menu
Partilhar

Tipos de mentiras

 
Por Gianluca Francia, Psicólogo. 16 agosto 2021
Tipos de mentiras

A mentira tem milhares de faces e muitas finalidades. Às vezes representa um enorme obstáculo, um "bicho" a ser reconhecido e evitado, e outras um "ás na manga" oportuno e inofensivo. Todos nós já falamos alguma pequena ou grande mentira, certamente para sair do caminho ou evitar machucar pessoas de que gostamos. Seja como for, todos já mentimos alguma vez e aprendemos que isso tem consequências.

Neste artigo de Psicologia-Online, queremos nos aprofundar no tema vendo juntos quais são os diferentes tipos de mentiras, as características de cada uma delas e exemplos de situações nas quais geralmente se utilizam mentiras.

Também lhe pode interessar: Tipos de conflitos e suas soluções

Mentira autêntica ou descarada

Chamada "falsificação" por Paul Ekman, psicólogo americano e pioneiro no estudo da comunicação não verbal. É um dos tipos de mentiras no qual o que se comunica é totalmente diferente da verdade. Por exemplo, um marido que disse a sua esposa que estava jogando poker enquanto, na verdade, passou a noite com sua amante está mentindo descaradamente; ou um adolescente que disse a sua mãe que ficou estudando a tarde toda quando na verdade a única coisa que fez foi jogar videogame.

Existe falsificação quando tentamos fazer com que algo que não é certo pareça real, como dar falso testemunho ou contar uma história falsa a alguém. Também fazem parte desta tipologia todas as falsas expressões que criamos em uma tentativa de ocultar nossos sentimentos como, por exemplo, sorrisos falsos, surpresa falsa, etc.

Exagero

O que é a mentira? Uma muito conhecida são os exageros, isto é, mentiras nas quais os fatos são exaltados ou minimizados. Não se trata de situações inventadas do nada, mas, sim, de uma amplificação ou banalização do que aconteceu. Por exemplo, é possível demonstrar que está mais doente do que realmente está para ter a atenção dos familiares ou para responsabilizar o/a companheiro/a e mantê-lo/a a seu lado.

Às vezes o exagero é utilizado como tática para desmontar uma acusação. Por exemplo, se um empregado é acusado pelo chefe do escritório de ser lento demais, pode responder sarcasticamente que "é verdade, ele não faz nada!"

Mentira enganosa

As mentiras possuem muitas formas. Concretamente, a mentira enganosa consiste em declarações verdadeiras que têm o propósito de enganar. Por exemplo, quando o ex-presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton, estava fazendo uma declaração pública em 1998 sobre o conhecido caso Lewinsky, disse: "Não tive relações sexuais com essa mulher, a senhorita Lewinsky".

A mentira foi sutil porque esta frase utilizava uma ambiguidade linguística. De fato, Clinton afirmava textualmente não que não havia ocorrido nenhuma efusão sexual entre eles, mas, sim, que a relação não tinha sido completa. Uma variante deste tipo de mentiras é desviar o discurso ou omitir detalhes importantes.

Mentira utilitária

Existem muitos tipos de mentirosos. Neste caso, a mentira utilitária é utilizada para controlar uma situação que incomoda, isto é, uma mentira que é dita por razões puramente egoístas, para se aproveitar ou para evitar um incômodo ou um castigo.

Mentira compensatória

Se você se pergunta que tipos de mentiras existem, uma delas é a mentira compensatória. É observada quando o sujeito trata de criar uma imagem a seu redor que não reflete a realidade: origem familiar abastada ou de prestígio, experiências de amor do passado, resultados escolares ou esportivos, etc. Esta atitude pode ser considerada normal até os seis anos. Após esta idade, é representativo de mal-estar patológico a ser levado em conta seriamente.

Se você se pergunta como saber se uma pessoa está mentindo leia o nosso artigo sobre o tema.

