Psicologia clínica

Disônia: o que é, sintomas e tratamento

 
Equipe editorial
Por Equipe editorial. 27 dezembro 2021
Disônia: o que é, sintomas e tratamento

A disônia ou transtorno do sono é um problema mais comum a cada dia e que pode surgir por diversas causas relacionadas com o estilo de vida adotado por cada pessoa. Dormir é uma necessidade vital, portanto, a falta ou alteração do sono implica um deterioramento de certos setores da vida das pessoas.

Neste artigo de Psicologia-Online, vamos te dar as chaves para identificar se você sofre de algum tipo de problema de sono, assim como te oferecer algumas pautas para seu tratamento. A seguir, veremos o que é disônia, sintomas e tratamento.

Também lhe pode interessar: O que é acatisia, sintomas e tratamento
Índice
  1. O que é disônia
  2. Sintomas da disônia
  3. Causas da disônia
  4. Tratamento da disônia

O que é disônia

O termo disônia é utilizado para englobar os problemas de sono associados à quantidade de horas de sono, à quantidade das mesmas e/ou ao horário. A disônia inclui diferentes transtornos relacionados com o sono, como: insônia primária, a hipersonia primária, a narcolepsia, o transtorno do sono vinculado à respiração, o transtorno do ritmo circadiano e a disônia não especificada.

  • A insônia primária faz referência à impossibilidade de ter um sono reparado devido à dificuldade para iniciar ou manter o sono. Portanto, a diferença entre insônia e disônia é que a insônia é um tipo de disônia ou transtornos do sono. Neste artigo, você pode ver os tipos de insônia e tratamentos.
  • A hipersonia primária se caracteriza por uma necessidade exagerada por dormir, provocando períodos de sono prolongado de maneira diária. Neste artigo, também falamos da hipersonia.
  • A narcolepsia supõe um desejo súbito de dormir que leva a pessoa a experimentar períodos de sono mais profundo, mas de curta duração. Este transtorno pode ser acompanhado de alucinações, alterações auditivas e/ou visuais e perda do tônus muscular.
  • O transtorno de sono vinculado à respiração é considerado um problema de sonolência ou insônia devido a dificuldades na ventilação durante o sono.
  • O transtorno do ritmo circadiano surge de uma coordenação inadequada entre as exigências do exterior e o sistema circadiano endógeno, produzindo uma alteração do ritmo sono-vigília.
  • A disônia não especificada é utilizada para designar os transtornos de sono que não apresentam as características clínicas dos transtornos definidos anteriormente.
Disônia: o que é, sintomas e tratamento - O que é disônia

Sintomas da disônia

Os principais sintomas da disônia são:

  • Sonolência ou necessidade exagerada de dormir
  • Dificuldade para conciliar ou manter o sono
  • Desejo implacável por dormir
  • Sono em situações inadequadas
  • Alterações da respiração durante o sono
  • Movimentos involuntários na hora de conciliar o sono
  • Irregularidades do sono
  • Modificações do ritmo sono-vigília
  • Incômodo pela impossibilidade de conciliar o sono

Estes sintomas podem chegar a desencadear sintomas complementares como o aumento da pressão ou ansiedade diante da impossibilidade de dormir, a automedicação para poder conciliar o sono, o aumento da irritabilidade durante o dia, a diminuição da concentração e/ou a falta de energia para desenvolver as tarefas diárias.

Causas da disônia

As causas da disônia podem ser classificadas em dois grupos:

Causas psicológicas

Dentro das causas psicológicas se encontram os desequilíbrios ou alterações emocionais, o estilo de pensamentos, a ruminação, o estresse e/ou a intensidade emocional.

Causas ambientais

Entre as causas ambientais, cabe destacar um ritmo de vida acelerado, uma má alimentação, os hábitos prejudiciais, o uso intenso de telas e/ou a falta de rotinas e horários.

Disônia: o que é, sintomas e tratamento - Causas da disônia

Tratamento da disônia

O tratamento mais adequado para tratar a disônia geralmente é de caráter psicológico e/ou comportamental devido à tipologia das causas que geram tal transtorno de sono. As técnicas mais efetivas a serem utilizadas neste tipo de tratamento são o condicionamento clássico, a reestruturação cognitiva, o relaxamento progressivo, a higiene do sono, a restrição do sono e a intenção paradoxal.

  • O condicionamento clássico consiste em associar o deitar-se na cama com o sono, com a finalidade de facilitar a conciliação do mesmo.
  • A técnica de reestruturação cognitiva se baseia em modificar as crenças ou pensamentos disfuncionais associados com o sono.
  • O relaxamento progressivo, especificamente o relaxamento muscular progressivo de Jacobson, se caracteriza pelo desenvolvimento de uma respiração focada que permite o relaxamento dos músculos. Este relaxamento facilita a indução e, portanto, a conciliação do sono.
  • A higiene do sono é uma técnica muito utilizada neste tipo de problemáticas já que permite adquirir hábitos e rotinas mais saudáveis que repercutirão positivamente na hora de dormir.
  • A restrição do sono consiste em um primeiro momento reduzir as horas de sono que estão na cama para poder ir adequando a duração do sono progressivamente.
  • A intenção paradoxal se baseia em pensar justamente o contrário do que queremos fazer, por exemplo, "não quero dormir". Isto permite diminuir o nível de ansiedade que gera o não poder dormir e, por consequência, facilita a conciliação do sono de maneira mais natural.

Mesmo que todas estas técnicas psicológicas tenham demonstrado sua efetividade cientificamente, é necessário saber colocá-las em prática. Por isso, procure um profissional da psicologia que possa te ajudar a controlar esta situação. Visto que, a disônia ou transtorno do sono é um problema que precisa ser controlado o mais rápido possível para evitar que repercuta negativamente em nossa vida, diminuindo a qualidade da mesma. A seguir te deixamos um vídeo de relaxamento que pode te ajudar.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Disônia: o que é, sintomas e tratamento, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia clínica.

Bibliografia
  • Cobler-Ibancos, G. (2015). La vida es sueño: DISOMNIAS. Un caso clínico.
  • Manríquez, M. (2003). Trastornos del sueño. BOLETIN ESPECIAL SOCIEDAD DE PSIQUIATRIA Y NEUROLOGIA DE LA INFANCIA Y ADOLESCENCIA, 37.
  • Peraita-Adrados, R. (2005). Avances en el estudio de los trastornos del sueño. Rev Neurol, 40(8), 485-91.
Escrever comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 de 3
Disônia: o que é, sintomas e tratamento