Partilhar

Tipos de violência

 
Por Equipe editorial. 27 junho 2020
Tipos de violência

A violência é uma das principais causas de morte entre a população. Todos os anos, milhões de pessoas perdem a vida violentamente e outras muitas acabam feridas e sofrem uma grande diversidade de problemas mentais, físicos, sexuais... Com dados de relatório do ano 2010, realizado pela OMS (Organização Mundial da Saúde), cerca de 5,8 milhões de pessoas morrem todos os anos como resultado de traumatismos (10 % de todas as mortes registradas no mundo). Neste artigo de Psicologia-Online, abordaremos o conceito de violência para compreendê-lo melhor e vamos expor a definição de alguns dos diferentes tipos de violência existentes atualmente.

O que é a violência

A grande variedade de códigos éticos nos diferentes países do mundo faz com que o conceito de violência não tenha uma definição clara. A ideia do que é ou não um comportamento aceito ou um comportamento violento, bem como a ideia do que causa dano, varia de acordo com as diferentes culturas e permanece submetida a uma constante revisão. Deve-se lembrar, portanto, que existem muitas definições diferentes de violência de acordo com quem a pratica e no contexto em que é praticada.

Referindo-nos à dados oficiais, atualmente, a OMS define a violência como:

O uso intencional da força física, ameaças contra si mesmo, outra pessoa, um grupo ou uma comunidade que tem como consequência ou é muito provável que tenha como consequência um traumatismo, danos psicológicos, problemas de desenvolvimento ou a morte.

Por um lado, a definição exclui os atos não intencionados como poderiam ser os acidentes de trânsito ou domésticos (por exemplo, queimaduras) e compreende tanto a violência interpessoal como o comportamento suicida e os conflitos armados, assim como atos além do físico: ameaças e intimidações e danos que não necessariamente derivam em morte. Entrariam também, nesta definição, aqueles atos que, com certas deficiências, comprometem o bem-estar dos indivíduos, famílias e comunidades.

Quais são os tipos de violência?

A violência pode ser classificada seguindo múltiplos critérios. A OMS divide as tipologias de violência conforme se é interpessoal -ou seja, atos cometidos por um indivíduo ou grupo de indivíduos-, suicídio e violência auto infligida e, por último, violência coletiva (membros de um grupo diante de outro grupo ou conjunto de sujeitos).

Outro modelo de classificação seria o realizado por José Sanmartín, que realiza uma taxonomia de acordo com o tipo de ação, com o tipo de dano causado, com o cenário ou contexto em que ocorre, com o tipo de agressor e com o tipo de vítima.

Neste artigo, falaremos dos 15 tipos de violência seguintes, tentando abordar ao máximo possível os diferentes critérios para transmitir uma informação ampla:

Violência de acordo com o tipo de dano causado

  • Violência física
  • Violência psicológica e emocional
  • Violência sexual
  • Violência econômica ou patrimonial

Violência de acordo com o tipo de vítima

  • Violência contra a mulher
  • Violência contra os meninos e meninas
  • Violência contra idosos
  • Violência de gênero
  • Violência devido à orientação sexual
  • Violência contra pessoas com deficiência

Violência de acordo com o ambiente onde ocorre

  • Violência doméstica ou intrafamiliar
  • Violência nas comunidades, nas ruas e nos espaços públicos
  • Violência na escola
  • Violência no trabalho
  • Violência através dos meios de comunicação e do ciberespaço

Tipos de violência de acordo com o dano causado

Essas tipologias aparecem intimamente relacionadas com a violência intrafamiliar, a violência contra a mulher e de gênero ou no relacionamento.

1. Violência física

De acordo com a Lei Contra a Violência Intrafamiliar: "Ações, comportamentos e omissões que ameaçam ou prejudicam a integridade física de uma pessoa."

2. Violência psicológica e emocional

Segundo a mesma Lei: "Qualquer ação ou omissão direta ou indireta, cujo propósito seja controlar ou degradar as ações, comportamentos, crenças e decisões de outras pessoas por meio de intimidação, manipulação, ameaça direta ou indireta, humilhação, isolamento ou qualquer comportamento ou omissão que produza um dano na saúde psicológica, na autodeterminação, no desenvolvimento integral e nas possibilidades pessoais".

3. Violência sexual

De acordo com a OMS: "Todo ato sexual, a tentativa de consumar um ato sexual, os comentários ou insinuações sexuais não desejados, ou as ações para comercializar ou utilizar de qualquer outro modo a sexualidade de uma pessoa através de coação por outra pessoa, independentemente da relação desta com a vítima, em qualquer ambiente, inclusive em casa e no local de trabalho."

4. Violência econômica ou patrimonial

Este tipo de violência é definido de acordo com diferentes áreas:

  • No âmbito familiar: "ação ou omissão de quem afeta ou impede a atenção adequada das necessidades da família ou alguma das pessoas à que se refere a presente lei; danifica, perde, subtrai, destrói, retém, distrai ou se apropria de objetos, instrumentos ou bens."
  • No âmbito nacional: "compreende os ataques por parte de grupos maiores motivados pelo desejo de lucro econômico, tais como os realizados com a finalidade de interromper as atividades econômicas, negar o acesso a serviços essenciais ou criar divisão econômica e fragmentação”.
  • Na violência contra a mulher, de acordo com a LEIV: “as ações, omissões ou comportamentos afetam a livre disposição do patrimônio da mulher; incluindo os danos aos bens comuns ou próprios por meio da transformação, subtração, destruição, distração, dano, perda, limitação, retenção de objetos, documentos pessoais, bens, valores e direitos patrimoniais. Consequentemente, os atos de revolta, simulação de alienação dos bens móveis ou imóveis; qualquer que seja o regime patrimonial do matrimônio, inclusive o da união não matrimonial”.

