Partilhar

Competências sociais: o que são e como desenvolvê-las

 
Por Sara Sanchis, Psicóloga especializada em Crescimento Pessoal. 7 novembro 2020
Competências sociais: o que são e como desenvolvê-las

As competências sociais referem-se a modos de comportamento que permitem às pessoas agirem de maneira eficiente e construtiva em seu ambiente e meio social. Representam competências de grande valor para o desenvolvimento positivo das sociedades, portanto, seu desenvolvimento se torna um aspecto fundamental a ser desenvolvido entre os membros da sociedade.

No seguinte artigo detalharemos o que são as competências sociais, iremos listá-las com exemplos e explicaremos o modo mais efetivo de desenvolvê-las.

O que são as competências sociais

As competências sociais são aquelas habilidades e capacidades que permitem o ser humano se conduzir de maneira resolutiva e positiva em todos os âmbitos de sua vida. Tal como está expresso no próprio conceito, seriam todos aqueles comportamentos que permitem uma pessoa ser "competente socialmente".

Segundo definição, ser competente socialmente está relacionado com conseguir o bem-estar pessoal e coletivo e implica um conjunto de conhecimentos, comportamentos e atitudes que permitem à pessoa integrar-se com sucesso em um ambiente social, oferecendo o melhor de si mesmo para contribuir para melhorar as condições sociais do momento. É importante levar em consideração a definição exposta nessa lei educativa visto que, para o desenvolvimento dessas competências sociais, é fundamental sua intervenção, cuidado e acompanhamento desde cedo pela família e escola.

Lista e exemplos de competências sociais

Para estabelecer uma lista de competências sociais ou habilidades sociais utilizaremos o esquema exposto que divide as competências sociais em conhecimentos, comportamentos e atitudes. Para cada uma delas, mostraremos um exemplo que nos permita entender os conceitos listados. Deste modo, podemos listas as seguintes competências sociais:

Conhecimentos:

  • Compreender e analisar de maneira crítica os códigos de conduta nas diferentes sociedades e ambientes. Por exemplo, entender, aceitar e respeitar as tradições, modos de comportamento cívico e costumes em diferentes países e culturas.
  • Conhecer o significado profundo de conceitos sociais relacionados com o indivíduo, o grupo e a sociedade. Por exemplo, tomar conhecimento e consciência dos direitos das pessoas, das injustiças sociais, da importância da igualdade de gênero e do respeito pela diversidade pessoal e intercultural, etc.
  • Compreender as identidades culturais e nacionais como processos dinâmicos integrados em um processo mais amplo de integração intercultural voltado para a globalização. Por exemplo, nos entendemos como pertencentes a uma nação e, por sua vez, como pertencentes a uma identidade continental e mundial.

Comportamentos:

  • Comunicar-se e agir de maneira eficaz, positiva e construtiva. Por exemplo, se expressar assertivamente, ser empáticos e tolerantes diante das diferenças pessoais e culturais e agir de maneira coerente e respeitosa com os outros e consigo mesmo com base nos próprios valores. Aqui você pode ver uma lista de habilidades sociais.

Atitudes e valores:

  • A aquisição e manifestação de valores como a integridade, a honestidade e o respeito e bom tratamento com os outros e consigo mesmo. Neste artigo você encontrará os tipos de valores com exemplos.
  • Contribuir para a melhoria do bem-estar social de toda a população, respeito à diversidade e interculturalidade e a luta contra os preconceitos e injustiças sociais.
Competências sociais: o que são e como desenvolvê-las - Lista e exemplos de competências sociais

Como desenvolver as competências sociais

As atitudes, capacidades e competências sociais nos remetem às origens arquetípicas do ser humano, descrevendo seu modo de se comportar em uma situação de convivência cordial, pacífica e justa entre todos os membros da sociedade. A manifestação dos indivíduos em populações com tais características mostra todo seu potencial à serviço da sociedade e uma descrição detalhada deste modo de agir constitui o atual conceito de competência social.

Como já comentamos em outros artigos, estamos tão distantes de nosso funcionamento arquetípico como seres humanos que precisamos de leis, conceitos e indicações concretas para lembrar como devemos nos comportar para ser "competentes socialmente", que nada mais é do que agir conforme a manifestação mais pura do potencial de nossa alma.

A totalidade de ações que constituem as competências sociais envolvem comportamentos linguísticos (verbais e não verbais), aparentes, emocionais, atitudinais e psicológicos. Todos eles se manifestam nas pessoas de diferente maneira: seja de maneira inata, como expressão direta do próprio ser, ou seja como resultado de um trabalho de treinamento que nos permite manifestar essas capacidades ao adquiri-las e interiorizá-las como modos de comportamento.

É por isso que uma das melhores maneiras de desenvolver essas competências é desde cedo através de programas educacionais que incluem famílias e escolas. Existem programas específicos elaborados para o desenvolvimento de tais competências nas escolas através de sua formação de maneira transversal nas diferentes disciplinas. A seguir, apresentaremos algumas opções para trabalhar tais competências através das diferentes disciplinas educacionais:

  • Nas disciplinas sociais, podem trabalhar as competências de interculturalidade e respeito pelas diferenças.
  • Em atividades como o dia da paz, o dia da árvore, etc. são trabalhados valores como o respeito, a importância da convivência pacífica, etc.
  • Em psicomotora ou educação física, você pode trabalhar a importância do esforço pessoal para alcançar objetivos; o trabalho em grupo como meio para alcançar maiores conquistas; a cooperação; a solidariedade; etc.
  • Nos tutoriais ou outro tipo de atividades onde é trabalhada a inteligência emocional, pode-se trabalhar a empatia, a assertividade, o respeito à diversidade, etc.

Outra alternativa para trabalhar as competências sociais, já na vida adulta, é incorporar programas de formação nos ambientes de trabalho como modo de inverter na melhoria pessoal dos trabalhadores que levará à melhoria de resultados, eficiência e eficácia em seu desempenho laboral. O mais importante na hora de desenvolver as competências sociais é propor, como objetivo final, a recuperação do funcionamento original do ser humano, como ser de grande potencial interior cujo objetivo final é entregá-lo ao mundo para benefício de seus vizinhos.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Competências sociais: o que são e como desenvolvê-las, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia social.

Bibliografia
  • LOMCE. Competencias sociales y cívicas. Ministerio de Educación y Formación Profesional. Gobierno de España. Recuperado de: http://www.educacionyfp.gob.es/educacion/mc/lomce/curriculo/competencias-clave/competencias-clave/social-civica.html

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Competências sociais: o que são e como desenvolvê-las
1 de 2
Competências sociais: o que são e como desenvolvê-las

Voltar ao topo da página