menu
Partilhar

Diferença entre substância branca e a cinzenta do cérebro

 
Por Iván Piquero, Psicólogo. 4 junho 2021
Diferença entre substância branca e a cinzenta do cérebro

O sistema nervoso do ser humano, como produto de sua evolução filogenética, é um sistema muito sofisticado que nos permitiu, e ainda permite, nos relacionarmos, nos adaptarmos ao meio ambiente e a nossa sobrevivência. Várias funções importantes dependem dele, como a respiração, a ativação fisiológica no momento em que aparece algum perigo, as funções cognitivas (como a atenção ou a memória), entre outras.

A complexidade desse sistema faz com que ele ainda seja um grande desconhecido para a ciência. O sistema nervoso tem sido objeto de estudo ao longo dos anos e, embora ainda existam muitas perguntas a serem respondidas sobre ele, temos um certo conhecimento sobre seu funcionamento e estrutura.

Alguma vez você já se perguntou como é um cérebro por dentro? Se pudéssemos ver o cérebro e/ou a medula espinhal por dentro, nos daríamos conta de que existem partes compostas por uma cor branca e outras por uma cor mais acinzentada. Você sabe o motivo? Continue lendo esse artigo de Psicologia-Online em que te contaremos a diferença entre a substância branca e a cinzenta do cérebro.

Também lhe pode interessar: Partes do cérebro e suas funções

As células nervosas

Podemos encontrar no sistema nervoso, sobretudo, dois tipos de células: as neuróglias e os neurônios.

1. Células neuróglias

As células neuróglias são constituídas por olidendrócitos, astrócitos, células ependimárias e microglia no sistema nervoso central. Essas células não participam diretamente do processamento da informação, mas sua função é imprescindível para que o processo aconteça, visto que realizam tarefas auxiliares e apoiam o funcionamento dos neurônios.

2. Neurônios

O neurônio é uma célula nervosa que representa a unidade básica estrutural e funcional do sistema nervoso, cuja função consiste na recepção, integração e transmissão de informação[1]. Um neurônio é composto por:

  • Um corpo celular ou uma célula somática, centro metabólico do neurônio que contém tanto o núcleo como o citoplasma.
  • Prolongamentos chamados axônios (pelos quais se transmitem os impulsos nervosos desde a célula somática) e dendritos (pelos quais também se transmitem os impulsos nervosos).

Nesse post falamos sobre os tipos de neurônios, sua estrutura, suas partes e funções.

O que é a massa cinzenta do cérebro

A massa cinzenta do cérebro é a parte do tecido neural em que se encontram, em sua maioria, corpos celulares ou células somáticas. Essa massa pode ser observada, por exemplo, no córtex cerebral, no córtex cerebeloso e em uma parte da medula espinhal.

Nesse texto você pode ler mais sobre as partes do cérebro e suas funções.

O que é a massa branca

A massa branca, de acordo com o dicionário de psicologia da Associação Americana de Psiquiatria, refere-se à parte do sistema nervoso cujas fibras nervosas estão envoltas por bainhas de mielina. Mas o que é mielina? Ela é uma substância formada por lipídios e proteínas que rodeiam as fibras nervosas e que possuem as seguintes características:

  • O processo de mielinização começa na metade da gravidez e continua até o nascimento.
  • Ele está ligado ao desenvolvimento cognitivo.
  • Da mesma forma, o processo patológico de desmielinização pode provocar doenças como a esclerose múltipla.
  • Elas são formadas através dos oligodendrócitos no sistema nervoso central.
  • A mielina dos nervos periféricos se formam a partir das células de Schwann.
  • O revestimento aumenta a velocidade de condução dos potenciais de ação, de modo a permitir a transmissão de informação de forma mais rápida.

Nos hemisférios cerebrais encontramos três tipos de fibras mielínicas nervosas que formam a massa branca:

  • Fibras comissurais como o corpo caloso, que conectam ambos hemisférios.
  • Fibras de associação que conectam, geralmente, diferentes áreas corticais do mesmo hemisfério.
  • Fibras de proteção que conectam o córtex e o tronco encefálico.

Quatro diferenças entre substância branca e a cinzenta do cérebro

Nesse momento você já pôde observar algumas diferenças entre ambas as massas. No entanto, a seguir, apresentaremos quatro diferenças que podemos encontrar entre a massa cinzenta e a branca.

1. Composição

A primeira diferença, e talvez a mais importante, pode ser encontrada na composição das duas massas.

  • Por um lado, a massa branca é formada, principalmente, por prolongamentos nervosos (na maior parte axônios) que estão protegidos por uma bainha de mielina.
  • Por outro lado, a massa cinzenta é formada, sobretudo, por corpos neuronais ou somáticos.

2. Revestimento de bainhas de mielina

Outra grande diferença entre ambas consiste em:

  • Enquanto na massa branca encontramos um revestimento de mielina nas fibras.
  • Esse revestimento não é encontrado na massa cinzenta.

Esse fator resulta em outra grande diferença: sua cor. A massa branca recebe essa coloração justamente pela quantidade de mielina que apresenta.

3. Distribuição no sistema nervoso central

O córtex do cerebelo é composta pela massa cinzenta. Em seu interior, formado pela massa branca, encontramos também massas de substâncias cinzas que formam os núcleos intra-cerebelosos, como o núcleo denteado, que seria o maior.

Da mesma forma, o córtex cerebral também é formado pela massa cinzenta. Seu interior é formado, principalmente, pela massa branca, embora também encontremos núcleos de substância cinza em estruturas como o tálamo, os núcleos basais ou o corpo estriado, entre outros.

A medula espinhal contém massa cinzenta em forma de "H" cercada por substância branca. De acordo com Snell (2003), em um nível mais prático, podemos diferenciar que na medula espinhal encontramos:

  • Células nervosas motoras e sensitivas que formariam a massa cinzenta.
  • Tratos ascendentes e descendentes que corresponderiam à massa branca.

4. Funções relacionadas

De uma forma simples, podemos relacioná-las, principalmente:

  • As zonas compostas pela massa cinzenta com as funções de processamento de informação.
  • Enquanto que as funções de conexão se relacionam com as partes nas quais encontramos a massa branca.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Diferença entre substância branca e a cinzenta do cérebro, recomendamos que entre na nossa categoria de Neuropsicologia.

Referências
  1. CROSSMAN, A.R. y Neary, D. (2007). Neuroanatomía. Texto y atlas en color. Barcelona: Elsevier Masson
Bibliografia
  • CROSSMAN, A.R. y Neary, D. (2007). Neuroanatomía. Texto y atlas en color. Barcelona: Elsevier Masson
  • SENLL, R. (2003). Neuroanatomía clínica. Madrid: Editorial Médica Panamericana.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Diferença entre substância branca e a cinzenta do cérebro
Diferença entre substância branca e a cinzenta do cérebro

Voltar ao topo da página