menu
Partilhar

Pessoas mentirosas mudam?

 
Por Sara Sanchis, Psicóloga especializada em Crescimento Pessoal. 19 janeiro 2024
Pessoas mentirosas mudam?

É possível que pessoas mentirosas mudem, mas modificar comportamentos arraigados pode ser um processo desafiador e que leva tempo. Podem mentir por medo, para ocultar algum erro ou para evitar causar danos, entre outros motivos. Assim, pessoas que enfrentam problemas crônicos com a mentira devem fazer um esforço consciente e contínuo para superar esse hábito prejudicial.

A mentira, seja ela pequena ou grande, pode ter um impacto significativo na confiança e integridade das relações interpessoais. Neste artigo de Psicologia-Online, esclareceremos se pessoas mentirosas mudam. Analisaremos os motivos que as levam a mentir e forneceremos ferramentas para lidar com pessoas mentirosas que não parecem estar dispostas a mudar.

Também lhe pode interessar: Perfil de uma pessoa mentirosa

É possível que uma pessoa que mente muito mude?

Mentir muito é uma patologia que, dentro da psicologia, é denominada mitomania. Esse termo, derivado do grego, refere-se ao comportamento compulsivo de narrar relatos fictícios. As pessoas que mentem muito criam uma ou várias realidades paralelas nas quais navegam. Com o tempo, esse transtorno implica num grande esgotamento psicológico e emocional para elas, pois, além do comportamento mentiroso, precisam lidar com a própria consciência e confrontar constantemente suas mentiras.

Naturalmente, é possível que uma pessoa que mente muito mude. Assim como qualquer outro aspecto da personalidade humana, a mentira pode ser modificada e eliminada como parte do processo de melhoria e crescimento pessoal, inerente a todas as pessoas.

Para que as atitudes de uma pessoa mentirosa mudem, é crucial que ela compreenda as motivações que a levam a mentir. Buscar ajuda profissional, desenvolver habilidades de comunicação honesta e assumir a responsabilidade são essenciais para esse processo. Embora a mudança exija tempo e esforço contínuo, a possibilidade de que uma pessoa que mente muito evolua para uma vida mais autêntica e honesta é algo possível.

Por que alguém mente sem necessidade

Por que mentimos, segundo a psicologia? As razões pelas quais uma pessoa mente desnecessariamente podem ser diversas e complexas. Aqui estão os motivos mais comuns desse comportamento:

  • Hábito ou padrão de comportamento: algumas pessoas desenvolvem o hábito de mentir como uma forma de evitar enfrentar as consequências de suas ações, ou para se protegerem de conflitos;
  • Baixa autoestima: indivíduos com baixa autoestima podem recorrer à mentira como uma estratégia para impressionar os outros ou para se sentirem melhores consigo mesmos, criando uma imagem mais favorável do que percebem como sua realidade;
  • Necessidade de aprovação: aqueles que buscam constantemente a aprovação dos outros podem mentir para serem percebidos de maneira mais positiva ou para evitar a rejeição. Para saber mais, confira nosso artigo "O que é a necessidade de aprovação e como eliminá-la?";
  • Medo das consequências: às vezes, a mentira surge do medo de enfrentar as consequências da verdade, seja por temor à decepção, punição ou rejeição;
  • Falta de empatia: em alguns casos, a falta de empatia pode levar uma pessoa a mentir sem considerar o impacto que suas mentiras podem ter nos outros.

Na realidade, como ocorre com qualquer outro transtorno psicológico, a mentira excessiva se torna um mecanismo de defesa relacionado ao instinto de sobrevivência humano. Devido a experiências passadas específicas, algumas pessoas aprendem que a mentira lhes proporciona mais tranquilidade e segurança do que a verdade. Essas experiências as condicionam a usar esse recurso como uma ferramenta para sobreviver em seu ambiente. Neste artigo, queremos transmitir de forma clara que uma pessoa que mente muito pode mudar.

Pessoas mentirosas mudam? - Por que alguém mente sem necessidade

Como agir com uma pessoa mentirosa que não muda

Diante da dúvida sobre como lidar com uma pessoa mentirosa que não muda, é fundamental ter paciência e evitar qualquer tipo de conflito que possa piorar a situação. Aqui estão algumas sugestões sobre o que você pode fazer nessa situação:

  • Não alimentar a mentira: evite reforçar as mentiras. Não aceite nem ignore as mentiras, mas também não as confronte de maneira agressiva. Mantenha a calma e aborde o problema de maneira construtiva;
  • Estabelecer limites claros: defina limites e comunique claramente as expectativas em relação à honestidade. Deixe claro que a confiança é fundamental na relação e, portanto, as mentiras podem ter consequências;
  • Proteger a si: se a situação se tornar insustentável e a pessoa não mostrar disposição para mudar, é importante que você considere sua própria saúde emocional. Às vezes, a melhor opção é se afastar para preservar seu bem-estar;
  • Estabelecer consequências: faça com que a pessoa esteja ciente das consequências de suas mentiras. Isso pode incluir a perda de confiança, a falta de oportunidades e, em casos extremos, a possibilidade de término do relacionamento.

Confrontar abruptamente uma pessoa por suas mentiras pode fortalecer suas defesas, aumentando a probabilidade de que continue mentindo ou até mesmo crie novas mentiras. Em vez disso, estabelecer relações cordiais centradas na verdade e mostrar fidelidade apesar das mentiras pode fazer com que as barreiras defensivas da pessoa comecem a desmoronar. Ao perceber a futilidade e a complicação associadas à mentira, a pessoa pode decidir abandonar esse comportamento.

Lembre-se de que mudar padrões de comportamento leva tempo, e a pessoa em questão pode precisar de motivação interna para parar de mentir. Se a situação se tornar insustentável e afetar negativamente sua vida, cuide de si e tome decisões que promovam seu bem-estar emocional.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Pessoas mentirosas mudam?, recomendamos que entre na nossa categoria de Personalidade.

Bibliografia
  • Álava Reyes, M.J. (2016). La verdad de la mentira: Claves para descubrir el daño emocional y los secretos de las mentiras propias y ajenas. Editorial La Esfera de los Libros.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
Pessoas mentirosas mudam?
1 de 2
Pessoas mentirosas mudam?

Voltar ao topo da página