Omissão

Este é um dos tipos de mentiras mais comuns. Pode ser parcial: é o caso em que se diz a verdade, mas não completamente. Frequentemente a criticidade de uma informação pode ser delimitada em poucos detalhes, omitindo aqueles que fazem com que a informação perca sua problemática.

Em outros casos, a omissão pode ser total, isto é, finge não se saber, de se ter esquecido ou de ter escolhido não dizer por ter considerado a informação irrelevante. Talvez seja a classe de mentira que é mais fácil de negar a intenção.

Tipos de mentiras - Omissão

Ocultação

Um dos tipos de mentiras que vemos nas crianças quando tratam de ocultar provas de um delito. Por exemplo, algumas crianças que escondem o boletim com notas ruins por dias na mochila esperando que os pais não o peçam, ou alguns adolescentes que escondem uma multa quando ela é extremamente cara.

Falsa confirmação

Consiste em confirmar um fato não conhecendo-o em partes ou totalmente, talvez apenas para endossar o que alguém que queremos favorecer disse. Um dos exemplos deste tipo de mentiras é quando queremos parecer legais para alguém e dizemos o que essa pessoa quer ouvir, mesmo que no fundo não estejamos de acordo.

Negação

Sem dúvida, outro dos tipos de mentiras mais comuns é a negação. Ocorre quando tentamos refutar uma notícia verdadeira. Tentamos fazer parecer que um fato verdadeiro não é certo porque este nos prejudica de alguma maneira. Por exemplo, no caso dos adolescentes é possível que eles afirmem que ainda não fizeram uma prova quando seus pais perguntam, mesmo que já tenham a feito.

Mascaramento

Quais são os diferentes tipos de mentiras? Uma delas é o mascaramento. Corresponde-se, de certo modo, com a medida compensatória, na qual se tenta aparentar o que na verdade não é.

Se você se pergunta como detectar mentiras, o nosso artigo sobre como reconhecer uma pessoa mentirosa pode te ajudar.

Tipos de mentiras - Mascaramento

Mentira branca

São definidas assim as mentiras para fazer o bem, isto é, que são ditas para evitar desagradar os outros, e as veniais, que são ditas para justificar um esquecimento, um atraso ou para responder os filhos quando estes fazem perguntas embaraçosas.

Fazem parte desta categoria as mentiras ditas a respeito do Papai Noel, a cegonha, o vestido horrível de nossa amiga que falamos que é bonito para que ela se sinta bem, a torta de batata muito ruim preparada por nossa sogra, etc.

Tipos de mentiras - Mentira branca

Mentira aditiva

Este tipo de mentira ocorre quando é atribuída a um grande personagem uma reputação muito superior à que corresponde com o fim de conseguir algum fim benéfico ou propósito. Faz referência às situações nas quais se diz e se mantém uma mentira para conseguir benefícios concretos.

Quer saber como lidar com pessoas mentirosas? Te contamos aqui!

Mentiras detratoras ou difamatórias

É um tipo de mentira que tira a reputação de uma pessoa por medo de que ela a use em detrimento do público. As mentiras difamatórias são usadas para criar rumores de uma pessoa e criar uma imagem ruim dela.

Tipos de mentiras - Mentiras detratoras ou difamatórias

Mentira traslatória

Continuamos com mais tipos de mentiras. Esta ocorre objetivamente quando se transfere o mérito de uma boa ação de um sujeito a outro, mais meritório, ou transfere a má reputação de uma má ação do verdadeiro autor para outro, menos merecedor. Por exemplo, quando uma pessoa sabe que cometeu um erro e deixa a culpa ficar com outra pessoa.

Mentira descarada

Mentira contada com uma cara séria e uma voz e uma linguagem corporal sinceras, mas é considerada uma mentira óbvia para aqueles que a escutam. Um dos exemplos de mentiras descaradas seria quando alguém te diz algo e você sabe que não é verdade.

