menu
Partilhar

Vício em drogas: causas e consequências

 
Por Marta Menéndez, Psicóloga. 9 fevereiro 2024
Vício em drogas: causas e consequências

Há pessoas que não entendem como outras podem desenvolver um vício em drogas, chegando a pensar erroneamente que aqueles que fazem uso de drogas carecem de princípios morais ou força de vontade, e que poderiam interromper o consumo de drogas sem nenhum problema.

No entanto, o vício em drogas é um fenômeno complexo, com uma série de fatores que influenciam nas causas e consequências da dependência. Interromper o consumo requer mais do que boas intenções ou uma forte força de vontade. Neste artigo de Psicologia-Online, discutiremos o tópico vício em drogas: causas e consequências.

O que é o vício em drogas

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), um vício é uma doença física e psicológica que cria dependência em relação a uma substância, atividade ou relação.

Para ser mais específico, o vício em drogas é uma condição na qual uma pessoa se envolve no consumo de uma substância, a qual tem efeitos gratificantes, o que fornece um incentivo para continuar esse comportamento de consumo repetidamente, apesar das consequências prejudiciais. O vício pode envolver o consumo de álcool, inalantes, opiáceos, cocaína, nicotina e outras substâncias.

Há evidências científicas de que as substâncias e comportamentos viciantes compartilham uma característica neurobiológica chave: a ativação intensa das vias cerebrais de recompensa e reforço, muitas das quais envolvem a dopamina.

O vício em drogas tem uma alta probabilidade de estar associado a diferentes transtornos de saúde mental, como depressão, ansiedade ou outros problemas. Além disso, é caracterizado por uma deterioração social com interrupção de atividades e relações sociais cotidianas, pois o consumo contínuo geralmente é prejudicial para relacionamentos e responsabilidades ligadas ao trabalho ou à escola.

É comum que as pessoas continuem fazendo uso de substâncias mesmo diante dos danos físicos ou psicológicos causados pelo uso desses entorpecentes. E, geralmente, a tolerância à substância aumenta à medida que o corpo se adapta à sua presença.

Efeitos do vício em drogas

O consumo de drogas tem efeitos em vários níveis, desde o nível cerebral ou biológico até efeitos contextuais. Felizmente, a pesquisa científica avançou muito e hoje conhecemos alguns dos efeitos das drogas na vida da pessoa que desenvolveu vício, bem como tratamentos que podem ajudar as pessoas a se recuperarem e se envolverem em uma vida produtiva.

Vício em drogas: causas e consequências - O que é o vício em drogas

Causas do vício em drogas

Nem todas as pessoas que usam drogas chegam a desenvolver um vício. Não há um único fator envolvido ou causador do vício: na verdade, trata-se mais de um conjunto de fatores sociais, biológicos, ambientais ou contextuais que aumentariam o risco de uma pessoa desenvolver vício em drogas. Para compreender profundamente o vício em drogas, suas causas e consequências, devemos levar em consideração os seguintes fatores de risco:

  • Fatores biológicos: esses fatores, juntamente com fatores ambientais, aumentam a vulnerabilidade de uma pessoa para desenvolver vício. Ser do sexo masculino ou ter um transtorno de saúde mental pode aumentar o risco;
  • Fatores ambientais ou contextuais: a família, amigos e o nível socioeconômico têm um impacto significativo na probabilidade de uma pessoa desenvolver vício. A violência intrafamiliar, o abuso físico ou sexual, o estresse e a pressão por parte dos pares podem influenciar no desenvolvimento do vício;
  • Fatores do desenvolvimento: embora as pessoas possam desenvolver vício em qualquer idade, quanto mais cedo ocorrer o consumo de substâncias, maior a probabilidade de esse consumo se tornar um vício.
Vício em drogas: causas e consequências - Causas do vício em drogas

Consequências do vício em drogas

Hoje em dia, parte das mortes, doenças, acidentes ou outros eventos adversos podem ser causados pelo abuso de substâncias. A dependência prolongada de drogas interfere na vida do indivíduo e tem efeitos em quase todos os órgãos do corpo humano.

Consequências do vício em drogas no organismo

Embora cada droga tenha efeitos prejudiciais diferentes, aqui estão algumas das condições comuns que o consumo de substâncias pode causar:

  • Comprometimento do sistema imunológico, tornando o indivíduo mais suscetível a várias infecções;
  • Problemas cardiovasculares, incluindo ataques cardíacos e veias colapsadas;
  • Náuseas, vômitos e dor abdominal;
  • Sobrecarga do fígado ou insuficiência hepática;
  • Convulsões e derrames;
  • Dano cerebral generalizado, o que pode interferir na memória, atenção e tomada de decisões, bem como causar danos permanentes ao cérebro.

Consequências sociais do consumo de drogas

Por outro lado, alguns dos piores efeitos do consumo de substâncias não estão relacionados à saúde. O consumo de substâncias pode ter uma série de consequências prejudiciais para o bem-estar psicológico e social da pessoa. Algumas dessas consequências incluem:

  • Perda de emprego;
  • Perda de relacionamentos importantes;
  • Problemas econômicos;
  • Comportamentos de risco;
  • Ir morar na rua;
  • Ser preso(a).

Muitos desses problemas podem ser revertidos ou minimizados ao abandonar o vício, mas pode haver alguns problemas de saúde e emocionais que, de todo modo, irão persistir ao longo do tempo. A melhor forma de prevenir danos permanentes é buscar um tratamento profissional rápido para superar o vício.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Vício em drogas: causas e consequências, recomendamos que entre na nossa categoria de Dependências.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
Vício em drogas: causas e consequências
1 de 3
Vício em drogas: causas e consequências

Voltar ao topo da página