menu
Partilhar

Para que serve o escitalopram e efeitos colaterais

 
Por Vivian Lupo. 1 novembro 2021
Para que serve o escitalopram e efeitos colaterais

O escitalopram é um medicamento usado no tratamento da depressão, de transtornos de ansiedade e de transtorno obsessivo-compulsivo. Você sabe como o escitalopram age no organismo? Neste artigo de Psicologia-Online, vamos falar sobre essa substância, seu mecanismo de ação e seus efeitos. Continue lendo para saber para que serve o escitalopram e efeitos colaterais que possui.

O que é escitalopram

O escitalopram é um dos mais recentes medicamentos usados no tratamento da depressão. Trata-se de um inibidor seletivo da recaptação de serotonina (ISRS).

É um medicamento que age sobre o sistema serotonérgico no cérebro do indivíduo aumentando o nível de serotonina. Isso significa que o uso desse medicamento aumenta a quantidade de serotonina disponível no organismo e assim exerce seus efeitos na regulação do humor.

As alterações do sistema serotonérgico são consideradas um fator um importante no desenvolvimento da depressão e doenças relacionadas.

O escitalopram além de ser utilizado no tratamento, também é usado para prevenção de uma recaída da depressão.

Segundo estudos, os remédios antidepressivos continuam sendo eficazes nos tratamentos. Até mesmo quando estão associados à psicoterapia, as chances de sucesso do tratamento aumentam ainda mais.

Para que serve o escitalopram e efeitos colaterais - O que é escitalopram

Para que serve o escitalopram

O escitalopram é indicado para o tratamento da depressão e da ansiedade. Vamos entender um pouco mais sobre elas para compreender o que se sente ao se tomar escitalopram e por que ele é usado.

Depressão

A depressão (episódios depressivos maiores) é um transtorno que altera o estado de humor do indivíduo, com sintomas de tristeza, perda de interesse, raiva, frustração, pensamentos negativos são predominantes. Os episódios depressivos maiores se referem que esses sintomas interferem durante um longo período de tempo na vida do indivíduo.

Transtornos de ansiedade

O transtorno de angústia, também nomeado como transtorno de pânico, é um tipo de transtorno de ansiedade em que o indivíduo tem forte preocupação de sofrer uma crise de angústia, isto é, na crise a pessoa sente um intenso e repentino medo e mal-estar acompanhado de diversos sintomas, tais como, medo de morrer ou medo de perder o controle.

Do mesmo modo que a agorafobia é uma transtorno de ansiedade, essa se refere a um medo ou ansiedade ao se ver em situações ou lugares em que não há como escapar facilmente, onde não haverá ajuda disponível caso a pessoa sentir ansiedade intensa.

Transtorno de ansiedade social

O transtorno de ansiedade social, também conhecido como fobia social, é um transtorno em que o indivíduo sofre ansiedade, insegurança, vergonha por medo da opinião dos outros. Nas interações diárias, seja na escola, seja no trabalho ou em outras situações, o indivíduo sofre apresentando os sintomas citados anteriormente e acaba tendo sua vida afetada.

Transtorno de ansiedade generalizada

No transtorno de ansiedade generalizada o indivíduo parece ter uma constante, persistente e intensa preocupação por determinados assuntos. É uma reação desproporcional, os pensamentos são recorrentes e existe uma dificuldade para lidar com situações de incerteza.

Transtorno obsessivo-compulsivo

O transtorno obsessivo-compulsivo se refere ao surgimento de pensamentos insistentes e recorrentes por parte do indivíduo, esses pensamentos são obsessivos, isto é, a pessoa não consegue não pensar sobre isso, e por isso, geram ansiedade. Também há a presença de rituais, que são determinados comportamentos que se repetem de modo compulsivo. O indivíduo os realiza com o intuito de reduzir sua ansiedade.

Para que serve o escitalopram e efeitos colaterais - Para que serve o escitalopram

Escitalopram: efeitos colaterais

Como grande parte dos medicamentos, o uso de escitalopram pode produzir alguns efeitos colaterais, entretanto nem todas as pessoas sofrem os efeitos e geralmente eles desaparecem em algumas semanas de uso. Também deve-se dar atenção ao uso do medicamento combinado com outros.

O médico deve ser avisado no caso de o indivíduo usar outros medicamentos, pois a interação do escitalopram com outro remédio pode causar alguma reação adversa. Por tudo isso, é extremamente importante dizer que os efeitos colaterais devem ser comunicados ao médico e, em determinados casos, deve-se procurar um hospital imediatamente. Veja abaixo os efeitos colaterais do escitalopram:

  • Náuseas
  • Cefaleia
  • Mucosidade nasal (sinusite)
  • Diminuição ou aumento de apetite
  • Ansiedade
  • Agitação
  • Nervosismo
  • Dificuldade para conciliar o sono
  • Tonturas
  • Confusão
  • Tremores
  • Contrações repentinas de músculos
  • Sangramentos incomuns
  • Febre elevada
  • Inchaço (pele, língua, lábios, rosto, garganta)
  • Coceira na pele
  • Secura na boca
  • Dificuldade para urinar
  • Diarreia
  • Vômito
  • Constipação
  • Convulsões
  • Pele amarelada
  • Ritmo cardíaco rápido ou irregular
  • Pensamentos de automutilação e suicídio
  • Aumento de sudoração
  • Dores musculares e articulares
  • Aumento ou diminuição de peso
  • Alterações sexuais (problemas de ereção)
  • Alucinações
  • Mania

Sempre que você estiver utilizando qualquer medicamento e sentir efeitos colaterais, fale com seu médico ou profissional de saúde mental, é importante que eles saibam para poder ajustar a dose para que os efeitos sejam reduzidos, além de administrar o tratamento com eficácia.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Para que serve o escitalopram e efeitos colaterais, recomendamos que entre na nossa categoria de Psicofármacos.

Bibliografia
  • ASSOCIAÇÃO AMERICANA DE PSIQUIATRIA. (2014). Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais: DSM-5. Porto Alegre: Artmed.
  • MEDICINA NET (2021). Bula. Disponível em: <https://bula.medicinanet.com.br/bula/8151/escitalopram.htm> Acesso em: 25 de outubro de 2021
  • LANDY K., Estevez R.(2020). Escitalopram. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK557734> Acesso em: 25 de outubro de 2021

Escrever comentário

O que lhe pareceu o artigo?

Para que serve o escitalopram e efeitos colaterais
1 de 3
Para que serve o escitalopram e efeitos colaterais

Voltar ao topo da página