Outros vida saudável

Slow living: conceito e como praticar

 
Sara Sanchis
Por Sara Sanchis, Psicóloga especializada em Crescimento Pessoal. 8 dezembro 2021
Slow living: conceito e como praticar

Slow living é um movimento cultural que constitui na defesa de um novo estilo de vida mais calmo e sossegado frente aos ritmos acelerados e estressantes aos que nos vemos submetidos como resultado em viver nas atuais sociedades ocidentais capitalistas. Trata-se de um movimento que estimula a mudança no estilo de vida em diferentes setores como a alimentação, o trabalho, o tempo livre, as relações familiares e interpessoais etc. O objetivo principal desse moderno modo de vida é cuidar de forma íntegra da pessoa e, portanto, da sociedade de uma forma que o atual funcionamento social não faz.

No artigo a seguir, de Psicologia-Online, detalharemos em que consiste o conceito slow loving, como ele surgiu e indicaremos alguns exemplos práticos direcionados àquelas pessoas que se sintam atraídas por esse novo modo de vida mais saudável.

Índice
  1. Slow living: conceito
  2. Benefícios do slow living
  3. Como praticar o slow living

Slow living: conceito

Qual é o conceito de slow living? Slow living é um modo de vida que se encontra em seu auge desde os anos 1980 e que propõe um modo de vida mais pausado e respeitoso aos ritmos naturais do ser humano, em contraste aos estressantes ritmos frenéticos que as sociedades atuaisnos levaram a assumir e seguir.

Este movimento, seguido atualmente por milhares de pessoas em diferentes partes do mundo, surgiu nos anos 1980 na Itália, quando o crítico gastronômico Carlo Petrini criou o movimento "slow food". O que é o movimento slow Food? Uma filosofia com o objetivo de recuperar a tradição da comida saudável mediterrânea e tradicional, diante do surgimento do fast food em todo o mundo.

Antes desse movimento inicial, as pessoas foram se conscientizando pouco a pouco da necessidade de resgatar ritmos mais tranquilos que permitissem viver de um modo mais sossegado e saudável, fora dos ritmos estressantes que, inconscientemente e com o passar dos anos, temos assumido devido ao desenvolvimento ocorrido em nossas sociedades atuais.

Na realidade, esse movimento, em sua essência, supõe um grito desesperado para recuperar uma vida mais de acordo com a própria natureza humana, tal e como era vivida em diversas épocas históricas em diferentes povos e civilizações: viver de uma forma mais sossegada, em contato com a natureza e com os animais, nos alimentando de produtos saudáveis que a nossa Terra Mãe nos oferece, realizando trabalhos e serviços por meio dos quais possamos oferecer o melhor de nós mesmos a nossos próximos sem perder nossa vida por isso.

Slow living: conceito e como praticar - Slow living: conceito

Benefícios do slow living

Esse novo estilo de vida pretende, como comentamos antes, recuperar modos de vida antigos, mas não por negarem o progresso e o desenvolvimento em si, mas porque constituem hábitos de vida mais aderentes às necessidades reais do ser humano e, por isso, mais respeitosos com o mantimento da saúde íntegra das pessoas, o que inclui o respeito pelo meio ambiente, por toda a natureza e pelos animais.

Diante dos ritmos de vida acelerados, das relações superficiais e do pouco contato, trabalhos com horários e tarefas intermináveis, fast foods etc, o movimento slow living nos propõe "viver com consciência" na medida que nos seja possível, escolhendo de maneira consciente cada uma de nossas ações. Desse modo, esse movimento é, em sua própria essência, a integração de uma nova atitude de vida que nos permita escolher, em cada momento, entre a opção proposta por nossa sociedade ou outra em que a nossa saúde e vida pessoal, social e familiar se vejam satisfatoriamente beneficiadas.

Slow living: conceito e como praticar - Benefícios do slow living

Como praticar o slow living

É dessa forma como, de múltiplas maneiras, podemos ir deixando de seguir os modos pré-estabelecidos nas sociedades ocidentais, nos aproximando de novos modos de vida que, na realidade, constituem na reincorporação de antigos modos de vida mais saudáveis, pacíficos e sustentáveis. Como ter uma slow life? A seguir, apresentaremos alguns exemplos de vida seguindo o slow living:

  • Viver de maneira mais sossegada: o tempo, na verdade, é relativo e quando nossa atitude é mais calma, o tempo, milagrosamente, se estende, o que com pressa e estresse nos é impossível acabar, de uma forma mais sossegada finalizamos satisfatoriamente.
  • Em relação a esse conceito de tempo, para praticar a filosofia de vida slow, é fundamental dedicar momentos calmos e agradáveis ao cuidado de nossas famílias e relações sociais, levando em consideração que o ser humano é um ser social que necessita de seus próximos para viver de maneira saudável e íntegra.
  • Manter a calma e paz interior é algo necessário no ser humano para garantir nossa completa saúde e como uma forma de realizar ações conscientes, responsáveis e construtivas. É por isso que é fundamental dedicar ao menos um pequeno momento do dia para realizar exercícios físicos ou meditativos que nos permitam nos conectar com a paz real que habita em nosso interior.
  • O contato com a natureza e com os animais é uma necessidade essencial do homem, tanto que, junto a isso, forma parte do todo que é o universo. Portanto, é necessário para nós, manter um contato regular e frequente com esses elementos naturais.
  • A alimentação natural provém da Terra e unicamente daqui o ser humano recebe os nutrientes necessários que o mantém forte e saudável. Os alimentos processados e seu consumo devem ser reduzidos ao mínimo e, quanto mais sustentáveis e ecológicos são os alimentos ingeridos, mais garantia de saúde teremos.
  • Realizar aqueles trabalhos que nos permitam oferecer os nossos melhores talentos e capacidades, convertendo nosso trabalho em um serviço à sociedade e deixando de compreendê-lo como um meio de subsistência é outro dos conselhos para aproveitar mais uma vida slow.

Trata-se de incentivar todas aquelas condutas que nos permitam nos desprender dos aspectos impeditivos fomentados nesse mundo, e nos devolvam aos modos de vida arquetípicos que nos devolveriam a paz interior e, com isso, as relações cordiais em sociedades mais pacíficas e respeitosas.

Este artigo é meramente informativo, em Psicologia-Online não temos a capacidade de fazer um diagnóstico ou indicar um tratamento. Recomendamos que você consulte um psicólogo para que ele te aconselhe sobre o seu caso em particular.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Slow living: conceito e como praticar, recomendamos que entre na nossa categoria de Outros vida saudável.

Escrever comentário
O que lhe pareceu o artigo?
1 de 3
Slow living: conceito e como praticar