Partilhar

Diferença entre sistema nervoso central e periférico

 
Por Marta Menéndez, Psicóloga. 18 junho 2019
Diferença entre sistema nervoso central e periférico

O sistema nervoso é um dos sistemas do corpo humano mais complexos e importantes, já que é formado por milhares de nervos e células que transportam mensagens desde o cérebro e a medula espinhal até outras partes do corpo. Ele é responsável por integrar diferentes funções corporais e por manter a estabilidade das variáveis internas do nosso organismo. O sistema nervoso é responsável por três funções básicas: sensorial, integradora e motora.

Além disso, o sistema nervoso também se divide principalmente em sistema nervoso central e periférico. O sistema nervoso central (SNC) controla funções voluntárias do nosso corpo, como caminhar, rir e ler. Já o sistema nervoso periférico (SNP) cuida de ações involuntárias, como o batimento do coração, a digestão e a respiração. Nesse artigo de Psicologia-Online te mostraremos qual é a diferença entre sistema nervoso central e periférico apresentando, para isso, as funções e anatomia desses dois sistemas.

Sistema Nervoso Central: função e anatomia

Para poder explicar melhor qual a diferença entre sistema nervoso central e periférico, você deve saber quais são as funções do sistema nervoso central (SNC) e quais as principais partes que o compõem. O SNC é formado por duas partes principais: o encéfalo e a medula espinhal.

Sistema nervoso central: encéfalo

O encéfalo, muitas vezes erroneamente confundido com o cérebro, é protegido pelo crânio e tem um papel central no controle da maioria das funções corporais, incluindo os movimentos, as sensações, os pensamentos, a fala e a memória. Mesmo assim, alguns atos reflexos podem acontecer através da medula espinhal sem a participação de estruturas cerebrais. O encéfalo costuma ser dividido em três partes:

  • Cérebro: encarregado de processar a informação que provém dos 5 sentidos e de controlar o movimento, as emoções, a memória, a cognição e o aprendizado. Para ter mais informações sobre o tema, leia mais sobre as partes do cérebro e suas funções.
  • Cerebelo: funciona como uma ponte para os estímulos da medula espinhal para que estes cheguem ao cérebro.
  • Tronco cerebral ou encefálico: faz a comunicação com a medula espinhal e, assim, com os nervos periféricos de todo o corpo.

Além disso, no encéfalo se encontram dois tipos de substância: a massa branca e a massa cinza. A primeira, formada por axônios, transporta impulsos nervosos desde e até a massa cinza. Já a segunda, que é composta por corpos celulares dos neurônios e neuróglias, recebe e armazena os impulsos nervosos.

Sistema nervoso central: medula espinhal

A medula espinhal está conectada ao tronco cerebral e se encontra dentro da coluna vertebral. Ela é composta por 31 segmentos, dos quais de cada um sai um par de nervos cranianos. Estes mantêm a comunicação entre a medula espinhal e as distintas partes do organismo. Os nervos motores e sensoriais também se encontram na medula espinhal, que transmite sinais, ou melhor dizendo, mensagens entre o encéfalo e os nervos periféricos.

Se você ainda ficou com dúvidas sobre o assunto e quer ler mais sobre ele, nesse artigo te oferecemos com mais detalhes tudo sobre o que é sistema nervoso central: anatomia e funções.

Diferença entre sistema nervoso central e periférico - Sistema Nervoso Central: função e anatomia

Sistema nervoso periférico: função e anatomia

Já o sistema nervoso periférico (SNP) é a divisão do sistema nervoso que contém todos os nervos que se encontram fora do sistema nervoso central. Por isso, sua função principal é a de conectar o SNC aos órgãos, a extremidades do corpo e à pele. Esses nervos se estendem desde o sistema nervoso central até as áreas mais periféricas do corpo, o que faz com que tenhamos reações aos estímulos do nosso entorno. Os nervos que compõem o sistema nervoso periférico são, em realidade, axônios ou fazem de axônios as células neuronais. Além disso, o SNP é dividido em duas partes: o sistema nervoso autônomo e o sistema nervoso somático.

Sistema nervoso autônomo e somático: diferenças

O sistema nervoso autônomo é a parte responsável por regular as funções corporais involuntárias, como o fluxo sanguíneo, os batimentos cardíacos, a digestão e a respiração. E por geralmente controlar aspectos do corpo que não podem ser geridos voluntariamente, essa parte do SNP permite com que essas funções aconteçam sem que haja necessidade de pensar nelas constantemente. Por sua vez, o sistema nervoso autônomo ainda se divide em dois:

  • Sistema nervoso simpático: prepara o corpo para gastar energia e enfrentar as possíveis ameaças que o entorno traz.
  • Sistema nervoso parassimpático: ajuda a manter as funções normais do corpo e a conservar recursos físicos; uma vez que já tenha se passado a ameaça, esse sistema permite que o corpo volte ao seu estado normal.

Se você quiser saber mais sobre o assunto, leia a matéria de Psicologia-Online sobre sistema nervoso simpático e parassimpático: funções e diferenças.

Já o sistema nervoso somático é o responsável por levar a informação sensorial e motora recebida desde e até o sistema nervoso central. Ele é o encarregado de transmitir a informação sensorial e o movimento voluntário. Esse sistema contém dois tipos principais de neurônios:

  • Neurônios sensoriais (aferentes): esses neurônios, também chamados de receptores, levam a informação dos nervos ao SNC. São os neurônios que nos permitem receber informação sensorial e enviá-la ao cérebro e à medula espinhal.
  • Neurônios motores (eferentes): também chamados de efetuadores, esses neurônios transportam a informação do cérebro e da medula espinhal às fibras musculares em todo o corpo. Esses neurônios nos permitem realizar ações físicas em resposta a estímulos do nosso entorno.
Diferença entre sistema nervoso central e periférico - Sistema nervoso periférico: função e anatomia

Diferença entre sistema nervoso central e periférico: resumo

Sabendo mais sobre a anatomia e as funções do sistema nervoso central e periférico, fizemos um resumo das principais diferenças presentes entre eles. Confira-as a seguir:

  • O sistema nervoso central está formado pelo encéfalo e pela medula espinhal enquanto o sistema nervoso periférico, por nervos cerebrais, espinhais, motores e sensitivos.
  • O SNC controla as funções voluntárias do nosso corpo. Já o SNP controla e está implicado em todas as funções involuntárias do nosso organismo.
  • O SNC é um sistema formado por nervos sensoriais e motores relacionados com o cérebro e a medula espinhal de forma aferente e eferente. Já o SNP é formado por células do nervo dorsal e do ventre e pela rede de nervos espinhais e cranianos que se conectam ao cérebro e à medula espinhal em um extremo e aos músculos e órgãos de outro.
  • O SNC controla as principais funções do nosso corpo, enquanto que o SNP controla involuntariamente várias funções de órgãos internos, vasos sanguíneos, músculos lisos e cardíacos.
  • O SNC está conectado a receptores sensoriais, músculos e glândulas em áreas periféricas do corpo controladas pelo SNP. No caso no SNP, os neurônios sensoriais levam os impulsos nervosos dos receptores sensoriais em várias partes do corpo ao SNC.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Diferença entre sistema nervoso central e periférico, recomendamos que entre na nossa categoria de Neuropsicologia.

Escrever comentário sobre Diferença entre sistema nervoso central e periférico

O que lhe pareceu o artigo?

Diferença entre sistema nervoso central e periférico
1 de 3
Diferença entre sistema nervoso central e periférico

Voltar ao topo da página