Veja neste outro artigo o perfil de uma pessoa mentirosa.

Tipos de mentiras - Mentira descarada

Grande mentira

Uma mentira que trata de convencer o ouvinte de um grande evento ou ato, geralmente contraditória, que o ouvinte sabe que é verdade. Dado que a mentira geralmente é "grande", o ouvinte acha difícil acreditar que alguém mentiria sobre algo tão grande. Por isso, frequentemente se deixa enganar, um mecanismo inconsciente que, no entanto, explica muitas situações de equívoco que, através de uma observação racional, parecem absurdas.

Farol

O farol consiste em fingir que tem uma intenção ou habilidade que, na verdade, não tem. Ele não é realmente considerado uma mentira do ponto de vista da maioria das pessoas, mas, sim, uma simulação ou uma tática para confundir os outros. O clássico exemplo é o blefe no poker.

Mentira de despedida

Este tipo de mentira é usado para terminar as conversas de uma forma educada sem ser completamente sincero(a), como, por exemplo, responder uma mensagem dizendo: "Me desculpe, o diretor me chamou". As pessoas a usam quando querem sair de algum lugar e não sabem como fazer isso sem causar má impressão aos outros.

Tipos de mentiras - Mentira de despedida

Elusão

Se falamos de tipos de mentiras, a elusão é uma maneira de não revelar a verdade ou não revelar completamente no que se acredita ou qual é sua opinião. Este tipo de mentira é utilizado geralmente quando se quer evitar revelar suas opiniões sobre temas tabu como o sexo, a morte, as temáticas frequentes em debates sociais, etc.

Fabricação

Uma mentira que é utilizada para completar um conto que corresponde parcialmente com a verdade, isto é, para intensificar o efeito da própria história se fabricam partes inventadas. As mentiras de fabricação são muito úteis para adornar histórias e que sejam mais impressionantes.

Mentira honesta

Uma mentira que descreve de maneira imprecisa a história e/ou os acontecimentos narrados quando se está convencido de que são a verdade, isto é, está se dizendo uma mentira, mas se está convencido de que é verdade.

Um dos tipos de mentiras que pode acontecer, por exemplo, quando se lembra de um episódio ruim, ou quando se relatam afirmações ou informações de outros.

Na era das redes sociais e das notícias falsas, é uma mentira muito praticada. Tanto que outro exemplo seria quando uma pessoa propaga fake news , isto é, notícias falsas, tendo plena certeza em sua cabeça que se trata de uma informação verdadeira.

Mentira patológica

Também conhecida como mentira compulsiva, é um traço característico do comportamento das pessoas que tendem a mentir continuamente, até mesmo quando não é necessário. Este tipo de mentiras geralmente afeta pessoas muito egocêntricas e narcisistas, que precisam estar sempre no centro das atenções.

A mentira patológica tende, em suas formas mais agudas, a desencadear patologia psicológica, como a mitomania e a megalomania. Se você conhece alguém assim, neste artigo, você encontrará mais informações sobre como ajudar um mentiroso compulsivo.

Tipos de mentiras - Mentira patológica

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Tipos de mentiras, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia social.

Bibliografia
  • JAMES, R. (2019). Sai quanti sono i tipi di bugie?. Disponível em: https://www.area51editore.com/blog/sai-quanti-sono-i-tipi-di-bugie Acesso em: 12 de agosto de 2021.
  • PACORI, M. (2012). Il linguaggio della menzogna. Milán: Sperling & Kupfer.
  • ROMANI, V. (2010). Scacco Alle Bugie. Come Scovare le Bugie, Smascherare Chi Mente e Limitare i Danni. Roma: Bruno Editore.
  • SWIFT, J. (2013). L'arte della menzogna politica e altri scritti. Paris: Bureau De La Revue.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Tipos de mentiras
1 de 8
Tipos de mentiras

Voltar ao topo da página