Psicologia cognitiva

Ansiedade no trabalho: como lidar com ela

Ansiedade no trabalho: como lidar com ela

Como lidar com a ansiedade no trabalho? A ansiedade laboral é doença? Essas são dúvidas comuns para aqueles que trabalham demais. E, sim, ansiedade em excesso, seja em qual contexto for, é doença. Ela pode inclusive abrir portas para outros problemas ainda mais sérios. A partir de agora, você vai entender a diferença entre a ansiedade natural e a patológica.

Além disso, irá compreender como amenizá-la com 3 métodos eficazes. Quer saber como? Neste artigo de Psicologia-Online, te daremos informações sobre a ansiedade no trabalho e como lidar com ela.

Também lhe pode interessar: TDAH na escola: como lidar com ele
Índice
  1. Crise de ansiedade no trabalho
  2. Cuidados para evitar a ansiedade no trabalho
  3. Como controlar a ansiedade no trabalho
  4. Substituição de pensamentos para lidar com a ansiedade no trabalho
  5. Exercício de descatastrofização dos pensamentos

Crise de ansiedade no trabalho

A ansiedade no trabalho ocorre quando acreditamos que as coisas deveriam ser de determinada forma e quando algo sai desse "molde" nos deixa em estados de estresse e alerta. Além disso, a ansiedade é retroalimentada pelos pensamentos repetitivos do que se deseja fazer ou ter.

Segundo a especialista e psiquiatra Ana Beatriz Barbosa Silva em seu livro Mentes Ansiosas[1], a ansiedade está ligada ao que nós reconhecemos como adequado e produtivo para alcançar o sucesso.

E quanto à crise de ansiedade no trabalho?

A crise de ansiedade acontece quando chegamos a níveis elevadíssimos de estresse acompanhados de sintomas físicos intensos, muitas vezes está ligado à choques emocionais.

Para algumas pessoas a crise de ansiedade pode estar vinculada a dores de cabeça, enjoos e outros sintomas físicos enquanto para outras ao isolamento social, sintomas depressivos momentâneos, medo irracional de falar, entre outros vinculados ao emocional/comportamental.

Sabendo disso, podemos entender melhor porque ficamos ansiosos no trabalho e porque temos crises de ansiedade nesse ambiente: queremos um objetivo e nem sempre as coisas ocorrem como esperado e, quando passamos por isso diversas vezes, nosso nível de ansiedade sobe de maneira exagerada causando sintomas físicos/comportamentais/emocionais.

Para evitar chegar neste nível de ansiedade no ambiente de trabalho, você tomar os seguintes cuidados.

Cuidados para evitar a ansiedade no trabalho

A ansiedade afeta nossos funcionamentos em todas as áreas de nossas vidas. No trabalho a ansiedade afeta nossos resultados, nossa paciência, capacidade de lidar com outras pessoas, entre outras coisas.

Alguns dos principais cuidados que devemos ter para evitar esse desconforto são:

  • Regulação do sono
  • Pausas no meio da jornada
  • Treinamento de habilidades para lidar com os pensamentos catastróficos

Regulação do sono e a ansiedade no trabalho

Dormir pouco ou em excesso causa dificuldades cognitivas, físicas e emocionais ao longo do dia.

Com esses problemas ficamos mais facilmente estressados, eufóricos, tristes ou ansiosos. Sabendo da necessidade de dormirmos bem, é necessário que cuidemos da nossa higiene do sono.

E, na verdade, muitas vezes isso não tem a ver apenas com a energia gasta, mas também com o fato de que você não restaurou essa energia na noite anterior, podendo fazer com que o cansaço acumulado leve a um quadro de ansiedade e depressão.

Pausas na jornada de trabalho

A maioria das pessoas trabalha 8 horas por dia e 5 dias por semana e, quando estão no ambiente de trabalho, não fazem eventuais pausas e isso aumenta muito o esgotamento físico e mental, podendo fazer com que experimentem processos de aprosexia.

Não valorizamos as pausas no trabalho como elas merecem – nosso cérebro possui dificuldade em manter a atenção concentrada por muito tempo. Por isso a importância das pausas para evitar o cansaço mental.

Uma das maneiras de praticar a pausa para evitar a ansiedade no ambiente de trabalho é utilizar o método Pomodoro: 30 minutos de foco na atividade para 5 minutos de descanso.

Ah, e nesses minutos de descanso, evite ficar no celular, ok? Geralmente não conseguimos ficar apenas 5 minutos nele, além do que não resolverá a questão do descanso das telas. Então, busque beber uma água, ir ao banheiro ou até mesmo andar pelo ambiente de trabalho para esticar as pernas.

Evitando noites mais dormidas e dando pausas entre os projetos no trabalho você conseguirá diminuir seu nível de estresse além de ajudar a evitar crises de ansiedade, síndrome de Burnout e exaustão.

