Partilhar

Inteligência interpessoal: o que é, exemplos e atividades

 
Por Irene Alabau, Psicóloga. Atualizado: 7 novembro 2019
Inteligência interpessoal: o que é, exemplos e atividades

Atualmente, o conceito de inteligência é mais amplo que antes e não compreende apenas a inteligência acadêmica, orientada aos resultados no âmbito educativo. A capacidade para se relacionar e entender as emoções de outras pessoas de forma adequada e mostrar habilidades sociais é uma das inteligências definidas pelo psicólogo Gardner. Esta inteligência interpessoal está relacionada com a nossa capacidade de nos desenvolvermos na sociedade. Se você quer saber mais sobre esta inteligência, continue lendo nosso artigo de Psicologia-Online: Inteligência interpessoal: o que é, exemplos e atividades para melhorá-la.

O que é a inteligência interpessoal

O que é a inteligência interpessoal? A inteligência interpessoal é um conceito derivado da Teoria das Inteligências Múltiplas de Howard Gardner. Sua teoria envolve uma mudança de paradigma na concepção da inteligência como fator único para um fator formado por diversas capacidades ou inteligências. A inteligência interpessoal, portanto, se trata de um dos oito tipos de inteligências que este psicólogo propõe.

Inteligência interpessoal: definição

A inteligência interpessoal é a inteligência que se relaciona com as interações que estabelecemos e mantemos com outras pessoas. Assim, a definição de inteligência interpessoal é aquela capacidade para descobrir, entender e interpretar os desejos e intenções das outras pessoas, o que permite ter interações sociais eficazes. Esta inteligência permite uma maior adaptação ao ambiente, assim como o desenvolvimento de relações sociais satisfatórias, já que favorece a compreensão das outras pessoas e a comunicação com elas, tendo em conta suas emoções, estado de ânimo, motivações, intenções, etc. Ou seja, tendo em conta suas características pessoais e individuais e a idiossincrasia da pessoa para adaptar e ajustar nosso próprio comportamento e discurso de forma consistente com a outra pessoa.

Inteligência interpessoal: Howard Gardner

A inteligência interpessoal de Howard Gardner está relacionada com as capacidades de inteligência emocional, empatia, manejo das relações intersubjetivas, resolução de conflitos e habilidades de comunicação. Todas estas capacidades estão envolvidas na inteligência interpessoal, já que não basta apenas entender as pessoas, mas também são necessárias as habilidades para agir de acordo.

Quanto aos aspectos biológicos desta inteligência, encontra-se intimamente relacionada com o lóbulo frontal do cérebro de ambos os hemisférios. Esta parte do cérebro controla as chamadas funções executivas das pessoas, isto é, a conduta humana, a atenção e o planejamento. Também está relacionada com o sistema límbico, área muito ligada às emoções.

Inteligência interpessoal: características

A seguir listamos as características da inteligência interpessoal:

  • Pessoas com esta inteligência desenvolvida se interessam no entendimento das razões e motivações humanas que existem por trás dos diferentes comportamentos e reações. São pessoas que apresentam uma alta capacidade de análise e pensamento crítico.
  • Outra característica da inteligência interpessoal é uma boa intuição na área social. A observação e reflexão sobre as relações sociais dá a essas pessoas uma capacidade intuitiva sobre as demais.
  • A comunicação está muito ligada à inteligência interpessoal, por isso que estas pessoas costumam ser boas comunicadoras, com um bom controle do discurso e da linguagem não verbal, conseguindo influenciar outras pessoas de forma eficaz.
  • Também podem ser observadas habilidades de mediação de conflitos. A inteligência interpessoal permite entender da forma mais objetiva possível os diferentes pontos de vista, as motivações e necessidades dos demais, por isso que estas pessoas costumam desempenhar o papel de mediação de forma satisfatória.
  • As pessoas com inteligência interpessoal são capazes de manter relações antigas, já que cuidam muito das relações e dos detalhes, possuem sensibilidade às diferentes necessidades e agem com base nestas, assim como se mostram disponíveis para ajudar caso seja necessário.
  • Estas pessoas também possuem alta capacidade de escuta, por isso gostam de conversar com outras pessoas prestando atenção aos seus pontos de vista e tentando entendê-los. Esta escuta ativa facilita o conhecimento sobre as pessoas e incentiva a agir de forma coerente com elas no futuro.
  • Gostam de projetos colaborativos e sociais, já que se sentem interessados pelos aspectos humanos e da sociedade, assim como pelas diferenças interculturais e individuais das pessoas. Também apresentam facilidade para se relacionar com pessoas de diferentes idades, sendo capazes de ajustar seu comportamento ao interagir com elas.
  • Capacidade para estabelecer novas relações sociais, dada a orientação às pessoas e facilidade para desenvolver vínculos sociais saudáveis e satisfatórios.
  • Estas pessoas se sentem confortáveis na organização e coordenação de equipes de pessoas, além disso, as demais pessoas costumam confiar em sua capacidade.
  • Possuem flexibilidade para adotar papéis diferentes nos grupos, assim como nas situações em que for necessário, já que detectam de forma rápida as necessidades e têm a capacidade para se adaptar a elas.

