menu
Partilhar

O poder do abraço e seus benefícios psicológicos

 
Por Sara Sanchis, Psicóloga especializada em Crescimento Pessoal. 13 agosto 2021
O poder do abraço e seus benefícios psicológicos

O abraço é um dos gestos realizados pelo ser humano que manifesta da forma mais pura nossa humanidade característica. Isso porque com um abraço transmitimos mensagens muito profundas que, em certos momentos, são impossíveis de serem expressadas com palavras. O abraço é um meio que permite às pessoas consolar, impedir qualquer tipo de conflito e se unir verdadeiramente de coração com o próximo.

Neste artigo de Psicologia-Online iremos nos aproximar de qual é o poder do abraço e os principais benefícios psicológicos. Além disso, iremos mostrar os diferentes tipos de abraço que as pessoas dão e, por fim, comentaremos as grandes e principais vantagens de dar ou receber abraços puros e sinceros.

Também lhe pode interessar: Os 30 tipos de emoções e seus significados

O que é um abraço

O abraço é um gesto pelo qual o ser humano transmite uma série de mensagens conciliadoras ao próximo, como alegria, boas-vindas, consolo, suporte, segurança, etc. Vejamos a seguir os diferentes significados de um abraço:

  • Nós humanos somos seres sociáveis com uma necessidade inata e primordial de permanecermos unidos fraternalmente aos que estão nosso redor. Nesse contexto, o abraço é um meio de comunicação que reflete as diferenças manifestações dessa união amistosa entre seres humanos.
  • Um abraço é um instrumento social que visa garantir a confiança uns nos outros, a sensação de segurança, calma, sossego e a convivência fraternal e pacífica numa determinada comunidade.

Atualmente, devido à pandemia da Covid-19 e as novas normas de conduta social que impedem as aglomerações e as demonstrações de afeto com abraços, vêm surgindo uma enorme inquietação entre os indivíduos, bem como altos níveis de insegurança, medo e desconfiança motivados por essa ausência de contato próximo. Tudo isso provoca um clima de uma agressividade invisível como consequência do fato de que as pessoas não podem mais demonstrar afetivamente seus sentimentos positivos em relação aos seus entes queridos.

Por outro lado, mesmo que nesse momento a regra do distanciamento social seja necessária, devemos nos esforçar ao máximo para nos manter unidos no coração, ainda que não possamos manifestar esse carinho cordial de forma física, já que a incrível força da necessidade arquetípica humana do abraço nos dá forças para combater e vencer qualquer tipo de adversidade, como veremos no último tópico sobre os benefícios do abraço.

Tipos de abraço

Existem tantos tipos de abraço como quanto manifestações emocionais internas que tenhamos o desejo de transmitir. A essência comum dos abraços é positiva e seu objetivo final é unir as pessoas que se abraçam. No entanto, embora as pessoas tenham certas carências emocionais fruto de acontecimentos indesejáveis que ocorreram em suas vidas, existem certos abraços que, ao contrário do que deveriam, transmitem sensações um pouco mais negativas. Por isso, iremos separar os tipos de abraços e seus significados entre demonstrações positivas e negativas de afeto.

Demonstrações positivas de um abraço

O que se transmite em um abraço? Vejamos quais são os tipos de demonstrações positivas dessa atitude:

  • Abraço fraternal: é o abraço que transmite segurança, cuidado e proteção.
  • Abraço conciliador: é o que reconcilia duas pessoas depois de algum desentendimento ou simplesmente as deixa mais unidas.
  • Abraço consolador: é o abraço que se dá para consolar e apoiar alguém que está em uma situação de vulnerabilidade.
  • Abraço afetuoso: é aquele que pressupõe uma demonstração de amor e entrega incondicional ao próximo.

Demonstrações negativas de um abraço

O que acontece quando você dá um abraço? Vamos ver a seguir os tipos de abraços com traços negativos de afeto:

  • Abraço diplomático: é aquele dado de maneira pouco afetuosa e serve para fechar acordos de negócios, negociações diplomáticas ou simplesmente por conveniência social.
  • Abraço arrogante: é o abraço dado por pessoas com alto nível de arrogância e que se sentem superiores aos demais, sendo condescendentes com eles.
  • Abraço dissimulado: são os abraços dados entre duas pessoas que, na verdade, não querem se abraçar, escondendo sentimentos negativos que uma tem pela outra.

Benefícios do abraço

Como já havíamos comentado, um abraço puro e sincero é, em si, um presente para quem o recebe. Com o abraço nós nos entregamos ao outro, entregamos tudo o que somos e o melhor de nós mesmos. A seguir, veremos os benefícios fisiológicos, emocionais e psicológicos de um abraço, tanto para quem dá quanto para quem recebe:

  1. Dá uma grande paz interior.
  2. Nos conecta de forma indissolúvel ao próximo.
  3. Alegra o coração.
  4. Nos acalma nos momentos de incerteza, dando segurança e confiança.
  5. Purifica nosso interior das emoções e pensamentos negativos.
  6. Fortalece nosso sistema imunológico.
  7. Aumenta nossa gratidão e dá uma grande vontade de agir.
  8. Sara feridas emocionais e físicas.
  9. Resolve conflitos que pareciam não ter solução.
  10. Aumenta nossa empatia e capacidade de compreensão.
  11. Derrete o coração a ponto de romper todo tipo de barreiras.
  12. Dá uma enorme força vital.
  13. Destrói os medos.
  14. Protege, acalma e cuida.

Levando em conta os diversos benefícios do abraço para a saúde de alguém e ao fato de que atualmente não podemos sair dando abraços por aí por causa da pandemia, encorajamos você a abraçar com o coração, com palavras, pensamentos e atitudes positivas em relação ao próximo. Uma belíssima maneira de perpetuar os grandes benefícios do abraço que tanto estamos esperando.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a O poder do abraço e seus benefícios psicológicos, recomendamos que entre na nossa categoria de Emoções.

Bibliografia
  • ZACCAGNINI, J. L. (2010). Amistad y bienestar psicológico: el papel de los “amigos c”. Encuentros en Psicología Social, 5(1), 63-72.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

O poder do abraço e seus benefícios psicológicos
O poder do abraço e seus benefícios psicológicos

Voltar ao topo da página