Como controlar a ansiedade no trabalho

Aaron T. Beck é um dos nomes mais conhecidos dentro da terapia cognitivo-comportamental, segundo ele, a ansiedade diminui naturalmente se não dermos atenção a ela[2], ou seja, se não dermos atenção aos pensamentos catastróficos no trabalho, a ansiedade irá reduzir consideravelmente.

Contudo, o que mantêm a ansiedade é a forma que lidamos com ela. Com isso, devemos ter noção de que a maioria das pessoas não conhece a forma mais sensata de lidar com essa sensação.

Muitas vezes a ansiedade vem com pensamentos catastróficos, por exemplo, medo de apresentar um projeto: uma pessoa que possui esse problema tem pensamentos como “eu vou gaguejar e todos vão rir de mim” ou então “eu vou falar besteira”, entre outros.

Na maioria das vezes acreditamos fielmente que são pensamentos reais mesmo quando eles não são. É crucial que vejamos nossa ansiedade com aceitação. Após aceitarmos nossa dificuldade, podemos começar a fazer algumas mudanças e vamos te ensinar como.

Substituição de pensamentos para lidar com a ansiedade no trabalho

A ansiedade patológica acontece quando ficamos preocupados demais com esses pensamentos exagerados. O problema começa quando reagimos de maneira equivocada a esse estresse e são essas reações inadequadas que nos adoecem.

Os pensamentos ansiosos geralmente se parecem com:

  • "Sou ruim nisso e nunca conseguirei fazer"
  • "Nunca conseguirei aquela promoção"
  • "Eu não sei o que estou fazendo"
  • "Os outros são muito melhores do que eu"
  • "Nunca conseguirei me destacar"

Como substituir esses pensamentos para lidar melhor com a ansiedade no trabalho? Pensamentos mais flexíveis, baseados na realidade, em conjunto com compreensão, diminuirão consideravelmente a sua ansiedade. Então experimente substituí-los por:

  • "Se eu buscar fazer um bom trabalho e continuar me aperfeiçoando, tenho chances maiores de conseguir a promoção"
  • "Caso eu não consiga fazer alguma tarefa, pedirei ajuda a alguém que já tenha experiência"
  • "Estou começando agora, é natural não saber direito o que fazer - com o tempo, pego o jeito"
  • "Eu me esforcei para chegar aqui, com um pouco mais de esforço e trabalho posso me destacar"

Exercício de descatastrofização dos pensamentos

Para evitar pensamentos catastróficos, quando sentir ansiedade no trabalho, faça as seguintes perguntas:

  • "Qual a pior coisa que pode acontecer nessa situação?"
  • "E se o pior acontecer, o que eu faria?"
  • "Eu iria sobreviver a isso?"
  • "Algo muito ruim ja me aconteceu antes em situações parecidas?"
  • "Afinal, por que tal acontecimento é tão terrível assim?"

Por fim, se pergunte “Tem alguma coisa que eu possa fazer para que isso me cause menos ansiedade?”

E aí, conseguimos te ajudar a diminuir sua ansiedade no trabalho?

Se tiver ficado com alguma dúvida, não hesite em nos perguntar e se tiver algum comentário, pode deixar abaixo. Se quiser ajudar alguém com essa dificuldade, não se esqueça de compartilhar o conteúdo.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Ansiedade no trabalho: como lidar com ela, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia cognitiva.

Referências
  1. BARBOSA, Ana Beatriz. Mentes ansiosas: o medo e a ansiedade nossos de cada dia [colaboração Lya Ximenez]. - 1. ed. - São Paulo : Principium, 2017.
  2. T. BECK, Aaron e CLARK A., David. Vencendo a ansiedade e a preocupação com a terapia cognitivo-comportamental: manual do paciente. Tradução: Daniel Bueno; revisão técnica: Elisabeth Meyer. – Porto Alegre: Artmed, 2014;
Bibliografia
  • Mentes ansiosas: o medo e a ansiedade nossos de cada dia / Ana Beatriz Barbosa Silva; [colaboração Lya Ximenez]. - 1. ed. - São Paulo : Principium, 2017.
Escrever comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 comentário
A sua avaliação:
Chaiane pinheiro da Silva
Estou com um sério problema, não consigo ter diálogo com ninguém, Isso só faz as pessoas se afastar de mim a cada dia, como cuidar desse caso?
Equipe editorial (Editor/a de Psicologia-Online)
Olá Chaiane, nosso artigo sobre: Por que não quero falar com ninguém pode te ajudar: https://br.psicologia-online.com/por-que-nao-quero-falar-com-ninguem-411.html. Além disso, você já pensou em procurar um/a psicólogo/a para falar sobre o assunto? Um profissional pode te ajudar a entender os seus sentimentos e lidar com eles para que você viva uma vida mais plena e melhor. Um abraço da equipe editorial de Psicologia-Online.
Ansiedade no trabalho: como lidar com ela