua infância: Super Turbo Atomic Ninja Rabbit. Na verdade, ele publicou o mesmo vídeo onde podia ver essa mesma série. Muitos usuários de fóruns como Reddit afirmaram que eles também viram essa série e que tinham boas lembranças.

No entanto, tratava-se de uma piada. Nunca existiu tal série de animação e as lembranças dos usuários da Internet foram fruto de mera sugestão.

O efeito Mandela: definição e exemplos - Exemplos do efeito Mandela
Imagem: Super Turbo Atomic Ninja Rabbit. All images courtesy of Wes Louis - Vice

O efeito Mandela é real?

Muitas pessoas encontraram uma explicação lógica para tudo isso e acreditam que a teoria do efeito Mandela não é considerada com um fenômeno científico. Por exemplo, lembramos a música do Queen de uma forma porque o refrão tem essa estrutura (We are the campions...of the world). Por outro lado, outras pessoas acreditam que aqueles que são afetados pelo efeito Mandela estão mentindo ou tramando histórias que sabem que não são verdade.

No entanto, se podemos afirmar algo da psicologia e da mente humana é que a memória é muito susceptível e as lembranças podem ser facilmente moldadas. Portanto, as pessoas que experimentaram o efeito Mandela não têm intenção de mentir, elas simplesmente tentam construir lembranças a partir de informações que não viveram no passado.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a O efeito Mandela: definição e exemplos, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia social.

Bibliografia
  • Aamodt, C. (2017). El efecto Mandela y los falsos recuerdos compartidos. Letras libres, (187), 56-57.

Escrever comentário sobre O efeito Mandela: definição e exemplos

O que lhe pareceu o artigo?

O efeito Mandela: definição e exemplos
Imagem: Super Turbo Atomic Ninja Rabbit. All images courtesy of Wes Louis - Vice
1 de 4
O efeito Mandela: definição e exemplos

Voltar ao topo da página