menu
Partilhar

Como diminuir a autocobrança

 
Por Equipe editorial. 16 setembro 2021
Como diminuir a autocobrança

Cobrar muito de si mesmo pode ser algo muito negativo, sobretudo, quando nos exigimos mais do que podemos suportar e, no final, acabamos em um ciclo de frustração, estresse e esgotamento. Ninguém é um super-herói e, portanto, não podemos pretender conquistar marcos impossíveis para nós.

Mas, precisamente, aceitar as próprias limitações é um dos aspectos mais difíceis de assumir, sobretudo em pessoas muito exigentes, por este motivo, neste artigo de Psicologia-Online, vamos te dar alguns conselhos para que saiba como diminuir a autocobrança de uma forma simples e rápida.

Também lhe pode interessar: Como se desestressar

Diminuir a autocobrança depende de você

Para saber como diminuir a autocobrança você só precisará de uma coisa: estar disposto/a a fazer algumas mudanças tanto em sua rotina como em sua mente. É importante que saiba que esta situação depende única e exclusivamente de você e que, se o fizer corretamente, conseguirá viver de uma forma mais relaxada e otimista.

A seguir, vamos te dar alguns conselhos que te ajudarão a se cobrar menos e começar a ter uma vida melhor:

  • Analise suas metas: o primeiro de tudo é que você se pergunte quais são as metas nas quais quer chegar e que, fazendo um trabalho de total sinceridade, avalie se acredita que vai realmente poder alcançá-las. Somos pessoas com responsabilidades, amizades, precisamos nos divertir, descansar, etc., por isso, é essencial que avaliemos se esses objetivos que assumimos realmente são possíveis.
  • Reconheça suas conquistas: entre as pessoas que se cobram é muito comum que, quando lutam por algo e alcançam, acabam nem percebendo esse momento de glória e, imediatamente, definem outro objetivo a alcançar. Errado! É importante respirar, saborear o que conquistou e que, mesmo que defina novas metas, comece a pensar nelas depois de uns dias ou semanas. Saboreie o momento e alegre-se porque... você conseguiu!
  • Não se culpe: se você não conseguiu cumprir essa meta, não se martirize. Ninguém, nem você, é perfeito, portanto, aprenda com os erros e analise se, realmente, esse objetivo era fácil de conseguir. No caso de você acreditar que realmente era, simplesmente deverá analisar qual foi o possível erro e tentar de novo. Lembre-se: é errando que se aprende.
  • Aprenda a dizer "NÃO": esta é uma das tarefas mais complicadas, porém imprescindíveis para se cobrar menos. Sermos conscientes de nossos limites e de até onde podemos chegar é vital para poder ter uma vida feliz e relaxada. Por isso, de vez em quando, deverá dizer NÃO sem ficar com a consciência pesada nem se sentir mal. Você não é um super-herói, portanto, não aja como um.
Como diminuir a autocobrança - Diminuir a autocobrança depende de você

Exercícios para diminuir a autocobrança

Para que você possa realmente se cobrar menos, a seguir vamos te dar uma série de exercícios para trabalhar a autocobrança e com os quais poderá relaxar essa parte de si mesmo que te faz trabalhar demais, sem parar nem um minuto para respirar e se divertir.

A seguir te oferecemos uma lista com exercícios muito positivos para fazer em seu dia a dia e com os quais conseguirá voltar a recuperar o rumo de sua vida:

  1. Elimine seu diálogo negativo: é imprescindível que você deixe de repetir mentalmente ideias como "Não sirvo para isso", "Não sou inteligente", etc. Esta voz interior só te atrapalha e não te serve para nada, muito menos para te motivar. Portanto, o exercício que te propomos é que você seja consciente desse diálogo negativo e que, quando o detectar, o elimine e o mude para um mais positivo.
  2. Faça uma lista com seus desejos: muitas vezes a autocobrança faz com que percamos de vista o que realmente queremos e, ao final, estejamos vivendo uma vida cheia de estresse e com pouco espaço para a felicidade. Portanto, te recomendamos que pegue um papel e escreva quais são seus desejos pessoais, seus sonhos. Tente deixar de lado o aspecto profissional e concentre-se, unicamente, no lado pessoal. Assim será mais fácil saber pelo que está lutando e priorizando.
  3. Observe o que aconteceu até aqui: outro dos exercícios que te recomendamos para se cobrar menos é que você pare um momento para pensar em tudo o que conseguiu até agora. Olhe para trás e pense em como você e sua vida eram alguns anos atrás, com este simples exercício conseguirá ser consciente de tudo o que conseguiu e se sentir feliz e satisfeito por isso.
  4. Seja mais positivo: ver a parte positiva da vida é essencial para conseguir se valorizar de uma forma mais otimista e reduzir, assim, o nível de cobrança. Em vez de se concentrar no que deu errado, pense em tudo o que conseguiu; em vez de pensar que o erro é um fracasso, tome-o como uma nova oportunidade de aprendizado. Uma atitude positiva é básica para poder viver melhor e ser mais feliz em seu dia a dia.
  5. Pratique a sinceridade consigo mesmo: muitas vezes, as pessoas são autoexigentes porque possuem um conceito de si mesmo um tanto idealizado e, depois, ao toparem com a realidade dão às costas ao que realmente são. Por este motivo, o último exercício que te propomos é que deixe de se enganar e comece a ser totalmente sincero consigo mesmo. Reconheça seus defeitos, perdoe-se por eles e continue caminhando. É essencial que saiba quais são suas virtudes, mas, também, que conheça quais são suas falhas pois, assim, não se surpreenderá tanto nem te frustrará quando errar ou quando algum de seus efeitos vier à tona.

A autocobrança e a autoestima estão relacionadas

As pessoas que se cobram muito geralmente têm a autoestima baixa e, por isso, seu nível de exigência é mais elevado que o normal porque, conseguindo algumas metas ou conquistas, conseguem se sentir melhor consigo mesmas e reforçar a segurança em si mesmas.

No entanto, este é um círculo vicioso que merece ser destruído. É essencial cultivar uma autoestima alta, isto é, uma avaliação de si mesmo que seja positiva, que seja respeitosa e que, sobretudo, se ame tanto por seus aspectos positivos quanto pelos seus aspectos negativos. Praticar a sinceridade consigo mesmo é básico para poder se aceitar tal e como é, e dessa forma, viver a vida de uma forma natural e simples.

Quando aprendemos a cultivar uma boa autoestima é mais provável que o nível de cobrança baixe, já que, neste ponto, saberemos que não somos super-heróis e que nós importamos mais que nossas metas. Portanto, para poder se cobrar menos, um dos passos mais essenciais é que trabalhemos para melhorar a autoestima e conseguir ficar a vontade e sermos felizes de ser quem somos.

Veja neste outro artigo quais são os sintomas da baixa autoestima e como você pode melhorá-la.

Como diminuir a autocobrança - A autocobrança e a autoestima estão relacionadas

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como diminuir a autocobrança, recomendamos que entre na nossa categoria de Crescimento pessoal e autoajuda.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Como diminuir a autocobrança
1 de 3
Como diminuir a autocobrança

Voltar ao topo da página