Inteligencia interpessoal: profissões

Esta inteligência está associada a profissões como psicologia, liderança política e social, ensino, comércio, etc.

Inteligência interpessoal: o que é, exemplos e atividades - Inteligência interpessoal: características

Inteligência interpessoal: exemplos

A seguir mostramos alguns exemplos de inteligência interpessoal:

  • Um exemplo seria uma pessoa que em uma empresa normalmente trabalha em grupo, sempre formado por pessoas diferentes. De acordo com os objetivos de trabalho e os diferentes perfis que compõem a equipe, esta pessoa analisa as necessidades da equipe, os papéis presentes e os papéis necessários, com base nisto adota um ou outro papel, por exemplo de estimulação, de coordenação, de conciliação, etc., a fim de conseguir resultados mais eficazes. As pessoas com inteligência interpessoal nem sempre adotam o papel de líder, como erroneamente se acredita, embora sejam capazes de assumi-lo de forma satisfatória. Estas pessoas se caracterizam mais por sua capacidade de flexibilizar-se em relação à adoção de papéis conforme for mais conveniente.
  • Outro exemplo seria uma pessoa que, apesar de sua amiga não lhe dizer explicitamente que está triste, é capaz de ler suas emoções e agir de acordo com elas. Por isso, neste dia ela estará mais consciente disso, não fará piadas que possam ser pesadas e cuidará dela.

Inteligência interpessoal: personalidades

Alguns exemplos de personalidades célebres que se destacaram por sua inteligência interpessoal seriam Martin Luther King e Concepción Arenal.

  • Martin Luther King foi um ativista pelos direitos civis dos afro-estadunidenses do século XX. Sua capacidade para entender as próprias necessidades e do resto da população afro-americana foi crucial para estender por todo o país a conscientização sobre o movimento de luta pelos direitos civis. Além disso, possuía excelentes capacidades comunicativas, por isso é considerado um dos grandes oradores da história. Estas capacidades o definiram como um líder social que inspirou grandes mudanças na sociedade.
  • Concepción Arenal foi uma escritora espanhola e defensora dos direitos do século XIX. Foi uma grande ativista que se preocupou e lutou pela melhora da situação das pessoas presas, pelos direitos das mulheres na sociedade, pelo direito a condições de trabalho e de vida dignas para a classe trabalhadora, assim como pelo fim da escravidão em colônias espanholas. Seu pensamento e luta foi de grande influência e, atualmente, seu legado continua presente.

Inteligência interpessoal e intrapessoal: diferenças

Ambas inteligências fazem parte da Teoria de Inteligências Múltiplas de Gardner. As duas são de tipo social e se relacionam com as emoções. Contudo, abrangem capacidades e objetivos diferentes. Quais são as diferenças entre a inteligência interpessoal e intrapessoal? A inteligência interpessoal refere-se as capacidades e habilidades sociais para as interações com outras pessoas. Por outro lado, a inteligência intrapessoal se refere as capacidades e habilidades que se possui para relacionar-se consigo mesmo ou mesma. Portanto, a inteligência interpessoal é a capacidade de entender as outras pessoas e agir de forma coerente, enquanto que a inteligência intrapessoal é a capacidade entender e escutar a si próprio, conhecer as próprias fraquezas e forças e agir de acordo com este autoconhecimento. Ambas inteligências são necessárias e importantes para se ter uma vida emocional de qualidade e mais satisfatória.

Inteligência interpessoal: o que é, exemplos e atividades - Inteligência interpessoal e intrapessoal: diferenças

Inteligência interpessoal: atividades para desenvolvê-la

A inteligência interpessoal é de vital importância para a construção e manutenção de vínculos sociais, assim como para se desenvolver de forma competente em sociedade. Por isso, é importante estimular esta inteligência no dia a dia. Como desenvolver a inteligência interpessoal? A seguir te explicamos uma série de atividades para desenvolver a inteligência interpessoal:

