Partilhar

Minha mãe não gosta de mim: o que eu faço?

Minha mãe não gosta de mim: o que eu faço?

Por muito estranho que pareça, existem casos nos quais uma mãe não é capaz de dar o amor que o seu filho ou filha necessita. Essa falta de afeto resulta em filhos com problemas de apego e pouca estabilidade mental. Quando somos pequenos, não somos capazes de distinguir exatamente este problema mas, com o passar dos anos, podemos chegar a sentir que a nossa mãe não nos ama.

O momento no qual nos consciencializamos de que a nossa mãe não sente o afeto que desejamos pode ser muito duro. Em alguns casos, esta é apenas uma sensação subjetiva e temporal após uma briga ou um distanciamento mas, em outros, pode mesmo se ruma realidade que precisamos enfrentar da melhor forma possível. Se, na sua cabeça, você não consegue abandonar o pensamento "Minha mãe não gosta de mim", continue lendo esse artigo de Psicologia-Online.

Também lhe pode interessar: Mães tóxicas: tipos e tratamentos

Por que a minha mãe não gosta de mim: causas

Como comentado anteriormente, é possível sentir que a nossa mãe não gosta de nós porque discutimos com ela ou nos afastamos por determinados motivos. É até possível que você tenha acabado de se independentizar recentemente e a sua mãe esteja tentando superar o síndrome de ninho vazio e, por isso, não fale tanto com você.

Também é normal sentir que a sua mãe não gosta de você na adolescência. É nessa época da vida que surgem muitos atritos entre a família e se torna complicado manter um relacionamento livre de discussões. Quando somos adolescentes, é normal que nos sintomas incompreendidos pelas nossas famílias e, por isso, podemos chegar a pensar que não gostam de nós.

No entanto, não devemos descartar por completo a possibilidade de que o sentimento "minha mãe não me ama" seja real. Esta percepção de desapego pode provocar um sentimento de insatisfação em nós mesmos, baixa autoestima e um forte vazio emocional. Existem mães que não desenvolvem um laço estreito de apego com os seus filhos ou filhas e eles notam, existem mães com condutas tóxicas, manipuladoras, mães competitivas...

Para poder deixar atrás a dor de pensar que a sua mãe não gosta de você, é necessário assimilar que existem comportamentos desse tipo em certas figuras familiares. Negá-lo apenas bloqueia as nossas emoções e acaba por ser contraproducente a longo prazo. Uma vez que aceitamos que a nossa mãe não gosta de nós como esperamos, podemos desenvolver as nossas próprias fortalezas e ser capazes, com tempo, de seguir em frente.

Minha mãe não gosta de mim: o que eu faço? - Por que a minha mãe não gosta de mim: causas

Como saber se a minha mãe não gosta de mim

Para poder saber se os pensamentos que você tem são apenas sensações ou se realmente a sua mãe não gosta de você, é necessário aprender a identificar uma mãe tóxica. Embora as mães tóxicas possam ter comportamentos diferentes, normalmente apresentam várias das características seguintes:

  • Critica tudo o que você faz ou diz
  • Julga as suas opiniões e não lhes atribui o valor que merecem
  • Poucas vezes está contente com a sua companhia e tem uma atitude desagradável
  • Você sente que ela está competindo com você constantemente, tentando mostrar mais sucessos ou mais felicidade na vida dela
  • Tenta te manipular para que você se sinta mal com tudo o que você faz
  • Diz abertamente que não gosta de você
  • Compara o vosso físico e sempre tenta ganhar nesse sentido
  • Critica o seu estilo de vida e a pessoa que você ama
  • Sempre se coloca na posição de vítima e te culpabiliza por todo o mal

Mães tóxicas

Caso, efetivamente, a sua mãe não sinta afeto por você, é possível que estejamos perante um caso de síndrome da progenitora tóxica. Estes casos se caracterizam por mães com baixo ou nenhum interesse em exercer o papel maternal. É possível que este síndrome se desenvolva em mulheres que não querem realmente ser mães mas, por motivos alheios, não puderam interromper a gravidez.

É verdade que, para muitas pessoas, ser mãe é um presente e algo que agradecem eternamente. Contudo, a maternidade implica grandes pressões e expectativas sociais às quais algumas mulheres não podem chegar. O papel social de mãe condiciona muito uma vida e pode provocar um desgaste severo no laço afetivo entre os filhos e a progenitora.

Consequências de síndrome da progenitora tóxica

Como é fácil prever, as consequências de um vínculo tóxico entre mãe e filho podem ser muito desagradáveis. Para os filhos e filhas, implica uma sensação de desapego que, possivelmente, arrastarão para o resto das suas vidas. É provável que não abandonem o pensamento "minha mãe não me ama" facilmente, ideia que pode provocar muitas inseguranças na hora de formar novas relações pessoais. Além disso, esses filhos costumam crescer com problemas de autoestima e até comportamentos autodestrutivos indiretos e transtornos de personalidade.

Quanto à mãe tóxica, esta se encontra em uma situação confusa. Por um lado, não tem interesse em proporcionar cuidados e carinho aos seus filhos ou filhas e prefere organizar a sua vida à volta dela mesma. Por outro lado, pode chegar a sentir que o seu ambiente rejeita enormemente o seu estilo de vida e, como consequência, se sente forçada a cuidar dos seus filhos de qualquer forma.

Minha mãe não gosta de mim: o que eu faço? - Mães tóxicas

Minha mãe não gosta de mim: o que eu faço?

