Partilhar

Como perdoar alguém: conselhos

 
Por Marta Thomen Bastardas, Psicóloga. 21 junho 2019
Como perdoar alguém: conselhos

Como perdoar quem nos magoa? Como perdoar uma traição? Ao longo da nossa vida, todos já sofremos injustiças e humilhações que nos machicaram e, naturalmente, surge a tendência de querer fazer com que quem nos prejudicou sofra também, "olho por olho, dente por dente" como se costuma dizer. No entanto, devemos ter claro que esta lei funciona como um boomerang, provocando um grande mal em nós mesmos também. Não é justo para uma pessoa ficar estancada no rancor e na vingança, uma vez que isso a impedirá de avançar.

Saber perdoar tem muitas vantagens. Contudo, quando alguém te magoa muito, pode ser muito difícil perdoar essa pessoa. Por esse motivo, nesse artigo de Psicologia-Online, queremos mostrar como perdoar alguém com 18 conselhos eficazes.

Também lhe pode interessar: Como parar de gostar de alguém

Como perdoar alguém

Para saber como perdoar alguém, devemos começar por entender o significado do perdão e do que estamos falando quando dizemos a alguém "te perdoo" e quais são os benefícios do perdão. Perdoar é a ação de reagir perante um dano que nos fizeram que implica esquecer a injustiça que aconteceu connosco mas, acima de tudo, implica uma renúncia da vingança e do rancor, onde a pessoa apesar de tudo, procura o melhor para o outro.

O saber perdoar em uma atitude, na decisão deixar a ira e o rancor ir e deixar entrar a aceitação do dano do passado e situar a visão em direção ao futuro. Os benefícios do perdão são muitos, entre eles, a paz que gera.

Como perdoar alguém

Como aprender a perdoar de verdade? Como perdoar e esquecer o passado? Para saber como perdoar, existe um conjunto de atitudes que predispõem a pessoa à liberdade para perdoar. os primeiros conselhos para aprender a perdoar são os seguintes:

1. Amar

Conceber o amor em relação a alguém que nos magoou muito pode parecer algo impossível em muitos casos. Para poder dar lugar ao ato de amar, é necessário em primeiro lugar tomar uma distância, embora seja interiormente, com a pessoa que nos magoou e só nesse momento podemos vê-la na sua totalidade. As pessoas devem ser amadas na sua totalidade, inclusive quando cometem erros e uma pessoa só pode viver e desenvolver-se plenamente quando é aceita tal como é. O não perdoar implica que a outra pessoa não se sente aceita na sua totalidade e, com isso, destruimos a sua identidade que deve ser exposta em liberdade.

2. Compreensão

Como seres humanos que somos, devemos compreender que todos somos vulneráveis, que todos podemos ser fracos. Perdoar implica a convicção que, em cada ser humano, atrás de qualquer erro, existe uma pessoa vulnerável com a capacidade de mudar. Perdoar inclui acreditar na capacidade que a outra pessoa tem para se transformar.

3. Generosidade

Perdoar requer generosidade, uma vez que a pessoa não espera nada em troca do seu perdão.

4. Humildade

Aprender a perdoar implica ser humilde. No perdão, não se busca uma "superioridade moral", não se procura humilhar o agressor ou dominá-lo moralmente. Dito isso, as reprimendas devem ser evitadas, uma vez que implicam a possibilidade de perdoar.

Como perdoar uma pessoa

É possível que você esteja se perguntando como perdoar uma traição ou uma infidelidade. Já vimos que há atitudes que podem aproximar-nos de perdoar alguém de coração e agora te recomendamos uma série de conselhos para saber como perdoar alguém em concreto, por exemplo, o seu companheiro, como perdoar uma amiga, como perdoar a mãe ou como perdoar alguém que magoou muito.

1. Reconhecer o dano

Existem muitas pessoas que, quando foram prejudicadas por alguém importante para elas, escondem a sua dor para não senti-la, para se proteger. Estas pessoas reprimem a sua liberdade de poder ser elas mesmas, uma vez que não expressam a dor que sentiram quando alguém as magoou por serem como são. Devemos compreender que é normal que, quando alguém nos magoa, sintamos dor emocional e o simples fato de enfrentar o sofrimento de frente pode levar-nos a estarmos bem com nós mesmo.

2. Desfazer-nos do ressentimento

O ressentimento dá lugar à necessidade de vingança, e a vingança faz com que as feridas que nos deixaram se mantenham abertas. Se entramos num ciclo vicioso de ressentimento e vingança, as nossas feridas não poderão curar-se e continuaremos mantendo o mal-estar.

3. Recordar o passado

Pensar que o tempo curará as nossas feridas pode converter-se no nosso grande mal. Não é por uma pessoa deixar de chorar por um acontecimento e parar de evocá-lo na sua memória de forma tão constante com o tempo que significa que perdoou. Não podemos perpetuar o dano. Perdoar não implica "apagar e criar de novo", mas sim que é necessário reconhecer a injustiça, enfrentá-la e, na medida do possível, reparar os danos causados. A nossa memória não pode estar em paz se, por muito tempo que tenha passado, quando lembramos o acontecimento nascem de novo sentimentos de rancor dentro de nós.