Tipos de violência de acordo com a vítima

5. Violência contra a mulher

De acordo com a ONU: todo ato de violência baseado no pertencer ao sexo feminino que tenha ou possa resultar em dano ou sofrimento físico, sexual ou psicológico para a mulher, bem como as ameaças de tais atos, a coação ou a privação arbitrária da liberdade, sejam elas produzidas na vida pública como na vida privada”.

6. Violência infantil

De acordo com a Lei de Proteção à Criança e ao Adolescente: “as meninas, meninos e adolescentes têm direito de ter sua integridade pessoal respeitada, a qual compreende a integridade física, psicológica, cultural, moral, emocional e sexual. Consequentemente, não poderiam ser submetidos à nenhuma modalidade de violência, tais como o abuso, exploração, maus tratos, tortura, penas ou tratamentos inumanos, cruéis e degradantes." Saiba mais sobre a violência infantil nesse artigo.

7. Violência contra as pessoas idosas

Segundo a OMS: “realizar um ato único ou repetido ou deixar de tomar determinadas medidas necessárias, no contexto de qualquer relacionamento em que existem expectativas de confiança, e que provocam dano ou angústia a uma pessoa idosa”.

8. Violência de gênero

De acordo com a Lei espanhola de Medidas de Proteção Integral contra a Violência de Gênero, aprovada em 2004, define este tipo de violência como aquela que "como manifestação da discriminação, a situação de desigualdade e as relações de poder dos homens é exercida sobre as mulheres por parte daqueles que são ou foram seus cônjuges ou de quem está ou estava ligado à elas por relações similares de afetividade, mesmo sem convivência".

Aqui, você encontrará mais informações sobre os Tipos de violência de gênero, definição e suas características.

9. Violência devido a orientação sexual

De acordo com Médicos do Mundo, este tipo de violência pode ter diferentes expressões, “desde a discriminação para exercício de seus direitos, como a negação do emprego e ou de oportunidades educativas, assédio, interferência em sua privacidade, agressões sexuais, até torturas, maus tratos e assassinatos por motivos de ódio. Tudo isso é frequentemente agravado pela experiência de outras formas de violência, ódio, discriminação e exclusão, como aquelas baseadas na raça, idade, religião, deficiência ou condição econômica, social ou de outra índole”.

10. Violência contra pessoas com deficiência

“Toda distinção, exclusão ou restrição baseada em uma deficiência, antecedente de deficiência, consequência de deficiência anterior ou percepção de uma deficiência presente ou passada, que tenha o efeito ou propósito de impedir ou anular o reconhecimento, gozo ou exercício por parte das pessoas com deficiência, de seus direitos humanos e liberdades fundamentais."

Violência de acordo com o ambiente onde ocorre

11. Violência doméstica ou intrafamiliar

Qualquer ação ou omissão, direta ou indireta que cause danos, sofrimento físico, sexual, psicológico ou morte às pessoas integrantes de uma família e as formas em que se manifesta podem ser violência psicológica, física, sexual e patrimonial. Nos seguintes artigos, falamos mais detalhadamente sobre a violência doméstica e a violência intrafamiliar.

12. Violência nas comunidades, nas ruas e nos espaços públicos

Este tipo de violência inclui desde delitos de rua, assaltos, violência nas estradas, gangues, homicídio, estupros... Todo delito que ocorre nas vias públicas.

13. Violência na escola

Existem dois tipos:

  • A violência no interior da escola, como diversas formas de abuso e discriminação entre alunos.
  • Aquela que é apresentada desde a escola para os jovens, como a produzida pela imposição de modelos de disciplina que violam os direitos humanos.

14. Violência no trabalho

Violência no trabalho ou assédio no local de trabalho é “toda forma de agressão sistemática e repetida – abuso psicológico habitual– de uma ou várias pessoas contra outra pessoa, inclusive contra outras, no meio de trabalho, constituída por uma sequência de ações hostis, degradantes ou intimidatórias, dirigidas especificamente a - ou que tem como resultado - romper suas redes de comunicação no meio ambiente, isolando-o de seu ambiente para reforçar sua posição de domínio, jurídico e social, e independente da lesão específica alcançada em relação à sua saúde física ou psíquica”. Este tipo de violência também é considerado como violência contra a mulher.

15. Violência através dos meios de comunicação e do ciberespaço

Intimamente vinculada à violência simbólica. Dentro deste tipo de violência inclui a difusão de imagens que instigam a violência como as práticas do ciberespaço conhecidas como sexting (difusão ou publicação de conteúdo sexual produzido pelo remetente), grooming (adultos que ganham a confiança de crianças com fins de satisfação sexual) ciberbullying (assédio de um menor por outro menor por meio de insultos etc... utilizando a tecnologia) e extorsão (chantagem por meio de conteúdo sexual, sejam vídeos ou imagens da vítima).

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Tipos de violência, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia legal.

Bibliografia
  • Iborra, I. & Sanmartín, J. (2011). ¿Cómo clasificar la violencia? Taxonomía según Sanmartín. Criminología y Justicia(1), pp. 22-31.
  • Organización Mundial de la Salud.(2020).Organización Mundial de la Salud. Disponível em: https://www.who.int/topics/violence/es/
  • Organización Mundial de la Salud. (2003). Informe Mundial sobre la Violencia y la Salud. Disponível em:: https://www.who.int/violence_injury_prevention/violence/world_report/en/abstract_es.pdf
  • Rivera, A.M.(2017).Módulo II. Tipología de la violencia. Disponível em:: http://www.repo.funde.org/1245/1/2-Tipo-Viol.pdf

Escrever comentário sobre Tipos de violência

O que lhe pareceu o artigo?

Tipos de violência
Tipos de violência

Voltar ao topo da página