Partilhar

Como age um psicopata apaixonado?

 
Por Equipe editorial. 30 janeiro 2020
Como age um psicopata apaixonado?

Ao longo do tempo, foi possível comprovar que as pessoas consideradas psicopatas desenvolvem uma personaldiade antisocial. Foi comprovado que estas pessoas apresentam lesões no lóbulo orbitofrontal que as fazem agir de uma forma característica. Como consequência dessa lesão, os psicopatas têm uma capacidade reduzida para usar os estímulos internos como guias do seu comportamento.

Uma das perguntas mais comuns dos últimos anos está relacionada com a capacidade emocional de um psicopata. Como age um psicopata apaixonado e, antes disso, ele pode amar de verdade? Em Psicologia-Online, usamos estudos psicológicos como base para esclarecer que tipo de emoções um psicopata pode chegar a sentir.

Características de um psicopata

Algumas das características comuns compartilhadas pelos psicopatas são:

  • Fracassam em relações interpessoais.
  • Têm problemas laborais por irresponsabilidade.
  • Apresentam um comportamento infantil.
  • Se irritam facilmente, são agressivos e possuem uma grande falta de tato.
  • Recorrem a comportamentos de utilização e imitação com frequência.

Saiba mais sobre o perfil de um psicopata nesse artigo.

Um psicopata pode amar?

De acordo com múltiplos estudos (Hare, 1978; Siddle y Trasler, 1981; Kiehl, Hare, McDonald, y Brink, 1999; Patrick, 1994), se demonstrou que os psicopatas não têm as capacidades necessárias para experienciar emoções.

Perante estas situações que provocam emoções, estas pessoas apenas apresentam respostas faciais e verbais de acordo com o que os outros esperam. No entanto, ao analisar a sua atividade autônoma, a mesma é inconsistente com essas respostas, ou seja, suas sensações corporais não correspondem aos seus atos.

Um psicopata tem uma grande falta de empatia pela dor que os demais sentem, pelo que muitas vezes não são capazes de dar-se conta de que as suas ações estão provocando angústia e dor nas outras pessoas. Além disso, não aceitam responsabilidades das suas próprias ações e não têm remorsos nem sentem culpa.

Ao contrário do que se pode pensar, uma pessoa psicopata costuma ser muito atraente a nível social, mostrando sempre um caráter superficial, o que faz com que os outros gostem dela. No entanto, fazem isso para se aproveitarem dos demais, já que costumam ser pessoas manipuladoras por natureza, com tendência à fraude, e com um grande sentido de grandiosidade em relação a elas mesmas.

Porém, um psicopata pode amar alguém? A sua capacidade afetiva é superficial, pelo que valorizam e mantêm um relacionamento com outra pessoa enquanto a mesma seja útil para atingir os seus objetivos.

Su capacidad afectiva es superficial por lo que valorarán y mantendrán una relación con una persona en la medida en la que esta le sea útil para lograr sus propósitos.

Perfil de um psicopata no amor

Se você procura saber como age um psicopata apaixonado, a resposta é complexa. Como vimos no apartado anterior, um psicopata não tem a capacidade de amar, pelo menos da forma como entendemos o amor. Embora a palavra "amar" tenha uma definição diferente para cada pessoa, normalmente é associada a três qualidades chave: a intimidade, a paixão e o compromisso.

Para uma pessoa psicopata, este conceito de amor é unilateral. Ou seja, o seu objetivo é que a outra pessoa se apaixone por ele/a. Para isso, recorrerá a todas as estratégias ao seu alcance, quer seja através de mentiras, manipulações, modificações da sua própria personalidade.

Um psicopata vê a sedução como um jogo e pretende "obter" o parceiro/a através de um nível de sedução avançado. Para isso, a pessoa com psicopatia é capaz de ver as debilidades da outra pessoa e agir de forma adequada para que ela se sinta protegida do seu lado, o que é uma consequência da sua personalidade narcisista.

Psicopata no relacionamento amoroso

Embora já tenhamos visto que um psicopata não é capaz de amar, eles podem estabelecer relações sentimentais baseadas, principalmente, na conveniência. Para um psicopata, um relacionamento amoroso é baseado na satisfação, autocomplacência e um aumento do seu próprio ego.

Uma pessoa psicopata desenvolve uma relação de apego com o parceiro/a caracterizada pelo apego evitativo, não sendo capazes de establecer nenhum tipo de relação íntima. No próximo apartado, te explicamos como age um psicopata "apaixonado" com maior detalhe.

Como age um psicopata apaixonado?

A carência de empatia e incapacidade para expressar emoções de um psicopata é uma das dificuldades mais severas na hora de ter uma relação com ele/a, uma vez que não são capazes de ver as necessidades do parceiro/a nem serão capazes de adequar os seus atos aos sentimentos dos outros.

Além disso, é muito provável que um dos pontos básicos de qualquer relação, como o compromisso, não chegue a existir. Isso se deve ao fato de serem pessoas muito impulsivas que sempre querem satisfazer os próprios desejos, sem se preocuparem se provocam danos emocionais nos outros. Por isso, embora estejam em um relacionamento, se querem ter relações sexuais e ser infiéis ao parceiro/a, não hesitarão nem um momento, já que não contemplam como os outros se podem sentir em relação à traição.

Por outro lado, há que ter em conta que este tipo de relações costumam se converter em relacionamentos tóxicos, nos quais o psicopata quer, de qualquer jeito, que o seu companheiro/a desenvolva uma dependência em relação a ele/a próprio/a. No seguinte artigo, te explicamos como sair de um relacionamento tóxico.

Por sua vez, o rasgo de agressividade que os caracteriza pode dar lugar a casos de violência de gênero nos quais o psicopata maltrata tanto física como verbalmente a outra pessoa quando ela não cumpre as suas exigências ou se sente que vai ser abandonado/a.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como age um psicopata apaixonado?, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia clínica.

Bibliografia
  • Cooke, D. J., Forth, A. E., & Hare, R. D. (Eds.). (2012). Psychopathy: Theory, research and implications for society (Vol. 88). Springer Science & Business Media.
  • Hare, R. D. (1999). Psychopathy as a risk factor for violence. Psychiatric Quarterly, 70(3), 181-197.
  • Hare, R. D., & Neumann, C. S. (2009). Psychopathy.
  • Villa, E. Psicopatología. Universidad Jaume I. 2016.
  • Psicópatas.es. Características de un Psicópata en el amor. Disponível em: https://www.psicopatas.es/caracteristicas-en-el-amor/

Escrever comentário sobre Como age um psicopata apaixonado?

O que lhe pareceu o artigo?

Como age um psicopata apaixonado?
Como age um psicopata apaixonado?

Voltar ao topo da página