4. Ver a pessoa na sua totalidade

O perdão é inconcebível se concebemos a pessoa que nos prejudicou unicamente por essa ação. As pessoas são mais do que os seus erros e todos os seres humanos são maiores que as suas culpas. Por isso, para perdoar é necessário ver a pessoa na totalidade como ser humano.

5. Acreditar no outro

Como mencionado nas atitudes para poder perdoar, se não confiamos na capacidade que a outra pessoa tem para reconhecer os próprios erros e transformar-se, estamos impedindo que sejamos capazes de perdoá-la ao pensar que os seus atos não podem mudar.

6. O arrependimento não é uma condição

Embora seja conveniente que o agressor mostre arrependimento pelas ações que nos magoaram, para perdoar não é necessária a declaração da culpa do outro, pois devemos reconhecer que, em muitas ocasiões, as pessoas podem ter bloqueios ou mecanismos de defesa que as impedem de reconhecer a própria culpa.

7. Aprender a ouvir

Em muitos casos, quando alguém nos prejudica, cerramo-nos em nós mesmos e não abrimos os olhos e o coração para o que essa pessoa quer dizer-nos. Para poder perdoas, devemos conhecer tanto os motivos e as razões do nosso desconforto, como os argumentos do outro. É importante colocar-se na pele da outra pessoa e, talvez desde a compreensão do outro e da empatia, podemos perdoá-lo.

8. Não espere nada em troca

Tal como indicamos nas atitudes para perdoar, um bom conselho é não esperar nada em troca do seu perdão. Um perdão sincero não espera uma condição.

Como perdoar alguém: conselhos - Como perdoar uma pessoa

Como perdoar a si mesmo

Um dos grandes desafios com o qual nos deparamos como seres humanos é o de nos perdoarmos a nós mesmos. Perdoar-se a si mesmo pode ser muito mais complexo que perdoar outra pessoa, uma vez que você está só perante muitas emoções. Como podemos perdoar-nos a nós mesmos? Em primeiro lugar, entender que é inevitável errar em alguns casos, e aprender a perdoar a si mesmo é essencial para aprender com esses erros. Existem determinados métodos para trabalhar o perdão e perdoar a si mesmo, como a terapia do perdão ou escrever uma carta de perdão a si mesmo. Uma autora que escreveu sobre perdoar-se a si mesmo é Louise Hay, escritora de vários livros de autoajuda. Os conselhos na hora de aprender como perdoar a si mesmo são os seguintes:

1. Repeite-se como ser humano

Em alguns casos, parece que temos tendência a esquecer-nos que somos humanos e que como seres humanos erramos, cometemos enganos e fracassamos e não é por isso que devemos desvalorizar-nos.

2. Procure o lado positivo

Errar é uma condição natural das pessoas e absolutamente necessário para evoluir como seres humanos. Permita-se a si mesmo errar e conceba a ideia de os seus erros permitem que você aprenda com eles, e assim poderá melhorar.

3. Responsabilize-se

Para perdoar a si mesmo, é indispensável ser consciente da nossa responsabilidade sobre os fatos. Devemos ser conscientes da parte de responsabilidade que nos corresponde frente ao êxito, uma vez que se não concebemos a nossa culpa, não podemos perdoar-nos, do mesmo que se pensamentos que temos uma responsabilidade que não é nossa, podemos nos auto-castigar injustamente por uma culpa que não nos incumbe. .

4. Examine as suas emoções

Devemos reconhecer as emoções, os sentimentos e/ou os pensamentos que não levaram a agir do jeito que agimos. Um ato mau pode ser provocado por sentimentos de insegurança, por medo ou inveja, por exemplo, e se não compreendemos a origem dos nossos atos e nos compreendemos a nós mesmos, não podemos perdoar-nos.

5. Não se auto-castigue

O auto-castigo apenas nos levará ao bloqueio, impedindo-nos de avançar. Fustigar-se continuamente pelos erros impede que vejamos o que podemos fazer para que estes não voltem a ser cometidos. O Auto-castigo trava a nossa própria evolução. A melhor estratégia é aplicar a auto-compaixão.

6. Superação

Uma vez que tenhamos compreendido porque cometemos o erro, que emoções e pensamentos nos levaram a ele, depois de aceitar o cometido e tomar responsabilidade sobre ele, devemos entender que não são os nossos erros que nos definem, mas sim o modo como os enfrentamos.

Como perdoar alguém: conselhos - Como perdoar a si mesmo

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como perdoar alguém: conselhos, recomendamos que entre na nossa categoria de Crescimento pessoal e autoajuda.

Bibliografia
  • Burggraf, J. (2003). Aprender a perdonar. In ponencia Congreso de la Familia, Universidad de La Sabana-Aspaen-Corpaf, Bogotá.
  • Prieto-Ursúa, M., & Echegoyen, I. (2015). ¿Perdón a uno mismo, autoaceptación o restauración intrapersonal? Cuestiones abiertas en psicología del perdón. Papeles del psicólogo, 36(3), 230-237.
  • Zalles, C., & Zavarce, P. (2004). Perdonar: una experiencia liberadora que lleva al bienestar. Las Fortalezas del Venezolano. Venezuela. Editorial Alfa. 1ª Edición. pp, 109-23.

Escrever comentário sobre Como perdoar alguém: conselhos

O que lhe pareceu o artigo?

Como perdoar alguém: conselhos
1 de 3
Como perdoar alguém: conselhos

Voltar ao topo da página