menu
Partilhar

Como ser eu mesmo

 
Por Sara Sanchis, Psicóloga especializada em Crescimento Pessoal. 5 janeiro 2024
Como ser eu mesmo

Em um mundo no qual as expectativas e as influências externas podem desbotar nossa identidade, surge a imperativa pergunta: o que significa verdadeiramente ser verdadeiro consigo mesmo? Neste artigo de Psicologia-Online, mergulhamos na essência da autenticidade e discutimos o significado de ser autêntico e por que é importante sê-lo.

Desde a autoaceitação até as relações interpessoais, desvendamos os detalhes da autenticidade e desafiamos as convenções que frequentemente nos impedem de ser fiéis a nós mesmos. Prepare-se para descobrir a essência de "como ser eu mesmo"!

Também lhe pode interessar: Como conhecer a si mesmo

O que significa ser eu mesmo

"Ser eu mesmo" refere-se à ideia de ser autêntico e genuíno, viver de acordo com seus valores, crenças e desejos pessoais em vez de tentar se conformar com as expectativas dos outros ou da sociedade. Isso implica aceitar e abraçar sua identidade única, incluindo suas forças e fraquezas, e não tentar ser alguém que você não é para agradar aos outros.

Assim, "ser eu mesmo" é um processo vital de melhoria contínua que envolve enfrentar e superar os obstáculos internos criados ao longo da vida. A dificuldade dessa batalha depende das experiências passadas e da aceitação de feridas emocionais.

O verdadeiro objetivo deser você mesmo não está apenas em alcançar conquistas pessoais, mas em dedicar suas próprias habilidades ao serviço dos outros para melhorar o mundo. As pessoas que conseguem se manifestar como a melhor versão de si mesmas agem com sabedoria, tranquilidade, sobriedade, respeito por si mesmas e, acima de tudo, com empatia e misericórdia pelos outros.

No final das contas, ser você mesmo implica autenticidade e sinceridade em todas as áreas da vida, desde relacionamentos pessoais até a carreira profissional. Significa conhecer a si mesmo, compreender o que te faz feliz e o que é importante para você, e viver de acordo com esses princípios. Ser autêntico/a permite nos conduzir em direção à manifestação pura e perfeita das melhores virtudes humanas, como paz, alegria, serviço, humildade e fraternidade.

Por que é importante ser eu mesmo

"Ser eu mesmo" é essencial para experimentar uma vida autêntica e significativa. Em primeiro lugar, a autenticidade promove um sentido de coerência interna. Quando agimos de acordo com nossos valores e crenças fundamentais, mantemos uma congruência entre o que pensamos, dizemos e fazemos. Essa coerência interna não apenas fortalece nossa identidade, mas também contribui para um maior bem-estar psicológico e para nos tornarmos uma versão aprimorada de nós mesmos.

Além disso, ser você mesmo promove relações mais genuínas e profundas com os outros. Quando nos mostramos como realmente somos, permitimos que outros nos conheçam autenticamente. Isso cria conexões mais sólidas baseadas na compreensão mútua e na aceitação. Por outro lado, tentar ser alguém que não somos pode levar a relacionamentos superficiais e à sensação de estar desconectado dos outros.

Na realidade, "ser eu mesmo" é um objetivo inerente a todo ser humano. Fazemos isso na maior parte das vezes de maneira inconsciente e como parte do impulso intrínseco à vida. Tomar consciência desse fato é de vital importância para dar sentido à nossa existência na Terra e como parte essencial para melhorar nosso mundo. A direção dos nossos próximos passos será muito melhor definida, facilitando nossa orientação para o futuro.

Como ser eu mesmo - Por que é importante ser eu mesmo

Como ser eu mesmo

"Ser eu mesmo" é um processo contínuo de autoexploração, autoaceitação e autenticidade. A seguir, fornecemos algumas recomendações para que você esteja mais em sintonia com o seu verdadeiro eu. Confira:

  • Conheça a si mesmo: se quiser ser você mesmo, reserve um tempo para refletir sobre seus valores, crenças e paixões. Compreender quem você é em um nível mais profundo ajudará a alinhar-se com seus desejos e aspirações autênticos;
  • Aceite suas imperfeições: ninguém é perfeito. A autoaceitação permite que você se liberte da pressão de ser impecável e cresça por meio das experiências;
  • Estabeleça limites saudáveis: aprenda a dizer não quando necessário e estabeleça limites claros em seus relacionamentos. Ser fiel a si mesmo implica priorizar suas necessidades e garantir que suas relações sejam recíprocas e respeitosas;
  • Ouça sua intuição: preste atenção à sua voz interior e confie em sua intuição. Às vezes, nossa intuição pode nos orientar para decisões mais alinhadas com nossa verdadeira identidade;
  • Encontre sua voz: seja você mesmo e expresse suas opiniões e sentimentos de maneira honesta e respeitosa. Encontrar sua voz permitirá que você se comunique e fortaleça suas relações e ambiente;
  • Abra-se para suas paixões: dedique tempo às atividades que te apaixonam. Fazer o que você ama te conecta com sua verdadeira essência e permite que você experimente a vida de maneira mais autêntica;
  • Cerque-se de pessoas autênticas: busque conexões com aqueles que te aceitam como você é e te apoiam em sua jornada em direção ao seu verdadeiro eu. Relações autênticas promovem um ambiente onde você pode ser você mesmo sem julgamentos;
  • Aprenda com as experiências: considere cada experiência, tanto positiva quanto negativa, como uma oportunidade de aprendizado. O crescimento pessoal ocorre quando enfrentamos desafios sendo nós mesmos;
  • Viva no presente: pratique a atenção plena e viva no momento presente. Preocupar-se demais com o passado ou o futuro pode interferir na sua capacidade de ser autêntico/a no presente.

Ser você mesmo é um processo longo, desafiador e difícil, que, no entanto, é possível atravessar e consolidar se cultivarmos infinita paciência, tanto com os outros quanto conosco, e nos cercarmos de pessoas positivas que nos impulsionem. Assim, poderemos contribuir com tudo o que temos de bom para o mundo.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como ser eu mesmo, recomendamos que entre na nossa categoria de Crescimento pessoal e autoajuda.

Bibliografia
  • Neff, K. (2016). Sé amable contigo mismo: el arte de la compasión con uno mismo. Editorial Paidós.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?
Como ser eu mesmo
1 de 2
Como ser eu mesmo

Voltar ao topo da página