menu
Partilhar

Como superar o medo do fracasso

 
Por Irene Alabau, Psicóloga. 28 agosto 2021
Como superar o medo do fracasso

Hoje em dia há uma grande pressão da sociedade para se obter sucesso e não errar. Todas as pessoas, alguma vez, já tiveram medo de cometer falhas em diferentes áreas de suas vidas, mas às vezes este medo pode fazer com que não mostremos todo nosso potencial ou evitemos certas situações por medo de não ter um bom desempenho.

Se você quer saber mais sobre o que é a atiquifobia ou medo do fracasso e o que se pode fazer para deixar de tê-la, continue lendo nosso artigo de Psicologia-Online onde daremos detalhes sobre ela e explicaremos as chaves de como superar o medo do fracasso.

Medo do fracasso na psicologia

O medo na psicologia é uma emoção básica dos seres humanos. Trata-se de um mecanismo cuja função é a adaptação ao entorno e a seus perigos, com o objetivo de favorecer a preservação e conservação da espécie. No entanto, o medo pode deixar de ser uma função de adaptação e se converter em algo disfuncional, tornando-se um obstáculo e limitando nosso funcionamento habitual.

Dentro dos diferentes medos disfuncionais encontramos o medo do fracasso. Este medo de fracassar é um medo irracional que surge quando temos que enfrentar novos desafios e decisões na vida, mas a possibilidade de obter consequências negativas ou de que nosso desempenho não seja totalmente da forma que desejamos, nos angustia.

Causas do medo do fracasso

Por que tenho medo de fracassar? O medo do fracasso deve-se a:

  • A interpretação que é feita da situação, que é avaliada de forma exagerada e pouco realista. Esta inadequação na leitura da situação pode conduzir a uma evasão da mesma, devido a ser considerada uma situação de risco e que não possuímos as capacidades para enfrentá-la.
  • A antecipação de consequências, consiste em uma antecipação de resultados através de um ponto de vista negativo e catastrófico. Esta antecipação negativa limita e freia a capacidade de atuação.
  • A autoavaliação derivada dos resultados, fazendo com que a autoestima dependa de se conseguir um sucesso ou um fracasso. Pode-se evitar uma situação como forma de proteger a própria autoestima se se acredita que irá cometer falhas.
  • O conceito do fracasso, a conceitualização subjetiva que se faz do fracasso é errada e exagerada, portanto, o mínimo erro pode chegar a ser visto como fracasso por uma pessoa.
  • Expectativas exageradas, são metas e objetivos irrealizáveis que causam ansiedade na pessoa pelo medo de não ser capaz de cumpri-las.
  • Avaliação do todo e não das partes, não se avalia o desempenho e o processo por partes ou de forma segmentada, mas apenas o resultado final. Foco completo e exclusivo no resultado.
  • Pensamento dicotômico, se refere ao pensamento em termos de preto ou branco, sendo que as ações da pessoa apenas são rotuladas como sucesso ou fracasso de forma absoluta, não há lugar para erros ou acertos parciais.
Como superar o medo do fracasso - Medo do fracasso na psicologia

Tipos de medo do fracasso

O medo do fracasso pode ser encontrado em diferentes âmbitos da vida. Entre os medos do fracasso mais comuns, encontramos os seguintes:

  • Medo do sucesso: faz referência ao medo que uma pessoa experimenta diante da possibilidade de obter sucesso em uma determinada área de sua vida. Diante deste medo surge a autossabotagem, de forma consciente ou inconsciente, são feitos esforços para dificultar a possibilidade de alcançar a meta. Com este medo do sucesso está relacionada a baixa autoestima e avaliação de falta de capacidades próprias, o medo de não ser capaz de manter a situação de sucesso, o medo de sofrer rejeição por parte de outras pessoas e considerar que o sucesso não é merecido devido a sentimentos de inferioridade.
  • Medo do fracasso profissional: consiste no medo de não obter o desempenho esperado no âmbito profissional. Geralmente é causado por um ambiente e cultura de pressão e exigência no trabalho, que desenvolve o medo de tomar decisões equivocadas e de receber reprovações por parte das pessoas responsáveis no trabalho.
  • Medo do fracasso amoroso: medo que as relações de casal, sexuais e afetivas sejam decepcionantes ou que a própria pessoa não esteja a altura das circunstâncias. As causas mais frequentes são experiências negativas anteriores e repetidas no âmbito de casal, assim como baixa autoestima, devido a qual se desenvolve o medo da rejeição.
  • Medo do fracasso escolar: medo que surge na infância e se refere ao desempenho nas esferas acadêmicas e dos estudos. Aparece em ambientes de pressão excessiva pelos resultados acadêmicos, esta pressão pode ser cultural, familiar e/ou escolar. Como consequência, as pessoas podem não desenvolver todo seu potencial e perder a motivação pelos estudos, acarretando no abandono escolar.

Atiquifobia: medo de fracassar

O medo de fracassar pode aparecer em diferentes momentos de nossa vida e de forma moderada pode ajudar a que coloquemos maior atenção e esforço nas tarefas que realizamos. No entanto, quando este medo se torna irracional e aparece de forma recorrente, persistente e muito intensamente, é considerado fobia de fracassar ou atiquifobia.

