Partilhar

Demência vascular: sintomas, etapas e tratamento

 
Por Marissa Glover, Psicóloga. 12 julho 2019
Demência vascular: sintomas, etapas e tratamento

O que é demência vascular? A demência vascular é um transtorno degenerativo que está relacionado com a obstrução dos vasos sanguíneos, o que provoca uma perda progressiva da memória e de todas as funções cognitivas. Este tipo de doença causa a morte de uma grande quantidade de neurônios no cérebro, uma vez que a pessoa acometida sofre pequenos infartos cerebrais, o que faz com que os nutrientes e o oxigênio que levam a quantidade de sangue ao cérebro se bloqueiem e/ou interrompam. As pessoas com demência vascular sofrem uma grande deterioração da sua concentração, vão perdendo habilidades para realizar tarefas cotidianas pouco a pouco, podem se encontrar apáticas, deprimidas e experienciar outra série de sintomas próprios desse tipo de transtorno.

Nesse artigo de Psicologia-Online: demência vascular: sintomas, etapas e tratamento, vamos explicar com mais detalhe em que consiste esta doença.

Demência vascular: etapas

As pessoas com demência vascular atravessam 7 etapas ou gases durante o processo da doença. As etapas da demência vascular são as seguintes:

  • Fase I: Nenhum declive cognitivo. A pessoa que se encontra nesta fase não experiencia nenhuma alteração irregular. Encontra-se mentalmente saudável, não tem perdas de memória nem de nenhum outro tipo de habilidade cognitiva.
  • Fase II: Declive cognitivo muito leve. Nessa fase, os sintomas que a pessoa com demência vascular apresenta não são evidentes, já que podem ser considerados como esquecimento normal associado ao envelhecimento.
  • Fase III: Declive cognitivo leve. A pessoa experiencia uma perda de memória que se torna cada vez mais evidente. Por exemplo, pode começar ater dificuldade para recordar certos acontecimentos ou para encontrar e expressar as palavras corretas numa conversa.
  • Fase IV: Declive cognitivo moderado. Nesta etapa da demência vascular, a pessoa começa a experienciar muitas dificuldades para concentrar-se, lembrar coisas que lhe foram ditas e/ou situações que aconteceram a curto prazo e até para realizar as suas tarefas cotidianas mais complexas como, por exemplo, o correto uso e/ou administração do seu dinheiro, uso do transporte público, etc. Nessa etapa, a pessoa costuma se afastar de amigos e familiares e optar por estar sozinha, uma vez que tem dificuldade em reconhecer os seus sintomas, assim como em se relacionar com os outros.
  • Fase V: Declive cognitivo moderadamente severo. Os problemas de memória e as habilidades cognitivas se convertem num problema mais profundo e sério. A pessoa começa a notar problemas para realizar as suas atividades do dia-a-dia como, por exemplo, tomar banho, vestir-se, preparar a comida, etc. Também é possível que não recorde o seu número de telefone, sua morada, etc.
  • Fase VI: Declive cognitivo severo (demência média). As pessoas que se encontram nessa etapa são incapazes de realizar as suas atividades cotidianas, pelo que necessitam ajuda para executá-las.
  • Fase VII: Declive cognitivo muito severo (demência avançada). Nessa fase, as pessoas com demência vascular perdem totalmente a capacidade de comunicar. Também necessitam ajuda para realizar quase todas as suas atividades cotidianas como comer, tomar banho, vestir-se, etc. É frequente que também percam algumas habilidades psicomotoras como, por exemplo, a capacidade de caminhar.
Demência vascular: sintomas, etapas e tratamento - Demência vascular: etapas

Demência vascular: sintomas

A demência vascular pode chegar a causar danos em diferentes partes do cérebro, pelo que os sintomas dependem da zona afetada. Os sintomas também dependem de qual foi a causa da doença, embora ela afete a memória em todos os casos. Devemos ter em conta a idade da pessoa, o sexo e a fase na qual se encontra, mas os sintomas de demência vascular mais comuns são os seguintes:

  • Confusão. É muito frequente que a pessoa se encontre confusa em relação a tudo. Por exemplo, pode não recordar onde está, o que tem que fazer, quem são as pessoas que a rodeiam, entre outras coisas.
  • Dificuldade para comunicar. Possui muitas dificuldades com a linguagem, têm dificuldade em expressar os seus desejos e/ou emoções, já que se esquecem de palavras ou dos seus significados. Também sofrem para manter uma conversa com alguém, costumam perder o fio da conversa com facilidade.
  • Caminhar com pouca confiança. Como não sabem até onde querem ir exatamente e não recordam o caminho a seguir, costumam caminhar lentamente e com desconfiança.
  • Mudanças de personalidade. A pessoa já não é a mesma, a sua personalidade, conforme as etapas da doença avançam, vão mudando de forma notória. uma das causas pode ser que vá perdendo o controlo de si mesma devido aos sintomas que vai experienciando e que cada vez a incapacitam mais.
  • Incontinência urinária. É muito frequente que as pessoas que sofrem desse transtorno tenham sérios problemas para controlar a sua vontade de urinar (enurese adulta), pelo que podem não se dar conta, e muitos necessitam usar protetores para prevenir acidentes.
  • Perdem a lógica e o sentido comum. Devido à perda de memória que experienciam, o esquecimento das palavras e seus significados, etc., cada vez é mais difícil que emitam juízos pessoas de acordo com os próprios valores, já que eles vão desaparecendo com o tempo e a sua memória a curto prazo se vê severamente afetada, pelo que esquecem o que acabaram de dizer em seguida.
  • Dificuldade para manipular objetos. Conforme a doença avança, existe mais dificuldade para recordar como se devem manipular os objetos e qual é a sua função.

Demência vascular: tratamento

Demência vascular tem cura? Não existe um tratamento farmacológico específico que possa ter demonstrado a sua eficácia a cem por cento, uma vez que as lesões na demência vascular são irreversíveis. No entanto, o que é possível é prevenir que ocorra e evitar que uma pessoa que já tenha sofrido de demência vascular sofra novamente. Embora não seja possível recuperar funções cognitivas perdidas, é possível ajudar a evitar ou atrasar a progressão da doença. Alguns conselhos para ajudar a prevenir a demência vascular são os seguintes:

  1. Consiste em controlar a tensão arterial, para isso é essencial ter uma dieta saudável e bem equilibrada.
  2. Evitar o consumo de álcool e tabaco na medida do possível.
  3. Evitar a obesidade e o excesso de peso. Para isso, além de ter uma dieta saudável, se recomenda praticar exercício (sempre tendo em conta a situação física da pessoa e adaptando o exercício a ela).
  4. Se recomenda que as pessoas diabéticas tenham sempre um controle sobre os seus níveis de glicemia e hemoglobina glicada.
  5. Seguir as recomendações do médico.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Demência vascular: sintomas, etapas e tratamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Neuropsicologia.

Escrever comentário sobre Demência vascular: sintomas, etapas e tratamento

O que lhe pareceu o artigo?

Demência vascular: sintomas, etapas e tratamento
1 de 2
Demência vascular: sintomas, etapas e tratamento

Voltar ao topo da página