Uma vez esteja claro que a sua mãe não gosta de você, é o momento de agir em consequência. É fácil falar mas entendemos que esse é um processo complicado. Para superar esse problema, é necessária muita força de vontade e pensamentos que alimentem a sua autoestima constantemente. Você deve ser forte na adversidade e aceitar que, no caminho da vida, a sua mãe não te vai acompanhar, pelo menos não do jeito que você precisa.

Em seguida, apresentamos alguns passos simples baseados na terapia psicológica para saber o que fazer se você sente que a sua mãe não gosta de você:

  1. Assumir o desapego: como comentado nos pontos anteriores, não aceitar a realidade bloqueia por completo a gestão desse conflito. Assumir que o laço afetivo é praticamente nulo é um passo necessário para selar a ferida.
  2. Evitar os conflitos: assim que você for capaz de manter uma distância cordial com a sua mãe, é possível que ela procure a mesma dinâmica de discussões que mantinham antes. Nesse caso, teremos que aprender a resolver um conflito de forma assertiva.
  3. Ter uma vida independente dela: se você continua vivendo com a sua mãe, terá de desenvolver espaços e momentos de individualidade nos quais a sua mãe não intervém, já que formar uma independência correta pode ajudar a subir a sua autoestima e as capacidades de resiliência. Se você vive sozinho ou sozinha, esse passo é muito mais fácil pois apenas é necessário evitar o contato excessivo com ela.
  4. Não culpe a sua mãe: a culpa é um sentimento que apenas provoca peso e, com o peso, não podemos fazer nada. Portanto, mesmo que seja muito doloroso para você, tente não julgar os sentimentos da sua mãe. É impossível saber exatamente o que aconteceu com a sua mãe para que ela seja incapaz de desenvolver um vínculo de afeto em relação a você.

Viver sentindo que a sua mãe não te ama não é uma tarefa simples, é por isso que recomendamos seguir este processo de superação lentamente e sem pressas, seguindo cada passo e cada conselho ao seu ritmo. Pode passar muito tempo até que você seja realmente capaz de seguir em frente, independentemente da que deve ser a nossa figura materna. No entanto, não devemos frustrar-nos perante esse caminho, tudo chegará, incluindo a estabilidade mental depois dessa fase difícil.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Minha mãe não gosta de mim: o que eu faço?, recomendamos que entre na nossa categoria de Conflitos familiares.

Escrever comentário sobre Minha mãe não gosta de mim: o que eu faço?

O que lhe pareceu o artigo?
4 comentários
A sua avaliação:
Dayane
Minha mãe prefere meus irmãos e não ta nem ai pra mim o que eu faço??
RENATA CAROLINE
OLA, A MINHA MAE NAO GOSTA DE MIM, SEI LA, ELA NUNCA DEMONSTROU, SEMPRE ME CRITICA E FALA QUE TEM VERGONHA DE MIM.
Eliane
Não é nada fácil conviver c uma pessoa tóxica, principalmente qdo está é sua mãe. No meu caso ela passa o tempo todo me humilhando, provocando , coagindo, me levando a depressão. Muito difícil superar isso. Já houve a situação de eu estar de cama sem condições de levantar e ela sequer perguntar se precisava de um copo de agua. Hj resolvi entregues p Deus p q ELE se encarregue de lhe dar o q merece. Ela me trata feito um ser podre me mandando embora de casa , mesmo após eu ter reformado a casa toda , pois ela quer proporcionar o conforto q eu provi ao filho q é encostado q c 50 anos ela sustenta e a trata como capacho. Enfim cd um vai colher o q plantar e eu quero estar bem longe
A sua avaliação:
Bruno
Meu nome é Bruno e minha mãe sempre tratou com disparidade ou de forma diferente eu e o meu irmão, não é um caso de ciúme,pois aí o problema seria comigo,mas todos em volta percebem,o problema começou quando a mesma separou do meu pai de uma forma não saudável,e após isso houve sempre um contato meu com meu pai,após o término de uma relação mal resolvida,e cheia de traumas ela começou a me enxergar pela proximidade que tinha com o meu pai e me culpar por tudo,como se tudo que meu pai fizesse fosse culpa minha e eu seria igual a ele,ela me rotulou por um sentimento mal resolvido e a partir disso começou a me tratar diferente,me humilhar, inclusive me negar comida dentro de casa,tentou me convencer a cortar os laços com o meu pai,tanto eu como meu irmão,e fez com que eu meu irmão ficassem sem nos falar,com discursos de que meu irmão estaria do lado dela e eu estaria do lado do meu pai,interferindo na nossa relação de irmão,e colocando um contra o outro,essa maneira como ela me trata começou a me incomodar depois que as humilhações aumentaram e eu comecei a entender como todos que estão a minha volta que o problema não está em mim e sim nela,e isso me deixou e deixa muito deprimido,abatido,pq eu sei que a culpa não é minha,e ela a todo momento me culpa por tudo até pela vida sem sucesso e mal resolvida..vou procurar um tratamento,pois não estou aguentando mais.
Administrador Psicoblog PT
Oi Bruno! Recomendamos que você busque apoio de um psicólogo, os profissionais podem te ajudar muito na superação desse problema. Além disso, recomendamos que você dê uma olhada nesse artigo que pode ajudar a esclarecer algumas coisas: https://br.psicologia-online.com/maes-toxicas-tipos-e-tratamentos-81.html

Minha mãe não gosta de mim: o que eu faço?
1 de 3
Minha mãe não gosta de mim: o que eu faço?

Voltar ao topo da página