menu
Partilhar

O que é microfobia

 
Por Alejandro Garcia Mingrone. 1 abril 2022
O que é microfobia

As coisas pequenas às vezes podem nos assustar. Mais de uma vez vimos uma barata passar por algum beco nas cidades ou um rato caminhando pelos cantos. Estes exemplos tratam de insetos ou animais visíveis, mas pensamos em organismos que não podemos ver: os germes, vírus e bactérias se encontram em lugares inesperados e podem nos gerar certo medo.

A pandemia está sendo uma época na qual temos que nos cuidar mais do que o habitual e é compreensível que tenha despertado diversas emoções nas pessoas. No entanto, existem indivíduos que apresentam um enorme medo de coisas pequenas que geram consequências desfavoráveis. Conhecer informações valiosas e precisas a respeito desta temática pode nos fornecer ferramentas para enfrentar este tipo de situações. Neste artigo de Psicologia-Online, te daremos informações sobre o que é microfobia.

Também lhe pode interessar: O que é psicanálise

O que é microfobia

Ao fazer menção da microfobia, estamos nos referindo a um medo irracional e excessivo pelas coisas pequenas, sejam visíveis ou não.

Fobia de germe

Levando em consideração que podem se tratar de coisas não visíveis, a microfobia se liga com a ideia de poder se infectar de algum germe e/ou bactéria a partir de um organismo diminuto.

Segundo o DSM-V[1], este tipo de fobia, dada suas particularidades, encontra-se dentro do grupo das fobias específicas. Para que possa ser considerada uma microfobia, devem se cumprir ao menos cinco dos seguintes critérios diagnósticos:

  • Medo ou ansiedade intensa diante da presença de objetos ou coisas pequenas.
  • Evitação dos pequenos objetivos que causam a fobia.
  • O medo ou a ansiedade é desproporcional ao perigo real que representam os microrganismos.
  • A duração é de seis meses ou mais.
  • Deterioramento nas relações profissionais, familiares e sociais.
  • Os sintomas não são atribuídos a outro transtorno mental.

Sintomas da microfobia

Para poder estabelecer um diagnóstico preciso de um quadro de microfobia, é importante levar em consideração as manifestações que a pessoa que sofre desta condição demonstra. Nos itens seguintes, apontaremos os principais sintomas da microfobia:

  • Aumento da frequência cardíaca.
  • Ideias catastróficas referentes ao perigo de coisas pequenas.
  • Sudorese excessiva.
  • Tontura por ansiedade.
  • Vômitos.
  • Náuseas.
  • Rituais obsessivos de limpeza.

Cabe destacar que a presença de algum destes sintomas não implica necessariamente que estejamos a frente de um quadro de microfobia. O diagnóstico deve ser realizado por um profissional de saúde, que se encarregará de avaliar as características do paciente, tendo em conta aspectos como a idade, o sexo, os antecedentes familiares ou as doenças pré-existentes, entre outros.

O que é microfobia - Sintomas da microfobia

Causas da microfobia

Antes de mais nada, não devemos perder de vista que a microfobia pode ter origens variadas. Conhecer as principais causas que atuam como desencadeantes deste quadro clínico pode ser útil na hora de escolher as estratégias adequadas diante desta problemática.

Por isso, a seguir, explicaremos as principais causas da microfobia:

  • Fatores genéticos: a herança genética desempenha um papel importante na hora de pensar o surgimento da microfobia. Por um lado, existem certas conexões neuronais associadas ao processamento emocional de situações do entorno. É possível que a microfobia tenha sua origem a partir do desenvolvimento de certos genes predominantes vinculados ao medo de elementos ou animais pequenos.
  • Fatores ambientais: as experiências da vida também podem influenciar o desenvolvimento dos sintomas da microfobia. Diante disto, a imitação e a aprendizagem de comportamentos de membros do entorno pode ser um condicionante deste transtorno. Em outras palavras, se alguém próximo apresenta um grande medo de elementos pequenos, há possibilidade de que a pessoa também pratique o mesmo comportamento.

Tratamento da microfobia

Apesar das dificuldades que a microfobia gera, na verdade, existem tratamentos que possuem efeitos benéficos para a pessoa que sofre com ela. A seguir, explicaremos como tratar a microfobia:

Terapia psicológica

A terapia é um espaço que pode ajudar a superar determinadas situações que geram inconvenientes à pessoa diagnosticada com microfobia. Por causa disto, a terapia psicológica fornece ferramentas valiosas para enfrentar situações de medo ou ansiedade de uma forma diferente.

Por um lado, a terapia trabalha sobre as emoções, pensamentos e comportamentos que comandam a vida da pessoa. Por outro lado, a terapia psicológica tenta apontar a origem dos sintomas da pessoa para que seja possível encontrar alternativas à ansiedade diante da presença de objetos ou animais pequenos.

Medicação psiquiátrica

A administração de medicamentos pode ser uma opção válida nos casos mais graves. Certos tipos de medicamentos podem agir sobre química do cérebro através da modificação das conexões neuronais que são produzidas no córtex cerebral.

Deste modo, é possível que se produza um alívio dos sintomas implicados na microfobia. No entanto, é imprescindível que a medicação seja receitada por um profissional da saúde mental idôneo na temática.

Agora que você já sabe o que é microfobia, se quiser conhecer outros tipos de fobias mais comuns, acesse o nosso outro artigo.

O que é microfobia - Tratamento da microfobia

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a O que é microfobia, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia clínica.

Referências
  1. Asociación Estadounidense de Psiquiatría. (2013). Manual Diagnóstico y Estadístico de los trastornos mentales (5ta ed.). Arlington: Editorial Médica Panamericana.
Bibliografia
  • Bados, A. (2009). Fobias específicas. Facultat de Psicología. Departament de Personalitat, Avaluació i Tractaments Psicológics.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
O que é microfobia
1 de 3
O que é microfobia

Voltar ao topo da página