menu
Partilhar

Como lidar com uma criança autista

 
Por Marissa Glover, Psicóloga. 24 janeiro 2020
Como lidar com uma criança autista

O transtorno do espectro autista é uma deficiência no desenvolvimento da criança, na qual suas habilidades sociais, comunicacionais e comportamentais são significativamente afetadas. As habilidades intelectuais de cada criança com esse tipo de transtorno podem variar, pois podemos encontrar casos que variam desde a deficiência intelectual, capacidades intelectuais de médio alcance, assim como também superiores. Portanto, algumas crianças necessitarão de mais ajuda que outras no seu dia a dia. Como lidar com uma criança autista? O propósito desse artigo de Psicologia-Online será fornecer uma série de dicas que te ajudarão a saber como ajudar uma criança autista desde o ambiente familiar e escolar.

Também lhe pode interessar: Como superar um trauma de infância

Como lidar com uma criança autista em casa

Saber como tratar uma criança com transtorno do espectro autista em casa e, acima de tudo, colocá-lo em prática, pode não ser sempre uma tarefa simples. Lembre-se que cada situação é diferente e, às vezes, o que funciona para um não terá o mesmo efeito no outro, por isso é importante que a família conheça muito bem a criança e identifique quais são as áreas que são mais afetadas, bem como seu grau de desenvolvimento.

A seguir, será detalhada uma série de dicas que podem ser muito úteis para ajudar uma criança com autismo em casa:

  • Mantenha-se totalmente informado sobre esse transtorno. É recomendável consultar um profissional, consultar artigos, entre outras coisas, onde você se mantenha ciente sobre esse transtorno.
  • Não tente ser o pai/mãe perfeito/a nem finja agir de maneira correta com seu filho o tempo todo, porque é impossível. Lembre-se que quanto mais você se exige e fica obcecado em fazer o bem, você pode acabar fazendo o contrário. Tente fazer as coisas da melhor maneira possível, mas também permita-se cometer erros.
  • Não diga ao seu filho o tempo todo o que ele não deve fazer. Melhor reforçar os comportamentos desejados quando ocorrem e motivá-lo a continuar realizando-os sempre que puder.
  • Verifique se o seu filho(a) está em um bom ambiente escolar e familiar adequado.
  • Identifique a melhor maneira de se comunicar com seu filho e melhore a comunicação com ele. É importante conhecer sua forma de se expressar, porque as crianças autistas têm uma maneira particular de demonstrar o que sentem. A partir daí, você pode estabelecer novas formas de comunicação adaptadas a seu estilo em particular.
  • Quando for necessário mudar sua rotina diária, tente fazê-lo da maneira mais progressiva possível, pois as crianças com essa condição sentem muita ansiedade diante das mudanças, mesmo que sejam pequenas.
  • Nunca compare seu filho(a) com as outras crianças. Lembre-se que seu desenvolvimento pode ser mais lento que o dos outros e que as mudanças que você está experimentando também são diferentes.
  • Quando você se comunicar com ele, envie mensagens claras suficientemente. Lembre-se que a criança não vai entender coisas que você pode estar dando como certo. Por exemplo, se você quer que ele recolha seus brinquedos e você diz apenas: “você sempre deixa seus brinquedos jogados”, a criança não vai entender que você quer dizer-lhe também que quer que ele os recolha. Portanto, a mensagem deverá ser a seguinte: “você pode recolher seus brinquedos, por favor? Sempre que você termina de brincar, tem que fazê-lo”.
  • Faça um esforço para compreender a lógica de suas ações. Embora suas ações lhe pareçam estranhas, você deve fazer um esforço para se colocar em seu lugar e descobrir as razões das mesmas.

Como lidar com uma criança autista na escola

É necessário que os professores aprendam como tratar às crianças com autismo, já que provavelmente em algum momento terão de lidar com uma e não saber como entendê-la ou tratá-la pode trazer consequências à criança.

Algumas das dicas para saber como ajudar uma criança com autismo na escola são:

  • Promova que a criança tenha mais contato com seus colegas. Isso pode ser feito através de jogos organizados e tarefas em grupo. É importante que o respeito entre cada um seja promovido previamente.
  • O ambiente educacional deve estar muito bem organizado e estruturado, assim como também devem ser evitadas mudanças bruscas.
  • Para cumprir com mais facilidade os horários e as normas estabelecidas nas aulas, é necessário o uso de recursos visuais. Por exemplo, você pode fazer cartões ou placas com as normas, utilizar cronômetros para respeitar os horários adequadamente, etc.
  • Prestar muita atenção aos pontos fortes e fracos da criança. Isso será de grande utilidade para poder aproveitar esses pontos fortes para motivá-lo a estudar e/ou a concluir tarefas.
  • Adapta o ambiente escolar para facilitar o aprendizado da criança autista. Por exemplo, você pode verificar se a localização da sua mesa é a que melhor se adapta às suas necessidades, quanto barulho há nessa área e se é apropriado para a criança, se tem boa luz no lugar, entre outras coisas.
  • Receba apoio de profissionais da área para poder oferecer uma melhor educação às crianças com esse tipo de condição.
  • Reforçar positivamente os comportamentos da criança autista, no caso se forem positivas.
  • Trate o aluno(a) com respeito e dê todo o apoio possível para que ele possa se adaptar da melhor maneira ao ambiente escolar (com seus colegas e na realização de suas tarefas)
  • Pratique e reforce os comportamentos sociais apropriados através dos jogos de papéis em que a criança pode observar e participar constantemente nos comportamentos sociais aceitos.
  • Promova o uso de mapas e imagens que descrevem os conceitos que devem ser aprendidos de maneira compreensível. Lembre-se que as crianças com espectro autista aprendem melhor através do conteúdo visual.
Como lidar com uma criança autista - Como lidar com uma criança autista na escola

Consulte um profissional

É aconselhável que os pais que têm problemas com a educação do seu filho(a), sintam que a maneira como se comportam com eles não é a mais adequada e que têm problemas para controlá-los, peçam ajuda de um profissional. O profissional será responsável por avaliar a situação particular da criança e, dependendo dela, determinará quais são as diretrizes mais adequadas que devem ser seguidas para saber como ajudar uma criança autista e não ser prejudicada por suas ações. Lembre-se de que não pode generalizar e que muitas vezes as dicas que funcionam bem com alguns, não funcionam da mesma forma com os outros.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como lidar com uma criança autista, recomendamos que entre na nossa categoria de Transtornos emocionais e de comportamento.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
Como lidar com uma criança autista
1 de 2
Como lidar com uma criança autista

Voltar ao topo da página