Partilhar

O que é um sociopata: características e personalidade

Por Marissa Glover, Psicóloga. Atualizado: 26 abril 2019
O que é um sociopata: características e personalidade

Quando falamos em sociopatia nos referimos a um transtorno de personalidade atualmente conhecido como transtorno de personalidade antissocial. Ao contrário do que muitos podem pensar em relação ao termo antissocial - pessoas pacíficas que apenas não gostam de conviver com os demais, se isolando e não tendo uma vida social muito ativa -, os indivíduos com esse tipo de transtorno apresentam características que podem se relacionar com psicopatia.

Nesse artigo de Psicologia-Online, iremos descrever de maneira detalhada o que é um sociopata, quais são as características dessa personalidade, como identificar um sociopata, além de qual a diferença entre sociopata e psicopata. Também iremos mostrar quais são os tratamentos para para esse transtorno e te dar alguns conselhos de como lidar com uma pessoa sociopata.

Também lhe pode interessar: Sociopatas podem amar?

Como identificar um sociopata

Mas o que é um sociopata? Sociopatia, um transtorno de personalidade antissocial, é uma psicopatologia detectada e diagnosticada geralmente a partir dos 18 anos, mas cujos sintomas começam a se desenvolver desde a adolescência ou, em alguns casos, desde a infância.

Mesmo que pareça que a sociopatia é um transtorno incomum, há mais pessoas sociopatas do que imaginamos. O que acontece é que em muitos casos sociopatas tendem a mascarar sua verdadeira personalidade, já que são pessoas que sabem muito bem como fingir ou atuar.

Características de um sociopata

Agora que você já entendeu o que é um sociopata, saiba quais são os principais sintomas e características de um sociopata e como identificar um psicopata? Então confira a lista a seguir.

  • Age de forma cruel: um sociopata pode se comportar de maneira muito dura e/ou sem piedade em relação a outros e depois fingir que nada aconteceu.
  • Não tem remorso: apesar de realizar certas ações que afetam direta ou indiretamente uma ou mais pessoas negativamente, um sociopata geralmente não sente culpa ou remorso pelo que fez.
  • Tem falta empatia: um sociopata não costuma a ter empatia já que não consegue se colocar no lugar de outra pessoa, sentir sua dor ou compartilhar sua alegria.
  • É egocêntrico: um sociopata centra-se unica e exclusivamente em si mesma e o único que a interessa dos demais é o que ela pode obter deles para seu próprio benefício.
  • É manipulador: mesmo que não possa realmente compreender ou sentir na pele os pontos fracos das pessoas, o sociopata conhece perfeitamente quais são eles. Com isso, ele aproveita para manipular e explorar quem consegue sem se importar com o dano físico ou psicológico que possa estar causando.
  • É encantador: ao contrário do que se espera de um sociopata, eles podem ser extremamente encantadores com os demais para conseguir manipulá-los e obter o que querem. Sociopatas podem aparentar, de maneira superficial, ser bastante confiáveis e divertidos quando querem.
  • Não sente medo ou ansiedade: esse tipo de pessoa não chega a experimentar sentimentos como medo e ansiedade mesmo em situações de perigo onde sua vida está em risco. Em situações como essa, pessoas que não sofrem de transtorno de personalidade antissocial não reagiriam impulsivamente.
  • É inteligente: sociopatas são pessoas que possuem um nível alto de inteligência e de agilidade mental. É por isso que regularmente têm êxito no âmbito de trabalho, conseguindo cargos importantes. O lado negativo da sua inteligência é que sempre a usam para seu benefício próprio e para machucar os demais.
  • Não tem relações interpessoais estáveis: devido às características desse transtorno, os sociopatas não conseguem se conectar com tantas pessoas e, por isso, a relação que têm com os demais costuma a ser superficial e baseada apenas no seu próprio interesse. No entanto, diferentemente de um psicopata, um sociopata pode sim chegar a desenvolver uma relação verdadeira com alguém, só é mais difícil que para alguém sem o transtorno.
  • Repete os mesmos erros: apesar de que em ocasiões seja punido pelos erros que cometeu, um sociopata nunca vai aprender a lição. É muito comum que siga repetindo os mesmos erros sem se importar com as consequências já que é muito impulsivo e menos racional do que um psicopata.
  • É pouco confiável: sociopatas são pessoas que têm uma alta capacidade de mentir.
  • Tem boa retórica: sociopatas contam com uma grande habilidade verbal e de retórica e têm um alto nível de persuasão em relação aos demais, sabendo como, quando e para quem dizer as coisas. Por isso, eles costumam a obter muito êxito, especialmente econômico, já que com o tempo chegam a estabelecer uma boa rede de contatos e conseguem convencer seus clientes com facilidade do que querem.

