Psicologia clínica

Disforia pós-sexo: causas, sintomas e tratamento

Disforia pós-sexo: causas, sintomas e tratamento

A sexualidade produz um mundo de questões que variam em função da pessoa que a experimenta. É certo que cada ser humano tem a possibilidade de decidir de que modo quer viver sua sexualidade, podem aparecer alguns mal-estares se surgem conflitos antes, durante ou depois do ato.

Existem pessoas que não podem desfrutar do momento por impossibilidades, tanto físicas como psicológicas. Neste sentido, depois do coito também podem gerar diferentes sentimentos de infelicidade, o que dá lugar a um quadro clínico que possui consequências desfavoráveis na vida cotidiana. Se você quer saber mais sobre isso, neste artigo de Psicologia-Online, te daremos mais informações da disforia pós-sexo: tratamento, razões e sintomas.

Índice
  1. O que é disforia pós-sexo
  2. Causas da disforia pós-coito
  3. Sintomas da disforia pós-sexo
  4. Quanto dura a disforia pós-sexo
  5. Tratamento da disforia pós-coito

O que é disforia pós-sexo

A disforia pós-sexo ou pós-coito é um transtorno mental do estado de humor que se caracteriza pela presença de sentimentos de tristeza, vazio, infelicidade, ansiedade e/ou vergonha depois de ter realizado o ato sexual. Cabe destacar que estes sintomas podem surgir na companhia de outra pessoa ou através da masturbação.

Ao ter em conta as delimitações que o DSM-V[1]implica, é possível delimitar a disforia pós-coito dentro do grupo dos transtornos do estado de humor. Neste sentido, pode-se dizer que compartilha condições clínicas próprias do transtorno depressivo. Apesar disto, o certo é que o DSM-V não estabeleceu critérios específicos para abordar a particularidade deste quadro clínico.

Causas da disforia pós-coito

Para poder determinar com maior exatidão as origens desta problemática, é necessário apontar a origem da mesma. A seguir, te mostraremos as principais causas da disforia pós-coito:

  • Fatores orgânicos: depois do ato sexual se liberam certos componentes neuronais que produzem prazer. Porém, nos casos de disforia pós-coito podem estar associados a uma desregulação do sistema nervoso central que ocasiona uma diminuição das substâncias químicas que geram esta sensação de bem-estar. Desta forma, surgem outros componentes que provocaram mal-estar na pessoa.
  • Fatores ambientais: as experiências traumáticas também influenciam nos aspectos emocionais de uma pessoa depois de um encontro sexual. Neste sentido, é possível que a aparição da disforia pós-coito esteja vinculada a experiências desagradáveis que foram vividas no passado em relação com a própria sexualidade. Isto produz um padrão de comportamento persistentes no tempo. Além disso, as condições familiares também repercutem no estado de humor da pessoa.

Neste artigo você encontrará a resposta de por que não quero mais ter relações com meu namorado.

Disforia pós-sexo: causas, sintomas e tratamento - Causas da disforia pós-coito

Sintomas da disforia pós-sexo

Como saber se tenho disforia pós-coito? Se você quer detectar a tempo, é importante que conheça quais manifestações físicas surgem quando uma pessoa sofre esta condição. Nos itens seguintes, destacaremos os sintomas da disforia pós-coito mais importantes:

  • Tristeza repentina depois do ato sexual.
  • Sentimento de inferioridade.
  • Baixa autoestima.
  • Ansiedade.
  • Dificuldades para pegar no sono.
  • Estado de humor variável.

Cabe destacar que estes sintomas de forma isolada não constituem necessariamente um diagnóstico de disforia pós-coito ou depressão pós-sexo. É imprescindível que este quadro clínico seja conduzido por um profissional da saúde especializado para avaliar as condições de cada paciente de forma personalizada.

Quanto dura a disforia pós-sexo

Além de que cada pessoa terá uma avaliação diferente desta patologia, é certo que a duração dos sentimentos posteriores ao encontro sexual oscila entre alguns minutos ou horas até uma quantidade determinada de dias consecutivos.

Em linhas gerais, os sintomas cedem quando a pessoa pode se recompor a nível orgânico. No entanto, em alguns casos, isto pode se prolongar se as causas residem em fatores ambientais.

Tratamento da disforia pós-coito

Apesar das consequências que a depressão pós-sexo provoca, hoje em dia há diferentes formas de remitir os sintomas implicados e melhorar a qualidade de vida das pessoas que sofrem com ela. Descubra como tratar a disforia pós-coito a seguir:

  • Terapia psicológica: a psicoterapia permite desenvolver ferramentas para controlar situações de estresse e/ou mal-estar. No caso da disforia pós-sexo, se abordam as causas que dão lugar ao transtorno para que a pessoa possa adotar estratégias para superar situações complexas de sua vida cotidiana. Tanto as terapias de curta duração como as de longa duração demonstraram ter uma boa efetividade para tratar a disforia pós-coito.
  • Medicação: se a causa é determinada por fatores orgânicos, pode ser necessário realizar estudos médicos para corroborar a presença de alterações neurológicas. Mais ainda, existem medicamentos para regular os hormônios, no entanto, é importante destacar que a administração deste tipo de medicação deve ser supervisionada por um profissional da saúde.
Disforia pós-sexo: causas, sintomas e tratamento - Tratamento da disforia pós-coito

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Disforia pós-sexo: causas, sintomas e tratamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia clínica.

Referências
  1. Asociación Estadounidense de Psiquiatría (2013). Manual Diagnóstico y Estadístico de los trastornos mentales (5ta edición). Arlington: Editorial Médica Panamericana.
Bibliografia
  • Cadenas Blanco, M., Fernández Rodríguez, M., García Vega, E., Guerra Mora, P. (2019). Satisfacción con la vida en personas con disforia de género: Estudio caso-control. Revista desexología, 8 (1), 5-12.
  • Gil Vera, V.D. (2019). Disforia postcoital sexual en la vida conyugal. Revista desexología, 8 (1), 77-81.
Escrever comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Afonso
Boa tarde, como estão?
O que é necessário para ter aulas online de psicologia?
1 de 3
Disforia pós-sexo: causas, sintomas e tratamento