menu
Partilhar

O que são as emoções aflitivas: lista e exemplos

 
Por Gianluca Francia, Psicólogo. 24 fevereiro 2021
O que são as emoções aflitivas: lista e exemplos

A chave da felicidade humana está na mente e, particularmente, em ter uma menta equilibrada. Da mesma forma, na mente estão os obstáculos primários à felicidade, aquilo que nos desequilibra. Sem dúvida, o que mais nos tira do equilíbrio, o maior obstáculo para o bem-estar e a habilidade de ter uma vida satisfatória em todos os sentidos, são as propensões persistentes para certas emoções. Objetivamente, àquelas que podem ser consideradas como destrutivas ou aflitivas. Tais emoções são os verdadeiros inimigos da felicidade humana e a fonte de todos os comportamentos destrutivos.

Neste artigo de Psicolgia-Online, te explicamos o que são as emoções aflitivas e te facilitamos com uma lista de exemplos das mesmas.

Também lhe pode interessar: Emoções positivas e negativas: lista

O que são as emoções aflitivas?

As emoções aflitivas são aqueles estados mentais e emocionais que a curto, médio e longo prazo diminuem o bem-estar. Se caracterizam por gerar agitação interna, nublar o entendimento e nos privar da liberdade de pensar e agir. As emoções destrutivas afetam o comportamento e a forma de sentir e de interpretar o que acontece.

Se você se pergunta o que são as emoções aflitivas e o que provocam, você deve saber que nublam nossa capacidade de discernir. Com elas somos incapazes de fazer um julgamento racional, nos roubam a liberdade de pensar com clareza e agir construtivamente.

Qualquer estado mental pode se converter em aflitivo e é preciso nos fazermos conscientes deles quando surgem. Há estados emocionais que são destrutivos em si mesmos, e outros que se tornam destrutivos apenas quando uma intensidade é desproporcional em relação à situação em que surgem. Os traços comuns ou distintivos das emoções aflitivas são que geram mal-estar, distorcem nossa percepção e limitam nosso pensamento.

Diferenças entre emoções aflitivas e construtivas

A diferença entre emoções aflitivas e construtivas se dá no efeito que estas têm em nossa mente. Por um lado, uma emoção construtiva é aquela que nos faz sentir tranquilidade e que nos leva a agir de maneiras benéficas. Estas emoções no ajudam a construir um acervo duradouro de recursos pessoais físicos, intelectuais, sociais e psicológicos.

Por outro lado, a diferença entre as emoções aflitivas e não aflitivas é que as primeiras no colocam em uma espiral descendente e que as segundas fortalecem nossa resiliência.

Sendo assim, se uma emoção construtiva como o amor, sai de controle e deixa de proporciona bem-estar, pode facilmente se converter em uma emoção aflitiva como o desejo obsessivo. Portanto, as emoções positivas também podem ser relativas e inconstantes, não necessariamente construtivas em si mesmas.

Lista e exemplos de emoções aflitivas

Quais são as emoções aflitivas? A seguir, veremos uma lista de emoções aflitivas com exemplos das mesmas.

Raiva

A raiva se caracteriza por uma repulsa exagerada direcionada às pessoas, objetos ou circunstâncias. Na prática, agrupa estes exemplos de emoções aflitivas:

  • Irritação;
  • Ira;
  • Agitação;
  • Ódio;
  • Inimizade;
  • Malícia.

Apego

O apego se caracteriza por um sentido exagerado de atração pelas pessoas, objetos ou circunstâncias. Vejamos 5 exemplos de emoções aflitivas inclusas no apego:

  • Avareza;
  • Luxúria;
  • Desejo obsessivo;
  • Ânsia;
  • Ciúmes.

Inveja, orgulho e desconfiança

Estas envolvem uma mescla de atração excessiva por um lado, tal como o apego excessivo a uma imagem exagerada de nós mesmos, como no caso do orgulho, e por outro lado, uma repulsa excessiva, como a sensação excessiva de inimizade por um rival, no caso da inveja.

Por uma lado, a inveja contém um forte elemento das emoções aflitivas de atração e repulsão. O orgulho ou a soberba incluem atitudes destrutivas como arrogância, vergonha obsessiva e pouco realista, e também uma mescla de atração e repulsão. Finalmente, a desconfiança, que engloba emoções destrutivas tais como a ansiedade ou a culpa obsessiva.

Como mudar as emoções aflitivas

A psicologia budista sustenta a teoria de que as pessoas podem desafiar e modificar ativamente as emoções aflitivas. Uma clássica formulação budista afirma que existem 84.000 emoções aflitivas, para as quais existem outros tantos antídotos. De fato, o budismo mede o bem-estar na medida que nossa mente está dominada pelas emoções aflitivas. O ideal de saúde mental na psicologia budista é que todas as emoções aflitivas sejam substituídas pelas sadias.

Como modificar as emoções aflitivas? Uma das principais estratégias é cultivar um estado mental oposto às emoções aflitivas. O princípio básico é que um estado mental positivo tende a sufocar ou a suprimir a emoção aflitiva correspondente: onde se encontra uma, não pode subsistir a outra ao mesmo tempo. Toda emoção aflitiva tem um correspondente positivo que pode substituí-la de maneira sadia: a ira, por exemplo, pode ser aliviada pelo amor, a arrogância pela reflexão sobre a humildade e a equanimidade é um bom antídoto contra a agitação.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a O que são as emoções aflitivas: lista e exemplos, recomendamos que entre na nossa categoria de Emoções.

Bibliografia
  • Bennet, T., Goleman, D. (2012). Alchimia emotiva. Come la mente può curare il cuore. Milán: Bur.
  • Chernicoff Minsberg, L., Labra, D., Rodríguez Morales, E. (2016). Trabajar y vivir en equilibrio. Trasformando el ámbito laboral desde el cambio interior. Cómo trabajar con las emociones: Autoconocimiento y Autorregulación. Ciudad de Mexico: Atentamente Consultores.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

O que são as emoções aflitivas: lista e exemplos
O que são as emoções aflitivas: lista e exemplos

Voltar ao topo da página