Partilhar

Ramos da psicologia e suas definições

 
Por Marta Menéndez, Psicóloga. 16 outubro 2019
Ramos da psicologia e suas definições

O comportamento humano leva anos deixando os psicólogos intrigados. As nossas reações aos problemas cotidianos em casa ou no trabalho refletem a saúde da nossa "mente". A psicologia é uma ciência e uma arte que tenta estudar o indivíduo, a família e a sociedade para compreender as funções mentais e os fatores que desencadeiam um comportamento social seguro e inexplicável, assim como os processos neurológicos para o desenvolvimento humano.

Nesse artigo de Psicologia-Online, te mostramos alguns dos principais ramos da psicologia e as suas definições.

Também lhe pode interessar: Origem da psicologia: resumo e autores

Quantos ramos da psicologia existem?

Os fenômenos de percepção, personalidade, cognição, comportamento, reação e emoção não só mostram uma imensa diversidade da faculdade mental, mas também afetam as nossas relações. O estudo involucra a análise dos processos dentro da mente consciente e insconsciente. A psicologia aplica-se a todos os aspectos da atividade.

Embora seja verdad que alguns ramos compartem marcos teóricos e bases psicológicas, atualmente podemos distinguir 11 ramos da psicologia:

  • Psicologia clínica
  • Psicologia da saúde
  • Psicologia cognitiva
  • Etologia
  • Psicologia educacional
  • Psicobiologia
  • Psicologia evolutiva
  • Psicologia da personalidade
  • Psicologia social e das organizações
  • Psicologia do trabalho

Em seguida, nesse artigo sobre os ramos da psicologia e suas definições, explicamos em que consiste cada um desses ramos.

Psicologia Clínica

Nesse tipo de psicologia, o estudo está dirigido a aliviar o estresse ou disfunção que se desencadeia por diversas razões psicológicos ou psicopatológicas. O resultado é o desenvolvimento pessoal e o bem-estar emocional e físico.

Os psicólogos clínicos estudam as profundidades do testemunho forense e a neuropsicologia clínica. Os profissionais utilizam modelos terapêuticos especialmente desenhados e adaptados para gerar alianças terapêuticas. A explicação posterior dos problemas psicológicos ajuda a identificar e aplicar novos modelos de pensamento e comportamento.

Psicologia cognitiva

Este tipo de psicologia estuda dos processos mentais que ditam os rasgos de comportamento. Experimenta com a aprendizagem, a percepção, a memória e a atenção para aplicar o processamento da informação ao raciocínio mental e às funções normais. É por esse motivo que também é chamada de psicologia experimental. A psicologia cognitiva é o resultado das contribuições da neurobiologia, da lógica e da linguística, que não insistem apenas na teoria, mas também na formalização.

Etologia ou psicologia comparativa

Nessa rama da psicologia são estudados os padrões de comportamento dos animais. Este ramo da psicologia é vital para a investigação psicológica. Proporciona comparações para determinar os rasgos e provar os vínculos evolutivos. O estudo do comportamento animal também permite que os psicólogos compreendam melhor a psicologia humana. Se experimenta com modelos animais para estudar a emoção e o comportamento. Um exemplo claro da contribuição psicológica desse ramo é a teoria do desamparo aprendido de Seligman.

Psicologia educacional

Esta rama da psicologia estuda o ambiente educativo e as intervenções nesse contexto. Os psicólogos educacionais experimentam com as dimensões do ensino e a psicologia social aplicados em escolas e colégios. A psicologia educacional influencia os métodos de ensino e as práticas gerais dentro e fora da escola.

Ramos da psicologia e suas definições - Psicologia educacional

Psicologia biológica

A psicologia biológica estuda o marco mental como sustrato biológico. Este ramo da psicologia investiga o comportamento que surge das reações dentro do sistema nervoso. A maior parte da investigação é executada através de experiências com neurociências comportamentais e cognitivos.

O objetivo é compreender a função do cérebro com respeito aos diferentes gatilhos e processos psicológicos. A psicologia biológica vincula o comportamento humano com o cérebro para estudar as áreas dentro do cérebro conectadas com certas reações.

Psicologia evolutiva

A psicologia evolutiva tenta entender como e por que os seres humanos evoluíram com perspetivas fixas e modos de comportamento que definem um algoritmo herdado de aplicações de mecanismos de defesa muito arraigados.

Ramos da psicologia e suas definições - Psicologia evolutiva

Psicologia da saúde

A psicologia da saúde é um ramo da psicologia que se centra no aspecto geral da manutenção da saúde. As dimensões psicológicas, fisiológicas, comportamentais e sociais e um indivíduo são consideradas quando se trata de psicologia da saúde.

Além de aprofundar o conceito de psicologia da saúde, a corrente também se concentra em proporcionar medidas preventivas e tratamentos, servindo como um ajudante virtual para manter-se saudável e em forma. A psicologia da saúde também tem como objetivo compreender as reações das pessoas que sofrem de determinadas condições de saúde e como lidam com elas.

Psicologia jurídica

A psicologia jurídica, conhecida alternativamente como psicologia forense, embora marginalmente mas significativamente diferente, é considerada como psicologia e direito em conjunto. O estudo do raciocínio no qual as decisões dos jurados se baseiam, as provas e os depoimentos das testemunhas oculares são considerados psicologia jurídica. Já o estudo dos informes clínicos, a avaliação e a análise sistemática relativa aos depoimentos perante os tribunais é considerado psicologia forense.

Psicologia da personalidade

A nossa personalidade define intrinsecamente quem somos hoje em dia e qual é o modo de comportamento essencial que aplicamos para enfrentar as situações e reagir em relação a elas. A nossa forma de funcionar, tomar decisões e modular os nossos estados de ânimo é única para cada um de nós. O estudo dos diversos tipos de personalidade é conhecido como psicologia da personalidade.

Psicologia social

A psicologia social concentra-se nos comportamentos que as pessoas exibem em diversos ambientes sociais. Também estuda outros aspetos da interação social e as formas de comportamento que modelam as reações de um indivíduo, conforme a construção de um conjunto de respostas para situações sociais.

Ramos da psicologia e suas definições - Psicologia social

Psicologia organizacional ou do trabalho

A psicologia industrial e organizacional é um dos ramos da psicologia que, pouco a pouco, vai ganhando reconhecimento. Inclui o estudo e análise dos aspectos de comportamento de um empregado de uma organização através de programas de formação e da obtenção do seu feedback. Tudo se faz para melhorar o rendimento do empregado, beneficiando assim a organização.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Ramos da psicologia e suas definições, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia clínica.

Escrever comentário sobre Ramos da psicologia e suas definições

O que lhe pareceu o artigo?

Ramos da psicologia e suas definições
1 de 4
Ramos da psicologia e suas definições

Voltar ao topo da página