menu
Partilhar

Pai ausente na gravidez: como lidar com a situação?

 
Por Anna Rafaela Pires. 5 setembro 2022
Pai ausente na gravidez: como lidar com a situação?

Você está passando por uma situação díficil? Grávida e sem apoio do pai do bebê? Ou então, você conhece alguém que está grávida e o pai decidiu não assumir? Ou até mesmo, uma mulher grávida que o pai simplesmente sumiu do mapa ou decidiu simplesmente se ausentar. É uma situação de desamparo e bastante delicada. Cada mãe possui necessidades únicas, mas a maioria não quer passar pela gravidez sozinha - afinal, quais são os prejuízos de uma criança que cresce sem pai? Ou, como uma mãe solo pode lidar com isso sem apoio dessa figura paterna?

Sabendo dessas perguntas e da importância dessa ocasião para todos os envolvidos, neste artigo de Psicologia-Online vamos mostrar a importância do pai e os prejuízos de seu descaso, respondendo como podemos lidar com o pai ausente na gravidez.

Também lhe pode interessar: Pai narcisista: como lidar com ele

Papel do pai na gravidez e formação da criança

O texto de Winnicott "O medo do colapso"[1] comenta da importância do pai no complexo de édipo (conceito construído por Freud). A presença do pai ajuda com:

  • Limites;
  • Lidar com as frustrações;
  • Aceitação de autoridades;
  • Um ideal a ser seguido.

Consequências de um pai ausente

Para podermos exemplificar os prejuízos que a falta de um pai/figura paterna pode ocasionar numa criança, nós usaremos os conceitos psicanáliticos freudianos.

Segundo Winnicott [1] a união dos pais cria uma estrutura onde o filho/filha irá criar fantasias onde precisará se adequar a realidade, criando limites, aprendendo a lidar com as frustrações, aceitando que nem tudo que a criança quer ela poderá ter.

E, sim, mesmo sem um pai a criança pode aprender tudo isso, contudo, haverá mais dificuldade. Segundo as ideias de Freud, o pai seria a "encarnação da lei e da ordem" - é claro que usaremos apenas isso como parâmetro para nossa discussão.

É complicado criar um filho sozinho, sem apoio, pois, na nossa cabeça, temos costumes de ideias polarizadas, ou seja 8 ou 80 - nesse caso, é um pouco díficil às vezes para a criança assimilar que "a mãe que dá tudo, irá castigar". Mas, é sim possível.

Então, você, mãe solo que está passando lidando com um pai ausente na gravidez ou então que está criando uma criança sem esse auxílio - saiba que você conseguirá sim ensinar o seu filho, "dar e castigar" - porém, segundo alguns teóricos, isso pode ser um pouco mais complicado. Mas não é impossível!

Estou grávida e o pai não quer saber

Por que os pais se afastam quando a mulher engravida?

Existem diversos motivos para os pais se afastarem, ou então mostrarem desinteresse pela gravidez de sua parceira - alguns deles são:

  • Não se sentem prontos ou não querem arcar com as responsabilidades;
  • Não acreditam ou foram ensinados que pais (figuras paternas) são importantes na vida de uma criança;
  • Não possuem inteligência emocional;
  • Não acreditam que sejam realmente o pai da criança.

Uma situação que ocorre com frequência é quando o casal não possui um vínculo de compromisso - o famoso sexo casual em que acaba culminando em uma gravidez. E como não foi uma gravidez planejada, muitos pais acabam por não estarem prontos ou sentem que não precisam fazer nada perante isso, o que não é verdade. A mulher também não tinha planos de ficar grávida, acaba sendo injusto que ela lide com esse momento sozinha.

Mesmo que o casal não tenha tanta intimidade ou nem mesmo se amem como família - é necessário que vejamos isso como uma situação que exige responsabilidade dos dois lados. Porém, no Brasil, não costuma ser ensinado a importância dos pais na criação e educação dos filhos, isso contribui para esse descaso.

"O pai presente é aquele que escuta o filho e não aquele que escuta somente suas próprias necessidades, humores e gostos. Esse pai está fechado em sua ferida narcisista e terá dificuldade para criar um filho."[2]

Pai ausente durante a gravidez

Já que estamos lidando com um pai ausente na gravidez, como podemos agir para ter um processo mais tranquilo:

  • Busque fortalecer-se emocionalmente;
  • Atividades físicas para gestantes;
  • Se possível, busque apoio de algum familiar ou amigo;
  • Tenha uma equipe multiprofissional para uma gravidez saudável.

Pois bem, já falamos sobre como a ausência de um pai pode afetar a criação e o desenvolvimento da criança - sem contar a necessidade de apoio que a mãe necessita nesse momento de mudanças. Afinal, a gravidez é um momento cheio de altos e baixos - onde a mulher vai passar por diversas situações em que será necessário apoio.

Fortalecimento Emocional

Se você está grávida ou criando uma criança sozinha, você sabe o quanto isso pode afetar o seu psicológico - sua vontade de fazer as coisas e suas emoções podem ficar totalmente incontroláveis. E é por isso que é necessário uma regulação emocional.

A situação não é fácil, mas hoje vivemos em um mundo que nos permite regularmos nossas emoções de maneiras mais acessíveis.

Para começar, dê uma olhadinha neste outro artigo sobre razão e emoção para você entender melhor do que estamos falando.

Atividades físicas para gestantes

Você já deve ter ouvido em boa parte do mundo sobre a importância dos exercícios físicos - na gravidez não é diferente. A atividade física ajuda na produção de endorfinas que são os hormônios do prazer, se você tiver uma produção maior de endorfinas no corpo, terá mais facilidade de lidar com suas emoções e as dificuldades de ter um pai ausente na gravidez.

Rede de apoio

Vivemos em um mundo totalmente diferente dos últimos 30 anos atrás, antigamente uma mulher grávida sozinha estava fadada a ser criticada e diminuida. Hoje em dia, é bem mais fléxivel, apesar de ainda haver preconceitos descabidos, então, as mulheres são muito mais estimuladas e apoiadas pela sociedade nas situações de um pai ausente na gravidez ou que simplesmente não quer assumir o bebê.

Sabendo disso, é super importante buscar algum apoio de familiares ou amigos, pois é um momento em que é necessário suporte emocional e também a questão da saúde ou até mesmo financeira.

A importância de uma equipe multiprofissional

Também é essencial uma equipe capacitada que possa ajudar nas questões emocionais, físicas, sociais e psicológicas da mulher que está grávida e que está lidando com um pai ausente na gravidez, já que é um período que afeta diversas área diferentes e é necessário atenção redobrada.

A equipe de Psicologia-Online espera que você tenha uma boa hora e que seu/sua bebê chegue com muita saúde!

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Pai ausente na gravidez: como lidar com a situação?, recomendamos que entre na nossa categoria de Conflitos familiares.

Referências
  1. D.W. WINNICOTT. MEDO DO COLAPSO;
  2. CORNEAU, Guy. Pai ausente, filho carente. [S. l.]: Manole, 2015.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
Pai ausente na gravidez: como lidar com a situação?
Pai ausente na gravidez: como lidar com a situação?

Voltar ao topo da página