Sociopata: como tratar um

Agora que você já conhece o perfil de um sociopata, é a hora de saber como tratar o transtorno. A parte mais difícil não é o tratamento em si, mas sim fazer com que o sociopata reconheça que tem um problema e queira realmente superá-lo.

Geralmente, quando um sociopata chega a pedir ajuda é por estar se sentindo mal em áreas da sua vida, o que o dificulta a alcançar seus objetivos ou a não conseguir aumentar seu bem-estar emocional.

No princípio, é muito difícil que um sociopata aceite e reconheça seu problema, no entanto, um profissional qualificado pode adotar estratégias que façam com que isso aconteça.

Terapia psicológica para sociopatia

Em relação à terapia cognitiva-comportamental é importante mencionar que, primeiro, é realizada uma análise funcional e uma avaliação completa do perfil de personalidade do indivíduo, da sua história clínica e do seu contexto.

Depois que se tem um diagnóstico exato, se intervém através uma psicoeducação, na qual se explica detalhadamente ao paciente no que consiste seu transtorno, quais são os sintomas, causas, consequências e como o tratamento vai ser realizado.

Dessa maneira, também se consegue trabalhar com a aceitação e o reconhecimento de quem padece desse transtorno.

Uma vez que o sociopata começa a aceitar a sua psicopatologia, trabalha-se na eliminação dos principais sintomas que geram o mal-estar.

Através de uma reestruturação cognitiva, também é possível refletir sobre os pensamentos, sentimentos e emoções que o paciente está experienciando, tentando modificá-los por outros mais racionais.

Os valores pessoais dos indivíduos com sociopatia são reestabelecidos e modificados por outros mais positivos e favoráveis a eles, e lhes são ensinadas habilidades para saber mudar e melhorar suas ações.

Também é necessário mencionar que cada caso é completamente diferente, mesmo que o transtorno seja o mesmo, e que, por isso, o tratamento tem efeitos distintos em cada um deles.

Sociopata: como lidar com um

E como lidar com um sociopata? Antes de mais nada é necessário reconhecer quais são os sinais mais evidentes que nos indicam que efetivamente encontramos uma pessoa com o transtorno antissocial sociopata. Você pode refletir sobre a sua maneira de atuar, principalmente se for mais próxima a ela, o que faz o reconhecimento ser mais fácil.

Se você tiver certeza que conhece um sociopata, é recomendado ficar mais distante a ele, já que o mesmo pode te causar problemas a níveis psicológico e físico.

Se estivermos falando de algum familiar próximo, o mais recomendado é que você procure um grupo de apoio ou um profissional da área para que eles te possam oferecer técnicas e ferramentas para conviver com o seu parente sociopata da melhor maneira possível e também para tentar convencê-lo a receber ajuda.

Se você quiser saber um pouco mais sobre uma pessoa sociopata, te recomendamos ler o artigo "sociopatas podem amar?".

Não se esqueça que a qualquer sinal que a pessoa com esse transtorno possa representar um perigo, tome cuidado com a sua segurança. Em casos que receba ameaças de maneira direta é indispensável que avise a polícia disso.

Diferença entre psicopata e sociopata

Muitas vezes é possível confundir as expressões sociopata e psicopata. Mas afinal, qual a diferença entre psicopata e sociopata? Ambas psicopatia e sociopatia são definidas pela psicologia clínica como transtornos de personalidade antissocial.

No entanto, os sociopatas costumam a assumir condutas mais erráticas e impulsivas que os psicopatas, que são mais controlados e racionais.

Como a sociopatia é um transtorno adquirido ao longo da vida, ao contrário da psicopatia, que é inata, pessoas com essa doença podem formar laços verdadeiros com pessoas ao seu redor e, em alguns casos, até sentir remorso e culpa quando cometem um erro. Já psicopatas não têm empatia alguma e, assim, não formam relações com ninguém.

Mesmo assim é de extrema importância fazer um diagnóstico completo por um profissional caso haja suspeitas de que uma pessoa possa ser sociopata ou psicopata.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a O que é um sociopata: características e personalidade, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia clínica.

Escrever comentário sobre O que é um sociopata: características e personalidade

O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
marcos
sociopata e psicopata é o mesmo?

O que é um sociopata: características e personalidade
O que é um sociopata: características e personalidade

Voltar ao topo da página