menu
Partilhar

Ecoansiedade: o que é e como combatê-la

 
Por Alejandro Garcia Mingrone. 14 agosto 2023
Ecoansiedade: o que é e como combatê-la

A ecoansiedade é uma das manifestações psicológicas que persistem até hoje devido às intensas mudanças climáticas que afetam o meio ambiente. Muitas vezes, as preocupações das pessoas que demonstram um interesse acentuado pelos eventos ambientais são refletidas por vários sintomas típicos de um quadro clínico que pode ser grave. Nesse sentido, é pertinente considerar que os meios de comunicação denotam uma clara capacidade de mexer com as emoções, pensamentos e comportamentos dos seres humanos, pois têm a capacidade de influenciar.

Diante da incerteza causada pela deterioração do meio ambiente, muitas pessoas apresentam sofrimento profundo que pode alterar o desenvolvimento das atividades da vida diária. Ter certos recursos disponíveis nos permite lidar de maneira mais agradável com os eventos que ocorrem. Neste artigo da Psicologia-Online, explicamos sobre ecoansiedade: o que é e como combatê-la.

Também lhe pode interessar: Ansiedade é hereditária?

O que é ecoansiedade

A ecoansiedade é o medo da ideia de que existem desastres ambientais que podem colocar a sociedade em perigo. Por sua vez, este termo está ligado a pensamentos negativos sobre o futuro como consequência do impacto que as mudanças climáticas que são geradas podem ter. Embora a ecoansiedade não esteja incluída no DSM-V[1], ela pode ser considerada um tipo de transtorno de ansiedade devido às características que emprega.

A seguir, localizaremos os critérios que devem ser atendidos para estabelecer um diagnóstico correto:

  • Preocupação excessiva por pelo menos seis meses de duração
  • Inquietação permanente
  • Irritabilidade
  • Tensão muscular
  • Distúrbios do sono
  • Desgaste das relações de trabalho, sociais e familiares
  • As alterações não podem ser explicadas pela presença de outro transtorno mental e/ou ingestão de medicamentos. Os sintomas não estão ligados a uma condição médica

Por que a ecoansiedade afeta os jovens

Esse problema de saúde mental pode afetar pessoas de várias idades, mas há predominância em grupos de adolescentes e adultos jovens. A seguir, mostraremos algumas razões pelas quais a ecoansiedade pode afetar os jovens.

Perspectiva não idealizada do futuro

As constantes mudanças que ocorrem no nível climático no presente geram uma decepção com o desenvolvimento da vida nos próximos anos. Por sua vez, os jovens veem grande dificuldade em viver em um mundo pacífico devido às complexidades de hoje.

Modos parentais

Em algumas ocasiões, os mandatos familiares que circularam nos primeiros anos de vida permanecem impregnados como modelos a serem seguidos pelos jovens. Nesse sentido, é possível que algumas pessoas tenham crescido com a ideia de que a vida adulta é uma fase sem grandes transtornos. Por isso, o contraste apresentado pelos desastres ambientais é motivo de imensa preocupação.

Ecoansiedade: o que é e como combatê-la - Por que a ecoansiedade afeta os jovens

Como saber se tenho ecoansiedade

Diante das dúvidas que podem surgir sobre esse quadro clínico, torna-se necessário estabelecer algumas orientações para detectar a presença desse desconforto. A seguir explicaremos como saber se você sofre de ecoansiedade:

  • Apatia: desamparo no presente e desesperança no futuro são condições que podem indicar a presença de ecoansiedade. Aqui você encontrará mais informações sobre a Apatia: significado, sintomas e como superá-la.
  • Preocupação constante com o meio ambiente: é possível sofrer alterações de humor diante de notícias desagradáveis ​​relacionadas ao clima. Diante disso, as pessoas podem mencionar que a vida não tem sentido quando ocorrem adversidades como desastres naturais.
  • Mudanças de comportamento e estilo de vida: as pessoas que sofrem de ecoansiedade costumam fazer mudanças em suas ações para evitar maiores danos ao meio ambiente.

Por outro lado, é importante ter em mente que o diagnóstico deve ser sempre feito por um profissional de saúde mental. Da mesma forma, ele se encarregará de avaliar as qualidades clínicas de cada pessoa e traçar um tratamento especializado.

Como combater a ecoansiedade

Apesar dos obstáculos que podem desencadear este problema, existem atualmente algumas soluções que reduzem a intensidade dos sintomas. Aqui abordaremos como combater ou parar a ecoansiedade:

  • Procure ajuda profissional: quando não existem alternativas que permitam a remissão da ecoansiedade, é fundamental procurar a ajuda de um profissional de saúde mental. Em suma, a terapia consiste em um espaço de tratamento do sofrimento de cada pessoa a partir do seu reconhecimento e posterior elaboração de soluções.
  • Faça um balanço das situações: às vezes as pessoas com ecoansiedade tentam reduzir os danos que causariam ao planeta proibindo ações. Por exemplo, evitar dirigir um carro para que o ar esteja limpo. Nesse sentido, vale refletir sobre a necessidade e o impacto da redução da ansiedade.
  • Estabeleça um grupo social: compartilhar preocupações com outras pessoas pode fornecer outro tipo de perspectiva que ajuda a reduzir o desconforto.
  • Faça uma alimentação adequada: muitas vezes os maus hábitos alimentares provocam níveis de estresse difíceis de suportar. Devido a esta circunstância, comer alimentos saudáveis ​​nos permite atenuar certos medos sobre o meio ambiente.
  • Consulte a bibliografia científica: algumas fontes de dados fornecem informações errôneas sobre os problemas do planeta. Para evitar inconsistências, é preciso consultar artigos e páginas da internet que tenham respaldo científico.
  • Realize atividade física: ter atividades lúdicas que permitam o relaxamento mental é essencial em tempos de incerteza. Nesse sentido, a atividade física ajuda a reduzir o estresse e a combater a ecoansiedade.
Ecoansiedade: o que é e como combatê-la - Como combater a ecoansiedade

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Ecoansiedade: o que é e como combatê-la, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia clínica.

Referências
  1. Associação Psiquiátrica Americana (2013). Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais (5ª edição). Arlington: Panamerican Medical Editorial.
Bibliografia
  • Reátegui Lozano, R. (2022). Ecoansiedade e a crise climática. Revista Científica Guacamaya, 7 (1), 7-19.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
Ecoansiedade: o que é e como combatê-la
1 de 3
Ecoansiedade: o que é e como combatê-la

Voltar ao topo da página