Atiquifobia

Este medo do fracasso é paralisante para a pessoa que sofre dele, pois ela evita realizar as atividades que teme. Nesta fobia, além dos comportamentos esquivos, são bastante frequentes os comportamentos inconscientes de autossabotagem.

Sintomas de atiquifobia

Os sintomas da atiquifobia diante da realização de uma nova tarefa na qual existe a possibilidade de falhar são:

  • Os sintomas físicos, que incluem tensão muscular, palpitações, taquicardias, dores de estômago e de cabeça, náuseas, perda temporária de memória e ataques de pânico.
  • Entre os sintomas psicológicos se encontram um alto nível de autoexigência e rigidez, excessivo perfeccionismo, problemas de autoestima, assim como ansiedade e pensamentos antecipatórios negativos.

Causas de atiquifobia

Mas, por que tenho medo de fracassar? Quanto às causas da atiquifobia se identificam altos níveis de exigência desde a infância, ter experimentado um fracasso anteriormente pelo que sentiu vergonha ou sofreu humilhação, desenvolvendo um condicionamento por trauma, as características de personalidade como o perfeccionismo e a baixa autoestima, assim como a pressão por parte da cultura imperante por alcançar a perfeição e o sucesso nos diferentes âmbitos de nossa vida.

Como superar o medo do fracasso: 10 dicas

A seguir, enumeramos uma série de dicas que você pode utilizar para não ter medo do fracasso:

  1. Avalie de forma realista os riscos: para avaliar de maneira mais objetiva os riscos e evitar cair no pensamento catastrófico, analise o risco com base na probabilidade de que ocorra (alta, média ou baixa) e a severidade das consequências (pouco prejudiciais, prejudiciais ou muito prejudiciais). As seguintes perguntas podem te ajudar "o que poderia acontecer de pior?" e "qual é a probabilidade de que isto ocorra?". Desta forma, se consegue uma análise mais racional das consequências e não baseada na emoção do medo.
  2. Estabeleça metas realistas: refere-se ao estabelecimento de objetivos realizáveis com base na disponibilidade dos recursos próprios que dispomos. Desta forma, começaremos a ver resultados positivos logo e a confiança em nossas próprias capacidades aumentará. Para facilitar esta tarefa, pode ser útil estabelecer um calendário e simplificar a meta mediante a determinação de objetivos gerais e específicos.
  3. Reconheça a emoção do medo: o reconhecimento e aceitação desta emoção como normal e própria das pessoas é o primeiro passo para começar a trabalhar nela. Para que exista uma mudança, primeiro temos que aceitar a situação da qual partimos.
  4. Identifique o foco de seu medo: conhecer com precisão que parte do processo específico que nos causa medo, pode ajudar a melhorar nosso enfrentamento da situação. É necessário realizar um exercício de introspecção e explorar nossos próprios medos.
  5. Planeje e antecipe situações: isto contribui para rebaixar os níveis de incerteza que temos que enfrentar e nos geram medo. É útil conhecer e analisar a situação de antemão e se você precisar, pode praticar a habilidade que tem medo de não saber desempenhar para obter uma maior segurança e confiança.
  6. Utilize os erros como fonte de aprendizagem: tente mudar sua concepção do fracasso e comece a considerar que um erro não é um fracasso. Os erros são cometidos diariamente por todas as pessoas, o importante é a capacidade para extrair aprendizagem deles e ser capaz de evoluir e melhorar no processo. Reflita sobre o que poderia ter aprendido dos erros que cometeu ao longo de sua vida, no lugar de considerá-los um fracasso.
  7. Atreva-se a falhar: uma das formas mais efetivas para perder o medo é se expor a aquilo que você tem medo, a cometer erros. Não evite cometer erros, busque realizar pequenas falhas para comprovar que as consequências catastróficas que você espera que ocorram, não chegam a ocorrer.
  8. Rebaixe suas exigências: não exija de si um resultado perfeito e preste mais atenção às diferentes partes do processo e menos no resultado final. Divida em porções a tarefa ou o processo a realizar e avalie de forma separada cada uma destas partes para obter uma análise parcial e não global.
  9. Elabore um plano B: criar um plano alternativo para o caso de as coisas não saírem como queremos ou imaginamos pode ajudar a diminuir nosso mal-estar e insegurança diante da possibilidade de errar. Também aumenta as probabilidades de que enfrentemos a situação temida.
  10. Realize exercícios de visualização: para alcançar uma meta é de grande ajuda aplicar a técnica de visualização, isto é, visualizar todo o processo e os passos que são necessários para consegui-la, incluindo os obstáculos que podem surgir no caminho e de que forma superar. Podem-se realizar exercícios de respiração e relaxamento para melhorar o resultado do exercício enquanto o realiza.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como superar o medo do fracasso, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicologia clínica.

Bibliografia
  • ANDRÉ, C. (2005). Psicología del miedo: temores, angustias y fobias. Barcelona: Kairós.
  • CARLETON, R. N. (2016). Fear of the unknown: One fear to rule them all? Journal of Anxiety Disorders, 41, 5-21.
  • de Vries, M. F. K. (2017). Fear of Failure or Fear of Success? In Riding the Leadership Rollercoaster (pp. 133-137). Palgrave Macmillan, Cham.

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Como superar o medo do fracasso
1 de 2
Como superar o medo do fracasso

Voltar ao topo da página