  • Escute de forma ativa: é o primeiro passo para conseguir entender melhor as pessoas, escutar não se trata apenas de ouvir a outra pessoa. Trata-se de um exercício de atenção no qual escutamos o que e como a outra pessoa nos diz algo, sem julgar, e criando um espaço de comunicação seguro e de confiança. É importante não interromper, não tentar impor o próprio ponto de vista ou falar pensando em nossa experiência pessoal, "simplesmente" tem que escutar o que a outra pessoa quer nos transmitir.
  • Faça uso da empatia: tente compreender as pessoas quando estiverem te explicando alguma coisa, coloque-se no seu lugar. Isto quer dizer que deve tentar entender seu ponto de vista levando em conta a personalidade da outra pessoa, suas vivências pessoais e sua forma de pensamento, sem envolver suas características pessoais. Faça um esforço para se afastar da sua pessoa e tente se aproximar mais da outra desde sua posição e vivência. Para começar a praticar este exercício você pode fazê-lo com pessoas próximas a você e que conheça bem, o que facilitará o entendimento do seu ponto de vista dado o conhecimento prévio que possui sobre elas.
  • Observe a linguagem não verbal: não preste atenção somente ao que as pessoas te dizem, mas também em como se expressam: o tom de voz, os gestos ou movimentos, a ênfase, etc. A linguagem não verbal pode te ajudar a perceber o estado de ânimo e as emoções da outra pessoa, o que facilita o desenvolvimento de um comportamento que se ajuste ao estado emocional da outra pessoa de forma antecipada.
  • Dê e receba feedback: refere-se a troca de informações sobre diferentes fatos. Esta troca de ideias e opiniões sem sentir nem gerar desconforto na outra pessoa fomenta o entendimento dos acontecimentos e pontos de vista. Por isso é importante pedir regularmente a opinião das pessoas, em vez de considerá-las verdadeiras e se antecipar a elas, assim como ser capaz de expressar a própria opinião de forma saudável.
  • Trabalhe em equipe: as atividades cooperativas são de grande ajuda para desenvolver a inteligência interpessoal. Nelas coloca-se em prática a resolução de conflitos, a empatia, a coordenação e as habilidades sociais. Cooperando se observam os diferentes estilos de trabalho e tenta-se gerar uma dinâmica de grupo adaptável a todas as pessoas que fazem parte deste, de acordo com suas características e seus pontos fortes. Para isso, você pode praticar esportes em equipe ou atividades em grupo.
  • Relacione-se com diferentes pessoas: no desenvolvimento desta inteligência é importante nos relacionarmos com pessoas diferentes, para aprender e conhecer outros pontos de vista e ampliar o nosso próprio. É necessário manter uma atitude flexível e aberta, de interesse pela outra pessoa. É importante manter uma disposição de aprendizagem e valorizar. Embora nem sempre tenha as melhores experiências com outras pessoas, um bom exercício é refletir sobre o que aprendeu com elas.
  • Faça uma atividade voluntária: é importante sair da sua zona de conforto e do seu círculo comum para o desenvolvimento e aprendizagem das capacidades interpessoais. Uma atividade voluntária te permitirá ser consciente e entender outras necessidades diferentes das suas que talvez jamais tenha considerado, assim como colocará a prova suas habilidades de manejo destas situações.
  • Leia, assista filmes: ler livros e assistir filmes são exercícios muito bons para compreender os diferentes pontos de vistas dos personagens, suas necessidades, suas motivações, etc. Podem te ajudar a compreender a existência de outros pontos de vista e ajudar a colocar em prática a empatia com outras pessoas.
  • Faça teatro: praticar teatro é uma excelente forma de entrar completamente na pele de outro personagem, e não só isso, mas também atuar e se comportar baseado nas emoções que sente na ficção, mesmo que não se identifique com elas. Além disso, a prática de teatro é feita com mais pessoas, portanto também ajuda no desenvolvimento das habilidades sociais.

Teoria de inteligências múltiplas de Howard Gardner

Além da inteligência interpessoal, existem 7 outros tipos de inteligência segundo a teoria de inteligências múltiplas de Howard Gardner:

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Inteligência interpessoal: o que é, exemplos e atividades, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia cognitiva.

Bibliografia
  • Castelló, A., & Autet, M. C. (2011). Inteligencia interpersonal: conceptos clave. Revista electrónica interuniversitaria de formación del profesorado, 14(3), 23-35.
  • Gardner, H. (2003). Intelligence in seven steps. New Horizons For Learning, Creating the Future. Report retrieved December, 21, 2005.
  • Silberman, M. L., Silberman, M., & Hansburg, F. (2000). People smart: Developing your interpersonal intelligence. Berrett-Koehler Publishers.

 

Escrever comentário sobre Inteligência interpessoal: o que é, exemplos e atividades

O que lhe pareceu o artigo?

Inteligência interpessoal: o que é, exemplos e atividades
1 de 3
Inteligência interpessoal: o que é, exemplos e atividades

Voltar ao topo da página