menu
Partilhar

Meu marido se droga, o que fazer?

 
Por Alejandro Garcia Mingrone. 13 janeiro 2022
Meu marido se droga, o que fazer?

Nossos companheiros podem nos gerar uma imensa variedade de sensações de acordo com o vínculo que tenhamos. O amor, o medo, a raiva, a decepção, a alegria e o entusiasmo podem estar presentes. É frequente compartilharmos muitos momentos, já que nosso companheiro representa uma parte importante da vida.

No entanto, de repente poderia ocorrer de observarmos alguns comportamentos estranhos e estejamos desorientados por este motivo. As drogas são uma porta de acesso a um mundo perigoso tanto para a vida de quem as consome como das pessoas que pertencem ao entorno. Ter um conhecimento sobre as drogas nos dará ferramentas que nos permitirão ajudar quem sofre com o consumo delas. Quer saber mais sobre isto? Neste artigo de Psicologia-Online te daremos informações se você está se perguntando: meu marido se droga, o que fazer?

Também lhe pode interessar: O que fazer para parar de fumar

Sintomas do uso de drogas

Como saber se meu marido se droga? Existem vários tipos de drogas que possuem efeitos negativos para a saúde de quem as consomem de maneira frequente. Devemos saber que as drogas produzem diferentes efeitos de acordo com as características de cada uma, já que nem todas são iguais. Aqui descreveremos os sintomas mais importantes do consumo de drogas.

Sintomas físicos do consumo de drogas

São aquelas reações corporais que aparecem nas pessoas consumidoras. Destacam-se os olhos vermelhos, aumento da pressão arterial, elevação da frequência cardíaca, boca seca, vômitos, náuseas, tonturas, respiração mais lenta, coordenação ineficiente, pupilas dilatadas, ansiedade, nervosismo, movimentos involuntários, tremores, machucados na boca ou no nariz, entre outros.

Sintomas cognitivos do uso de drogas

São as ideias que uma pessoa que consome substâncias apresenta. Entre os mais relevantes, destacam-se os pensamentos catastróficos sobre ela mesma e sobre o mundo, alucinações, dificuldades de concentração e atenção, problemas de memória.

Sintomas comportamentais de quem consome drogas

São os comportamentos que podem ser observados nos consumidores de drogas. Mencionaremos neste ponto a irritabilidade, mudanças no estado de humor, respiração mais lenta ou mais rápida, desinibição, insônia, euforia, agressividade, prisão de ventre, entre outros.

Cada substância produzirá diferentes efeitos conforme a dose que se consome. É possível que se apareçam um ou vários sintomas dependendo do tipo de droga utilizada.

Causas do consumo de drogas

As causas que determinam o consumo de drogas dependem de vários fatores que devem ser considerados. É importante conhecê-las para poder abordar este problema. Nesta seção descreveremos as mais relevantes:

  • Fatores ambientais: o entorno no qual vivemos pode ser uma influência na hora do consumo de drogas. É possível que haja familiares que se encontram imersos neste problema, fazendo assim com que outras pessoas próximas comecem a consumir substâncias ou problemas que a pessoa esteja enfrentando.
  • Fatores genéticos: a herança genética também desempenha um papel importante quando se estudam as causas do consumo de drogas. Existem certas conexões neuronais que possibilitam uma maior incidência.

Consequências do consumo de drogas

Os comportamentos vinculados ao consumo de drogas têm consequências às quais devemos prestar especial atenção. As mais relevantes são:

  • Deterioramento da saúde física e mental
  • Perda das relações sociais
  • Fracasso na área educativa e profissional
  • Aparição de doenças diversas
  • Isolamento
  • Ansiedade
  • Comportamentos que colocam em perigo a integridade física

Como se sente a companheira de um dependente

Como é conviver com um dependente químico? Além de conhecer as características de uma pessoa que faz uso frequente de substâncias tóxicas como as drogas, também devemos pensar nas pessoas com as quais o dependente tem um vínculo próximo. Neste ponto, a companheira de um dependente apresenta uma série de pautas de grande importância que não se pode descuidar:

  • Sensação de solidão: as companheiras dos dependentes experimentam um forte sentimento de solidão, já que grande parte das decisões que competem ao companheiro, são tomadas por elas de forma unilateral. Isto gera uma grande carga de responsabilidade que é difícil enfrentar.
  • Aparição de sentimentos negativos: é possível que apareça a culpa na companheira do dependente por não poder controlar o consumo de drogas. Como mencionávamos antes, a responsabilidade que sentem diante destas situações gera um enorme peso. Quando o dependente continua consumindo apesar dos esforços da companheira para evitar o contato com as drogas, elas sentem como um fracasso que produz ira, angústia e frustração.

Um dependente pode amar?

É difícil saber se efetivamente uma pessoa que apresenta uma dependência às drogas pode amar, já que dependerá das características que tenha como do vínculo estabelecido com alguma pessoa em particular. É possível que tenha sentimentos relacionados ao amor, mas também existem traços de manipulação que podem fazer parte da relação de casal.

Por este motivo, é indispensável conhecer a pessoa para determinar se sua forma de agir corresponde ao amor ou a um método para conseguir elementos de benefício pessoal, como é o caso das drogas.

O que fazer se meu marido mente para conseguir drogas?

Meu marido se droga, o que fazer? Quando alguém está submerso em dificuldades produzidas pelo consumo de drogas, é possível que apareçam mentiras nos relacionamentos de casal para continuar com esta problemática. Diante disto, sugerimos uma série de passos a se levar em conta nestes momentos:

  • Falar com a família: o entorno familiar faz parte do mundo do dependente e será o lugar no qual se pode obter informação valiosa para tratá-lo.
  • Buscar ajuda: existem variadas formas de tratamento para pessoas com dependência de drogas. As terapias de curta duração trabalham na solução de objetivos, assim pode ser uma ferramenta que permita ao paciente abordar estas situações de outra maneira. Por outro lado, estão as terapias de longa duração como a psicanálise que buscam a origem de um conflito. Isto permite ao paciente entender a causa de seus comportamentos e emoções para poder elaborá-las. Desta forma, este tipo de terapia dá a possibilidade de enfrentar situações através de outro ponto de vista.

Conheça neste outro artigo os efeitos das drogas no sistema nervoso.

Meu marido se droga, o que fazer? - O que fazer se meu marido mente para conseguir drogas?

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Meu marido se droga, o que fazer?, recomendamos que entre na nossa categoria de Dependências.

Bibliografia
  • Becoña Iglesias, E. (2007). Bases psicológicas de la prevención del consumo de drogas. Revista papeles del psicólogo, 28 (1), 11-20.
  • Instituto Nacional sobre el Abuso de Drogas. Las drogas, el cerebro y la conducta: bases científicas de la adicción. Universidad de Salud y Ciencias de Oregon, departamento de Salud y Servicios Humanos de Estados Unidos.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
Meu marido se droga, o que fazer?
1 de 2
Meu marido se droga, o que fazer?

Voltar ao topo da página